Páginas

19 de abril de 2018

Motorista bêbado que causar acidente com vítima agora tem pena maior

Provocar acidente por dirigir embriagado passa a ter pena maior pelo Código de Trânsito (Foto: Reprodução/ EPTV)
Começam a valer nesta quinta-feira (19) as mudanças no Código de Transito Brasileiro (CTB) que aumentam a punição e diminuem as brechas para motoristas embriagados ou drogados que causarem acidentes com vítimas no trânsito.

Sancionada em dezembro passado, a alteração define que motoristas bêbados enquadrados na lei de trânsito por homicídio culposo (sem intenção de matar) cumpram pena de 5 a 8 anos de prisão, além de o direito de dirigir suspenso ou proibido.

Antes, a pena por causar acidente com morte era de 2 a 4 anos, o que permitia que o delegado responsável pelo flagrante estipulasse uma fiança, que poderia liberar o motorista imediatamente.

Com a elevação da pena, o delegado não pode mais determinar a fiança porque a lei permite isso apenas em crimes com pena máxima de 4 anos.
Agora, apenas um juiz poderá decidir pela liberdade ou não do motorista, seja por meio de habeas corpus, pedido de liberdade provisória ou de relaxamento da prisão.

"Quando a pena era menor, o acusado não ficava preso. Ele era preso em flagrante, pagava fiança e saía. Agora ele não vai sair rapidamente", afirma Andréa Resende, especialista em Direito de Trânsito.

Como o crime continua apontado como culposo no Código de Trânsito, segue existindo a possibilidade de converter a pena de prisão em pena alternativa, como pagamento de cestas básicas ou trabalho comunitário.
Se deixar feridos
Nos casos em que há lesão corporal culposa (feridos sem intenção), a punição para o motorista passou de 6 meses a 2 anos para 2 a 5 anos. Nestes casos, o delegado também não poderá conceder fiança.

"Não tinha o constrangimento de ficar preso", explica Anna Julia Menezes, advogada criminalista.

Com a pena aumentada, não é possível pedir a suspensão condicional do processo. Voltada a pena igual ou inferior a 1 ano, ela dá a possibilidade de evitar o processo e manter o motorista como réu primário com o cumprimento de certas condições, como pagamento de multa.

Se for pego no bafômetro
Nada muda com relação a multas e punições administrativas ao motoristas flagrados bêbados, tenham se envolvido em acidente ou não.

A punição para quem for pego no bafômetro é multa de R$ 2.934,70, além da suspensão da carteira de habilitação por 1 ano. E é a mesma para quem se recusa a fazer o teste.

O bafômetro não é a única forma de constatar embriaguez: quaisquer sinais que indiquem alteração da capacidade psicomotora podem servir de prova pela autoridade no local.

'Cavalo de pau' vira crime
A nova redação da lei também transforma a "exibição ou demonstração de perícia" ao volante em crime, no mesmo artigo que fala sobre "corrida, disputa ou competição automobilística não autorizada", os famosos "rachas".

De acordo com advogados, essas exibições e manobras podem ser um "cavalo de pau", acelerar muito cantando os pneus, empinar a moto ou qualquer manobra radical que crie alguma situação de risco.
Antes essas manobras agressivas sem vítimas estavam sujeitas apenas a multa (R$ 2.934,70) e suspensão da habilitação, mas agora o motorista também pode pegar prisão de 6 meses a 3 anos.

Em casos com feridos graves, a pena é de 3 a 6 anos de prisão. Se houver morte, a reclusão passa de 5 a 10 anos.

Importância da fiscalização
De acordo com advogados consultados pelo G1, a mudança poderá reduzir o sentimento de impunidade nos crimes de trânsito, mas a fiscalização e a educação têm papel principal em diminuir a incidência.

"Diminuir os crimes de trânsito depende de campanhas de conscientização, campanhas educacionais. Não adianta criar leis mais impositivas sem dar orientação aos motoristas", afirma Andréa Resende.

Já João Paulo Martinelli, da Faculdade de Direito do IDP-São Paulo, acredita que as penas para os crimes de trânsito estão desproporcionais.

"A pena paga homicídio culposo é muito maior agora para os casos que envolvam veículo automotor. Se o sujeito está manuseando arma de fogo, ela dispara e acerta alguém, um caso de homicídio culposo, aplica-se uma pena de 1 a 3 anos", explicou.

"Atualmente, o que impede que as pessoas dirijam embriagadas é a blitz. Ela é muito mais eficaz do que a lei", completou.


Fonte: G1

Rios Longá e Parnaíba não param de subir e aumenta o número de desabrigados

O número de pessoas atingidas pelas fortes enchentes nos rios Longá e Parnaíba já atingiu centenas de famílias nos municípios situados as margens dos dois rios. Nas últimas 24 horas o número de desabrigados praticamente dobrou.
Um dos municípios atingidos pelas enchentes é Buriti dos Lopes. Nos povoados Barra do Longá, Passagem das Canoas e Coroa de São Remígio, dezenas de famílias estão desabrigadas. 
Imagens registradas nesta terça-feira, dia 17, por Everton Azevedo, morador da comunidade Barra do Longá mostram que os rios Longá e Parnaíba não param de subir. O povoado é um dos mais afetados, já que fica situado ao lado do encontro dos dois rios. As águas já começam a tomar a pracinha da comunidade e várias casas estão debaixo d’água.

Por: Frank Cardoso (Portal Boca do Povo)
Fotos: Everton Azevedo

Prefeitura de Sobral lança concurso com 124 vagas; Salários chegam a R$ 13 mil


Para todos os cargos é exigido nível superior (FOTO: Reprodução)
A Prefeitura de Sobral lançou, na última sexta-feira (13), por meio do Diário Oficial do Município nº 283, concurso público de provas e títulos destinado ao provimento de 124 cargos efetivos, com lotação em Secretarias Municipais de Sobral. As remunerações vão de R$ 2.396,06 a R$ 13.778,08.
Os cargos oferecidos no concurso, criados pela atual gestão no ano passado, são: Analista de Infraestrutura (15 vagas), Analista de Políticas Públicas Sociais (62 vagas), Auditor de Controle Interno (4 vagas), Auditor Fiscal de Tributos Municipais (6 vagas), Enfermeiro (27 vagas) e Fiscal de Urbanismo e Meio Ambiente (10 vagas). Para todos os cargos é exigido nível superior.
O concurso será organizado, coordenado e executado pela Fundação Universidade Estadual do Ceará (Funece), por intermédio da Comissão Executiva do Vestibular da Uece (CEV/Uece).

A data de início das inscrições, bem como o calendário completo das atividades do concurso, serão divulgados em até 5 dias úteis pela Uece, através do site da instituição. As inscrições somente poderão ser realizadas pela internet. O valor da taxa de inscrição do certame será de R$ 130 para todos os cargos/especialidades. Cada candidato poderá se inscrever para até dois cargos, desde que as provas objetivas a eles associadas sejam aplicadas em dias distintos.

A primeira fase do concurso, de caráter eliminatório e classificatório, é constituída de avaliação intelectual escrita, compreendendo prova objetiva, com 60 questões de múltipla escolha. Ela será realizada em um dia de sábado para os cargos de Auditor Fiscal de Tributos Municipais, Enfermeiro e Analista de Infraestrutura e no domingo, imediatamente subsequente, para os cargos de Auditor de Controle Interno, Analista de Políticas Públicas Sociais e Fiscal de Urbanismo e Meio Ambiente. Já a segunda fase é composta de avaliação de Títulos, de caráter apenas classificatório.


Fonte: Tribuna do Ceará

18 de abril de 2018

TRF-4 nega último recurso de Lula no caso do triplex em Guarujá




último recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) foi negado nesta quarta-feira (18) em Porto Alegre. Os desembargadores da 8ª Turma mantiveram a condenação de 12 anos e um mês de prisão, da decisão de 24 de janeiro, no caso do triplex em Guarujá (SP). Lula está preso desde 7 de abril em Curitiba.

"Depois de analisar todas as ponderações da defesa, é manifesta a inadmissibilidade dos embargos. Não se pode que a defesa busque rediscussão de aspectos já julgados", declarou o juiz Nivaldo Brunoni em seu voto. Os desembargadores Victor Laus e Leandro Paulsen o acompanharam na decisão.

O advogado Cristiano Zanin pediu, no começo do julgamento, que o recurso fosse julgado pelo desembargador João Pedro Gebran Neto, relator da Turma, que está de férias. Quem o substitui é Brunoni. Esse pedido da defesa também foi negado.

A defesa do ex-presidente ainda pode recorrer contra a condenação ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ao Supremo Tribunal Federal (STF). "Os recursos serão interpostos no prazo legal", afirmou Zanin.

"Nós temos medidas pendentes de julgamento, estamos aguardando o resultado e temos outras medidas que serão apresentadas tanto para impugnar a condenação e também para impugnar a privação da liberdade que foi imposta ao ex-presidente Lula precipitadamente nesse processo", completa.

O ex-presidente se entregou à Polícia Federal um dia após o prazo estabelecido, a partir do mandado de prisão. O TRF-4 encaminhou ao juiz federal Sérgio Moro, na primeira instância, em Curitiba, o ofício com a autorização para a execução da pena no fim da tarde 5 de abril.

Após o envio do ofício, Moro determinou a prisão de Lula até as 17h de sexta-feira (6) para se apresentar voluntariamente à PF em Curitiba, conforme decisão do juiz. Após protestos de apoiadores, o ex-presidente se entregou na noite de sábado (7). A defesa ainda não havia entrado com o último recurso na segunda instância.

Lula foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro por ter recebido o imóvel no litoral paulista como propina dissimulada da construtora OAS. Em troca, ele teria favorecido a empresa em contratos com a Petrobras. O ex-presidente nega as acusações e se diz inocente.

Os advogados de Lula pediam que fossem conhecidos e acolhidos os embargos dos embargos "para o fim de suprir as omissões e obscuridades" que vêm sendo apontadas pela defesa desde o primeiro recurso.

Também pediam que fosse "reconhecida a atipicidade da conduta com relação ao delito de corrupção passiva", e que documentos que comprovam a inocência de Lula fossem apreciados.
Lula em carro da Polícia Federal em São Paulo (Foto: Suamy Beydoun/Agif/Estadão Conteúdo)
Instâncias superiores
A defesa de Lula ainda poderá recorrer contra a condenação nos tribunais superiores: o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e o STF.

Antes de chegar a Brasília, os recursos especiais (STJ) e extraordinários (STF) são submetidos à vice-presidência do TRF-4, responsável pelo juízo de admissibilidade – uma espécie de filtro de acesso às instâncias superiores.

Se for o caso, os autos serão remetidos ao STJ que, concluindo o julgamento, pode remeter o recurso extraordinário ao STF.

No STJ, poderá ser apresentado recurso especial se a defesa apontar algum aspecto da decisão que configure violação de lei federal, como o Código Penal ou de Processo Penal. No STF, caberá recurso extraordinário se os advogados apontarem que a decisão do TRF-4 viola a Constituição.

Caso Lula continue preso nessa fase de recursos, a defesa poderá também pedir a esses tribunais superiores a soltura do ex-presidente, para que ele recorra em liberdade.

Candidatura de Lula
Confirmada a condenação e encerrados os recursos na segunda instância judicial, Lula fica inelegível pela Lei da Ficha Limpa.

Entretanto, na esfera eleitoral, a situação do ex-presidente será decidida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que deverá analisar um eventual registro de candidatura do ex-presidente – o que deve acontecer no segundo semestre deste ano.

O PT tem até 15 de agosto para protocolar a candidatura. O TSE tem até o dia 17 de setembro para aceitar ou rejeitar a candidatura de Lula.

O ex-presidente pode ainda fazer um pedido de liminar (decisão provisória) ao TSE ou a um tribunal superior que permita a ele disputar as eleições de 2018. A Lei da Ficha Limpa prevê a possibilidade de alguém continuar disputando um cargo público, caso ainda haja recursos contra a condenação pendentes de decisão.

Dois recursos negados em processo de propina da Odebrecht
Nesta mesma sessão, outros dois recursos de Lula foram negados por unanimidade. Em um deles, a defesa entrou com embargos de declaração após os desembargadores da 8ª Turma negarem o pedido de suspeição do juiz Sérgio Moro, responsável pelo caso na primeira instância, em 28 de fevereiro.

O processo trata de supostas vantagens indevidas recebidas pelo petista, como o apartamento vizinho ao que ele vive em São Bernardo do Campo (SP) e um terreno que seria destinado ao Instituto Lula.

Segundo a força-tarefa da Lava Jato, os imóveis foram adquiridos pela empreiteira e repassados ao ex-presidente em troca de favorecimento em contratos da empresa com a Petrobras. Lula nega as acusações.

A defesa de Lula também entrou com recurso contra o uso das cópias de dados do sistema Drousys, ao qual funcionários da Odebrecht tinham acesso e que, segundo a Operação Lava Jato, continham informações sobre pagamentos de propina.

O uso do programa foi revelado pela delatora da Lava Jato Maria Lúcia Tavares, que era responsável dentro do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht por gerenciar requerimentos de propina e repassá-los aos entregadores, que por sua vez fariam chegar os recursos aos destinatários finais.

As comunicações eram feitas justamente através do Drousys, cujo servidor ficava na Suíça.

Conforme a denúncia, o valor da propina paga a Lula até novembro de 2012 foi de R$ 12.422.000, correspondente somente ao imóvel do Instituto Lula.


Fonte: G1

FIEPI implanta Sistema de Gestão Escolar nas unidades em Parnaíba.

A Federação das Indústrias do Piauí (FIEPI), por meio do Departamento Regional do SESI e SENAI, e em parceria com a empresa de consultoria TOTVS, promoveu nesta terça-feira, 17, o encerramento das atividades de capacitação dos colaboradores envolvidos na implantação do Sistema de Gestão Escolar (SGE) no Piauí. O evento certificou os multiplicadores numa cerimonia de formatura que contou com a presença de diretores e da gerente de projetos da TOTVS, Lilyan Vasconcelos

Os concludentes fazem parte do grupo formado por diretores, secretárias escolares, coordenadores, bem como representantes das áreas financeira, contábil e de TI, que fazem parte da Escola SESI Integrada Dep. Moraes Souza e do Centro de Formação Profissional José de Moraes Correia, em Parnaíba. 
A iniciativa faz parte do Programa Evoluir, e tem como finalidade padronizar e dar mais transparência aos dados dos processos de educação do Sistema FIEPI, inclusive, possibilitando uma visão mais abrangente da vida escolar dos alunos, otimizando a jornada de trabalho e diminuindo custos.
A implantação do SGE teve inicio em novembro de 2016, e de lá pra cá, o grupo de multiplicadores participou das atividades relacionadas a aplicabilidade e o manuseio do software. “Foi um grande desafio, mas tivemos sempre o foco em finalizar um trabalho de boa qualidade e que pudesse acrescentar melhorias no gerenciamento das nossas escolas”, definiu o diretor do CFP- Jose de Moraes Correia, José Martins Filho.
“Estamos encerrando esta etapa de treinamento dos multiplicadores. Tivemos um momento de avaliação durante a segunda-feira(16), onde foi tratado as lições aprendidas no SGE, a partir de agora é colocar a mão na massa”, pontificou a diretora de educação tecnológica do SENAI, Sandra Ataíde, informando que a próxima etapa será a disseminação nas demais escolas do SESI e SENAI, localizadas em Teresina e Picos.
Na ocasião, o Superintendente do SESI/PI e Diretor Regional do SENAI, Mardonio Neiva, falou sobre a importância da implantação do SGE nas unidades. “Com esta ferramenta, daremos celeridade nos procedimentos, garantindo a otimização da informação e mantendo a qualidade na prestação de serviços”, disse, lembrando o esforço que a entidade tem feito para proporcionar um ambiente de aprendizado constante. 
Entre os presentes no evento, a coordenadora de educação do SESI, Katia Luz, a coordenadora do programa do SGE no Estado, Martha Chaves, e todos os gerentes das unidades em Parnaíba.


Por Monica Pessoa/ASCOM
Imagens: Gleitoney Miranda

CHARGE DO DIA

Charge 18.04
Fonte: DN

Projeto que pune quem divulgar imagem de cadáver avança na Câmara


A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados aprovou hoje (17) projeto de lei que pune quem divulgar imagens de cadáveres na internet. O texto aprovado foi um substitutivo do relator, deputado Fausto Pinato (PP-SP), ao Projeto de Lei 2175/15, do deputado Cícero Almeida (PHS-AL). A proposta ainda deve ser analisada pelo plenário da Casa.

O projeto tipifica no Código Penal o crime de vilipêndio de cadáver perpetrado nos meios de comunicação e aumenta em um terço a pena se o responsável pela divulgação tiver acesso às imagens por meio de sua profissão.

Segundo Pinato, o objetivo da proposta é evitar a prática crescente de divulgação de fotos e vídeos de cadáveres na internet, como ocorreu na morte do cantor Cristiano Araújo, em 2015, quando imagens do corpo do artista, morto em acidente automobilístico, foram divulgadas.

O deputado Cicero Almeida diz que a divulgação de imagens de cadáveres na internet causa “danos irreparáveis ao sentimento da família, amigos e da coletividade, interferindo de forma negativa na boa lembrança, respeito de que se guarda em relação à memória do morto”.


Fonte: Imirante.com

EXEMPLO: PREFEITO AJUDA MORADORES APÓS ENCHENTE ARRASAR CIDADE

A cidade de Bodocó, no Sertão de Pernambuco, tenta se reerguer após ter diversas casas inundadas pela água de rios e açudes, que transbordaram com a forte chuva da última sexta-feira (13). 
Segundo a prefeitura, o número desabrigados e desalojados é de 872 pessoas. Durante a saída dos moradores de suas residências, uma cena incomum chamou a atenção dos internautas. Uma foto mostrava Túlio Alves, o Prefeito de Bodocó, ajudando na retirada de móveis e eletrodomésticos.
O Blogueiro Mikael Sampaio, primeiro a publicar sobre a atitude do gestor, disse: “ao invés de estar sentado na cadeira como todo político em dia de desastre, ele foi às ruas ajudar". 
O motivo da foto viralizar é simples: Em casos assim, pessoas se mobilizam, são solidárias umas com as outras, mas daí a contar com a presença de um político, sobretudo um prefeito, não é nada comum no Brasil. 
Em nota oficial, o prefeito fez um apelo aos moradores: “em nome de cada bodocoense, peço que possamos unir forças para ajudar as pessoas que mais precisam neste momento, como também pedimos que as pessoas que estão em área de risco, não apresentem resistência para saírem de suas casas”. Que o exemplo do gestor pernambucano possa ser seguido por tantos outros que se escondem do povo quando ele mais precisa.


Fonte: Camocim Online

15 de abril de 2018

Cheques de qualquer valor serão compensados em um dia útil a partir de amanhã


Mudanças em relação ao cheque especial também vão ocorrer, mas a partir de 1º de julho. ( Foto: Reprodução)
A partir desta segunda-feira (16), cheques de qualquer valor passarão a serem compensados em um dia útil. Hoje, os cheques de até R$ 299,99 demoram dois dias úteis para “cair” na conta das pessoas físicas, empresas, ou favorecidos. O novo prazo para a compensação nos cheques segue determinação da circular 3.859, publicada pelo Banco Central em novembro do ano passado. 

De acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), a alteração no prazo foi possível após implementação da compensação por imagem, em 2011. O processo por imagem reduziu o tempo e os gastos com transporte, eliminando as trocas físicas que antes eram feitas. 

Outro fator que contribuiu para a redução no prazo de compensação, segundo os bancos, foi queda no número de cheques liquidados no país. Em 2017, foram compensados 494 milhões de cheques, 85% menos que o registrado 1995, quando foram compensados 3,3 bilhões de cheques. 

Mudanças em relação ao cheque especial também vão ocorrer, mas a partir de 1º de julho. Pelas novas regras, as instituições financeiras terão de oferecer ao consumidor uma alternativa mais barata para parcelamento do saldo devedor do cheque especial. 

Quando o consumidor “entrar” no cheque especial, o banco deverá comunicá-lo imediatamente, por meio de alerta, sobre a contratação do produto e que se trata de uma modalidade de crédito de uso temporário. 

Segundo a Febraban, o valor do limite de crédito do cheque especial deverá ser informado nos extratos de forma clara de modo a não ser confundido com valores mantidos em depósito pelo consumidor na conta-corrente.


Fonte: Imirante.com

Valdeci Cavalcante toma posse na Academia Parnaibana de Letras e lança livro sobre o Oriente Médio

Antônio Gallas, secretário geral da Apal; Valdeci Cavalcante, novo membro da Apal; e José Luis de Carvalho, presidente da Apal. Foto José Maria
O advogado, empresário e escritor Valdeci Cavalcante foi empossada nesta sexta-feira (13) na cadeira de n° 39 da Academia Parnaíba de Letras (Apal), que tem como patrono o pai dele, o empresário, ex-vereador e ex-vice-prefeito de Parnaíba Gerardo Ponte Cavalcante. O discurso de recepção ao novo membro da Apal foi proferido pelo acadêmico Elmar Carvalho que falou sobre as biografias de Valdeci Cavalcante e do seu patrono. Além dos membros da Apal estavam presentes autoridades como o senador Ciro Nogueira, o deputado federal Paes Landim, o prefeito Mão Santa, o desembargador José James (TJ-PI), vereadores e muitos outros convidados. A cerimônia foi presidida pelo presidente da Apal, José Luis de Carvalho, com a participação do secretário geral, Antônio Gallas Pimentel.

Em seu pronunciamento de recepção ao novo acadêmico, Elmar Carvalho destacou o perfil empreendedor de Valdeci Cavalcante, que mesmo envolvido em diversas missões e empreendimentos, sempre reserva uma parte do seu tempo para a produção literária. O novo membro da Apal é autor de vários livros, sendo o último intitulado “O Oriente Médio”, que teve lançamento e sessão de autógrafos na mesma noite.
Elmar Carvalho destacou os investimentos que as entidades presididas por Valdeci Cavalcante realizam nas áreas do esporte e da cultura nas diversas unidades do Sesc e Senac em diversas cidades do Piauí. Bibliotecas, teatros, espaços culturais e esportivos estão entre os setores priorizados pelo novo imortal das letras, nas entidades que dirige.
Sobre o patrono da cadeira 39, Gerardo Cavalcante, o acadêmico Elmar Carvalho destacou a vasta atuação no comércio, na política (vereador por mais de 30 anos, vice-prefeito e prefeito em exercício) e no contexto social do município. Para o poeta Elmar, Gerardo Cavalcante teve como principal qualidade a de ter sido um homem bom, com forte atuação humanitária e social. Cearense, nascido em 1920, Gerardo Cavalcante morreu no dia quatro de outubro de 2010, aos 90 anos de idade.
No seu discurso de posse, o acadêmico Valdeci Cavalcante também destacou aspectos biográficos do patrono da cadeira 39, que passou a ocupar, lembrando sua atuação política e comunitária. Dissertou a respeito do fazer literário e da importância da arte literária no contexto das demais atividades humanas. Sobre a posse na Apal, Valdeci manifestou disposição de se engajar nos objetivos da entidade, voltados à difusão da cultura literária. Depois da posse, aconteceu o lançamento do livro “O Oriente Médio”, com apresentação da obra pelo advogado Dênis Oliveira Cavalcante, filho do escritor Valdecir Cavalcante. A obra resume a experiência de vida, as viagens e as pesquisas bibliográficas e de campo do escritor Valdeci Cavalcante sobre o mundo árabe, com foco especial no talento dos povos estudados nas áreas do comércio e das humanidades.
Valdeci Cavalcante recebe o manto acadêmico. Foto: José Maria.
Valdeci Cavalcante cumprimenta o acadêmico Elmar Carvalho que fez o discurso de recepção. Foto José Maria.
Presidente da Apal, José Luis de Carvalho, e o secretário Geral, Antônio Gallas, empossam Valdeci Cavalcante na cadeira de número 39 que tem como patrono Gerardo Cavalcante. Foto José Maria.
Presidente da Apal, José Luis, conduz a cerimônia de posse. Foto José Maria
Acadêmico Dr. Itamar dirige mensagem ao novo acadêmico. Foto José Maria.
Advogado Dênis Cavalcante faz apresentação do livro “O Oriente Médio”, de Valdeci Cavalcante. Foto José Maria
Desembargador José James prestigiou a posse de Valdeci Cavalcante na Apal. Foto José Maria.
Acadêmicos Alcenor Candeira Filho, Roberto Cajubá, Valdeci Cavalcante e Antônio de Pádua. Foto José Maria.
Fotos: José Maria
Fonte: a24horas

Espólio dos votos de Lula preocupa PT após divulgação de pesquisa

Lula no sábado (7), em frente ao sindicato dos metalúrgicos do ABC, horas antes de se entregar à PF (Foto: Leonardo Benassatto/Reuters)
Lula no sábado (7), em frente ao sindicato dos metalúrgicos do ABC, horas antes de se entregar à PF (Foto: Leonardo Benassatto/Reuters)
O PT ficou em alerta com o resultado da primeira pesquisa com índices de intenção de voto para a eleição presidencial de 2018 divulgada depois da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A expectativa inicial do partido era que a grande exposição com a prisão reforçasse o capital político do ex-presidente. Mas a pesquisa, do Instituto Datafolha divulgada neste domingo (15) pelo jornal "Folha de S.Paulo", mostrou que a prisão teve efeito negativo nos planos do PT.

Lula aparece com 31% das intenções de voto no seu melhor desempenho, quando, em janeiro, ele já tinha alcançado 37% em um dos cenários.

A maior preocupação entre petistas é com a dificuldade de transferência de votos de Lula. Os dois candidatos mais beneficiados na esquerda são Marina Silva (Rede) e Ciro Gomes (PDT), ambos distantes de Lula.

Os dois planos B do PT – Fernando Haddad e Jaques Wagner – aparecem com desempenho sofrível de apenas 2% e 1%, respectivamente.

Mesmo os pré-candidatos da esquerda, que tem a simpatia do PT, e que subiram no palanque da legenda no último discurso do Lula, no sábado (7), não se beneficiam até o momento do espólio petista. No primeiro cenário sem Lula, Manuela D'Ávila (PC do B) tem 2% e Guilherme Boulos (PSOL) aparece com 0.

Outro foco de preocupação com a pesquisa é o elevado percentual de pessoas que acreditam que Lula não será candidato – 62%, contra apenas 18% que acreditam que ele vai disputar com certeza.

Nas palavras de lideranças petistas ouvidas pelo blog neste domingo (15) será preciso um trabalho intenso nos próximos meses para manter o espólio de Lula com o PT e no campo das esquerdas.

Segundo integrantes da executiva do partido, o fundamental é ter forças suficiente para que no cenário sem Lula seja possível o PT conseguir colocar um nome no segundo turno.

Por isso, a estratégia será, a partir de agora, explorar o máximo a imagem do petista (como uma vítima que teve uma prisão política decretada).

O blog já revelou que a estratégia do PT é de carimbar Lula como preso político perseguido pela Justiça brasileira para diminuir o desgaste pelo fato dele ter sido preso por corrupção e, com isso, manter na órbita do PT o espólio dos votos lulistas.


Fonte: Blog do Camarotti / G1

Prefeito implanta projeto para solucionar problemas de escassez de água em Caxingó-PI


O Prefeito Washington Luis autorizou nesta sexta-feira(13), a perfuração de mais um poço tubular na sede do município. Esse é o segundo poço perfurado, trata-se de um projeto que tem como objetivo melhorar o abastecimento de água na cidade de Caxingó.
Técnicos e funcionários da Associação responsável pelo abastecimento de água na sede do município, acreditam que com a ajuda dos dois novos poços o problema de escassez de água será resolvido.
O problema de falta de água na sede é antigo, e as reclamações são contantes: 'estamos confiantes que resolveremos o problema com a perfuração dos poços, e dessa forma dá mais comodidade a população', disse o prefeito Washington Luis (PMDB).


Fonte: Blog Caxingó Noticias

14 de abril de 2018

CHARGE DO DIA

Charge 14.04
Fonte: DN

Homens enterram cão vivo, são presos por maus-tratos e soltos em seguida no DF

Cão resgatado após ter sido enterrado vivo no Guará, no DF (Foto: Polícia Militar do DF/Divulgação)
Dois homens foram detidos, na manhã deste sábado (14), após enterrarem um filhote de cachorro vivo em um terreno baldio do Guará I, no Distrito Federal. O cão chegou a ser resgatado mas, horas depois, morreu em uma clínica veterinária.

De acordo com a Polícia Militar, os homens foram abordados porque estavam em "atitude suspeita". Questionados sobre uma área de terra remexida, próxima ao local, eles disseram aos militares que tinham enterrado um cachorro morto ali.

A equipe desconfiou da informação e, ao pedir que eles retirassem a terra de cima, descobriu que o cão ainda estava vivo. O filhote foi levado a uma clínica veterinária no Lago Sul por uma equipe do Batalhão Ambiental da PM.

Em um vídeo feito pela PM, é possível ver que o animal ainda respira com dificuldade, e tem diversos ferimentos na boca. O maxilar parece deslocado. Em razão da crueldade das imagens, o G1 optou por não exibir o vídeo.
Filhote de cachorro resgatado após ser enterrado vivo no Guará, no DF (Foto: Polícia Militar do DF/Divulgação)
Segundo a Polícia Civil, os dois homens, de 22 e 24 anos, foram levados à 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul), e liberados após assinar um termo circunstanciado. O G1 aguarda retorno da Polícia Civil sobre o caso.

Eles devem responder em liberdade por crueldade contra animais. Se condenados, podem pegar de três meses a um ano de reclusão, além de multa.


Fonte: G1

13 de abril de 2018

SESI apresenta calendário das atividades para o AÇÃO GLOBAL deste ano


O Serviço Social da Indústria do Piauí (SESI) reuniu, nesta sexta-feira (13/04), no Auditório da FIEPI, em Parnaíba, um grupo de colaboradores da instituição para as primeiras informações acerca da 25ª Edição do Ação Global, que tem data marcada para o dia 26 de maio. O objetivo do encontro foi alinhar as ações e serviços a serem oferecidos durante o evento, que tem como tema“Educar para Transformar”.
Na ocasião, o Superintendente do SESI/PI, Mardonio Neiva, fez a exposição das expectativas quanto à realização do evento que será este ano no município de Parnaíba. “A Ação Global é feita de voluntários que fazem um grande mutirão de serviços gratuitos para a comunidade”, ressaltou, lembrando que ano passado foram registrados mais de 1 milhão de pessoas beneficiadas em todo Brasil .
Desta vez, além da equipe de coordenação, a reunião contou com a participação do Prefeito Municipal de Parnaíba, Francisco de Assis de Moraes Souza e alguns de seus secretários e auxiliares. Para o diretor de Qualidade de Vida (SESI/PI), Marcos Siqueira, a parceria com a administração pública municipal é de importância essencial, pelo fato do apoio na infraestrutura, transporte, saúde, educação e cidadania. “Estamos ainda analisando as opções para o local do evento. Mas tudo indica que será no bairro Piauí, próximo ao CAIC”, justifica o diretor, enfatizando o público e o acesso de aproximadamente doze bairros do entorno.
O Programa Ação Global é uma iniciativa do SESI e da Rede Globo, realizada nos Estados e no Distrito Federal por meio dos Departamentos Regionais e das afiliadas da emissora, com o apoio de muitos parceiros em todo o país. A proposta é prestar serviços gratuitos em saúde, educação, promoção do bem-estar, qualidade de vida e cidadania.


Por Monica Pessoa
ASCOM FIEPI