Páginas

21 de agosto de 2019

Câmara aprova projeto que obriga agressor a ressarcir SUS em caso de violência doméstica

Deputados reunidos no plenário da Câmara durante a sessão desta terça-feira (20) — Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados
A Câmara dos Deputados concluiu na noite desta terça-feira (20) a aprovação da proposta que obriga o agressor a ressarcir o Sistema Único de Saúde (SUS) em caso de violência doméstica.

O projeto já havia sido aprovado pela Câmara e enviado ao Senado, mas, como os senadores mudaram o texto, o projeto teve de ser analisado novamente pelos deputados. Na sessão desta terça, a Câmara rejeitou as mudanças.

Agora, caberá ao presidente Jair Bolsonaro sancionar, vetar parcialmente ou vetar a íntegra do texto.

De acordo com o projeto aprovado pela Câmara:
os recursos arrecadados serão destinados ao fundo de saúde da União, do estado ou do município responsável pela unidade que prestou os serviços à vítima;
o agressor também terá de arcar com os dispositivos de segurança usados no monitoramento de vítimas de violência doméstica que têm medidas protetivas.

Dinheiro da vítima
A proposta determina também que o agressor não poderá usar no pagamento os recursos da vítima nem dos dependentes, somente o que for dele.

O ressarcimento também não poderá ser atenuante nem substituir a pena aplicada na esfera criminal.

Fonte: G1

Dia Nacional da Construção Social atende mais de 7 mil pessoas

Parnaíba foi uma das 30 cidades brasileiras a promover, no último dia 17 de agosto, o Dia Nacional da Construção Social (DNCS). A iniciativa é da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). O evento aconteceu no Centro Esportivo Dirceu Arcoverde (Verdinho) e reuniu, além de centenas de trabalhadores do setor da construção civil, familiares e comunidade em geral.

Na ocasião, 79 parceiros e 482 voluntários ofereceram mais de 80 serviços gratuitos, beneficiando 2.362 pessoas com 7.085 atendimentos, nas áreas de saúde, lazer, educação, tecnologia, beleza, cultura, cidadania e segurança do trabalho, entre outros. O SENAI-PI apresentou o Kit para montagem de painel de energia solar fotovoltaica e consultorias que realiza em eficiência energética, além de orientações sobre cursos na modalidade EAD. 
Esta foi a 13º edição do DNCS, que é realizado pelo Sindicato das Indústrias da Construção no Estado do Piauí – SINDUSCON, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado do Piauí – FIEPI e o Serviço Social da Indústria do Piauí (SESI-PI).
Na abertura, entre outras apresentações, houve a participação de uma bailarina cadeirante que dançou e encantou a todos que puderam vê-la em cena. O Superintendente Regional do SESI, Mardônio Neiva, ressaltou a importância do evento para os trabalhadores da construção civil e também agradeceu aos parceiros e colaboradores, peças fundamentais para o sucesso do evento.
Um sábado diferente, com muito conhecimento, entretenimento e que nesse ano trouxe o tema: “O MUNDO ESTÁ MUDANDO E VOCÊ?” propondo o debate urgente sobre as mudanças no mundo e no mercado de trabalho.

Jânio Holanda / Daniel Paixão - ASCOM/FIEPI

Gestora da CNI implanta novo modelo de atuação do PDA na FIEPI



A Gerente executiva de Desenvolvimento Associativo da Confederação Nacional da Indústria - CNI, Camila Cavalcante, visitou nesta terça-feira (20), a Federação das Indústrias do Piauí -FIEPI.
Em reunião com o presidente da FIEPI, Zé Filho, a gerente executiva tratou sobre a implantação do modelo de atuação articulada do Plano de Desenvolvimento do Associativismo - PDA no Sistema FIEPI.

Segundo Camila, o modelo é uma parceria ganha ganha, entre os sindicatos e as áreas de mercado do SESI, SENAI, IEL e da Federação com o objetivo de aumentar a capacidade de oferecer às industrias, os produtos e serviços do Sistema FIEPI e aumentar a capacidade dos sindicados de atrair novos associados. 

O superintendente do SESI PI e Diretor Regional do SENAI, Mardônio Neiva reuniu uma equipe de trabalho com a representante da CNI para implantar o novo plano de atuação junto aos sindicatos da Indústria.
Participaram da reunião a gestora do PDA e superintendente do IEL, Lauriane Coelho, o assessor de mercado do SENAI, Raimundo José, a coordenadora da área de educação corporativa para a indústria do SESI, Elisane Melo, e as consultoras, Karoline Azevedo do PDA e Risolane Claro da área de mercado.

Na oportunidade foi definido as estratégias de atuação e o cronograma de atividades a serem realizadas juntos as indústrias piauienses.

Larissa Teixeira - Ascom FIEPI

Chuva de Amor: Roupas e Acessórios Infantis

Rua Joaquim Santos, 791 - Bairro de Fátima
Fone: 9 9808-2278
Parnaíba - PI

20 de agosto de 2019

Governador comemora desfecho com morte do sequestrador


O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel elogiou o trabalho “muito técnico” feito pela Polícia Militar no caso do sequestro do ônibus no início da manhã de hoje (20) na Ponte Rio-Niterói, que terminou com o sequestrador abatido por atiradores de elite.

“O ideal é que todos saíssem com vida, mas nós tivemos que tomar uma decisão de salvar os reféns. O que nós assistimos foi um trabalho muito técnico da Polícia Militar. Todo tempo eu fiquei monitorando para fazer o meu trabalho como governador e a Polícia Militar, usando os atiradores de elite, escolheu a melhor oportunidade para salvar os reféns. A técnica é da Polícia Militar. Nós nos mobilizamos rapidamente e tentamos evitar o transtorno para a sociedade”, disse ele no local.

Witzel chegou de helicóptero à ponte Rio-Niterói às 9h45 e desceu da aeronave fazendo gestos de comemoração, vibrando os pulsos cerrados. Ele confirmou que o homem foi morto e identificado e que não é policial. A identidade dele não foi revelada e o corpo já foi removido para a perícia.

Pouco antes das 6h de hoje, um homem armado sequestrou um ônibus e fez 37 reféns, obrigando o motorista a parar o veículo na altura do vão central da ponte, no sentido Rio. Ele foi morto por atiradores de elite por volta de 9h. Segundo o governador, a Secretaria de Vitimização prestará assistência aos reféns e à família do sequestrador.

“Conversei com familiares dele, um me pediu desculpa. Ele pediu desculpa a toda a sociedade, aos reféns. Disse que alguma coisa falhou na criação, a mãe está muito abalada. Nós vamos também cuidar da família dele, vamos entender esse problema para que não ocorram outras vezes”.

Segundo Witzel, a Polícia Civil já está no local para iniciar o trabalho de perícia. Ele agradeceu às corporações envolvidas e disse que os atiradores que participaram da ação serão condecorados e promovidos por bravura e pelo “trabalho de excelência” realizado.

“Muitas vezes algumas pessoas não entendem o trabalho da polícia que às vezes tem que ser dessa forma. Se não tivesse abatido esse criminoso, muitas vidas não seriam poupadas. Isso está acontecendo nas comunidades, eles estão de fuzil aterrorizando as comunidades. Se a polícia puder fazer o trabalho dela de abater quem estiver de fuzil, tantas outras vítimas serão poupadas”.

O governador disse também que as primeiras informações indicam que o sequestrador sofria de algum transtorno mental. A PM informou que a arma usada por ele era um simulacro.

O ônibus sequestrado é da Empresa Galo Branco, linha 2520, que faz o trajeto Jardim Alcântara, em São Gonçalo, até o Estácio, no Centro do Rio. O sequestrador disse ter gasolina e ameaçou incendiar o coletivo.

O tráfego foi interrompido nos dois sentidos e liberado no sentido Niterói pouco depois das 10h. Antes de ser atingido, o sequestrador havia liberado seis reféns. As primeiras negociações com o sequestrado foram feitas pela Polícia Rodoviária Federal e depois conduzidas pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar.

O governador, o secretário de Estado de Polícia Militar, Rogério Figueredo, e o comandante do Bope, tenente-coronel Maurílio Nunes, concederão entrevista coletiva sobre o assunto ainda na manhã de hoje, no Palácio Guanabara.


AGÊNCIA BRASIL

CRAS realiza festa dos pais para os idosos da “Melhor Idade” de Caxingó


Em homenagem ao dia dos pais, o Centro de Referência de Assistência Social – CRAS, através da Secretaria Municipal de Assistência Social, realizou na última semana, uma confraternização para os pais do grupo de idosos da “Melhor Idade” do município de Caxingó.
De acordo com o secretário de Assistência Social, André Rodrigues, a festa foi promovida para os idosos participantes dos núcleos da zona urbana e do povoado Taboquinha e teve como objetivo proporcionar um momento de confraternização e integração entre os idosos que são atendidos pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV).
Na ocasião, foram realizadas atividades como, sorteio de brindes, apresentação de música ao vivo, entrega de lembrancinhas e um delicioso lanche.

Fonte: ASCOM

19 de agosto de 2019

Caixa e BB iniciam pagamento de cotas do fundo PIS/Pasep nesta segunda-feira

A rotina é cumprida anualmente pela rede bancária, que determina a data da forma mais adequada à sua gestão.
Quem trabalhou com carteira assinada entre 1971 e 4 de outubro de 1988 começará a receber nesta segunda-feira, 19, as cotas do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). A Caixa Econômica Federal, que administra o PIS, e o Banco do Brasil (BB), que administra o Pasep, começarão a depositar o dinheiro nas contas dos correntistas das duas instituições.

Os demais cotistas poderão fazer os resgates conforme calendário divulgado pela Caixa e o Banco do Brasil. Segundo a Medida Provisória 889/2019, os recursos do fundo ficarão disponíveis para todos os cotistas, sem limite de idade. Diferentemente dos saques anteriores, agora não há prazo final para a retirada do dinheiro.

A MP facilita o saque por herdeiros, que passarão a ter acesso simplificado aos recursos. Eles terão apenas de apresentar declaração de consenso entre as partes e a declaração de que não existem outros herdeiros conhecidos.

PIS
Segundo a Caixa, 10,4 milhões de trabalhadores ligados à iniciativa privada terão direito ao saque das cotas do PIS. O pagamento deve injetar até R$ 18,3 bilhões na economia brasileira. Hoje, o crédito automático será feito apenas para quem tem conta corrente ou poupança no banco.

O saque de até R$ 3 mil pode ser feito nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui e nos terminais de autoatendimento, utilizando o cartão Cidadão, com senha. Outra opção é nas agências da Caixa. Saques acima de R$ 3 mil, podem ser realizado somente nas agências da Caixa.

Calendário do PIS
- Cotistas com conta na Caixa: crédito em conta a partir de 19 de agosto

- Cotistas sem conta na Caixa, com 60 anos ou mais: saque liberado a partir de 26 de agosto

- Cotistas sem conta na Caixa, com até 59 anos: a partir de 2 de setembro

Para saber se tem direito às cotas do fundo, o correntista deve consultar o site da instituição. Para consultar o saldo de cotas do PIS, é necessário ou o número do CPF ou o número do NIS do cotista.

A Caixa também disponibiliza outros canais para consulta ao benefício. O APP Caixa Trabalhador está disponível para download nas plataformas Android e IOS. Os terminais de autoatendimento também podem ser usados com Cartão Cidadão.

Pasep
No caso do Pasep, que atende a servidores públicos, militares e trabalhadores de empresas estatais, estão disponíveis para saque R$ 4,5 bilhões pertencentes a 1,522 milhão de cotistas. Cerca de 30 mil participantes correntistas do Banco do Brasil recebem automaticamente o dinheiro hoje.

Os cotistas clientes de outras instituições financeiras, com saldo de até R$ 5 mil, poderão transferir o valor da cota por meio de Transferência Eletrônica de Documento (TED), sem nenhum custo, a partir de 20 de agosto. Os demais cotistas, assim como herdeiros e portadores de procuração legal, poderão realizar os saques diretamente nas agências do BB, a partir de 22 de agosto.

Calendário do Pasep

- Cotistas com conta no BB: crédito em conta a partir de 19 de agosto

- Cotistas com conta em outros bancos e saldo até R$ 5 mil: TED a partir de 20 de agosto

- Demais cotistas: saque nas agências a partir de 22 de agosto

As consultas de saldo do Pasep podem ser acessadas no site do Banco do Brasil. Ali será pedido ou o número do CPF ou o número de inscrição do Pasep e também a data de nascimento do cotista. A ferramenta informa ao participante se ele tem ou não cota, mas o valor disponível para saque não é informado, pois os saldos estão protegidos por sigilo bancário.

Os correntistas do BB com saldo de cota podem consultar o valor disponível na internet e nos terminais de autoatendimento acessando a opção: Extratos - Extratos diversos - Agenda financeira.

A opção de transferência oferecida pelo BB pode ser feita tanto pela internet, quanto pelos terminais de autoatendimento. O cotista ainda pode obter informações por meio da Central de Atendimento BB, pelos telefones 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800-729-0001 (demais localidades).

Com informações da Agência Brasil

Parnaíba sedia 13ª edição do Dia Nacional da Construção Social


Foi realizando na manhã deste sábado (17) em Parnaíba, a 13º Edição do Dia Nacional da Construção Social. O evento é uma realização do Sindicato da Indústria da Construção no Estado do Piauí - SINDUSCON e Federação das Indústrias do Estado do Piauí – FIEPI e promovido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção CBIC e Serviço Social da Indústria do Piauí SESI PIAUI.

O evento aconteceu no Centro Esportivo Dirceu Arcoverde, conhecido como Verdinho, e reuniu por volta de 70 parceiros que ofereceram mais de 80 serviços como saúde, lazer, educação, tecnologia, beleza, esporte entre outros.

A 13º Edição do Dia Nacional da Construção Social contou com a participação em massa dos trabalhadores da Construção Civil e seus dependentes, que tiveram um manhã de sábado cheia de emoção, a começar pela abertura que entre outras apresentações, contou com a participação de uma bailarina cadeirante que dançou e encantou a todos que puderam vê-la em cena.

Ainda na abertura, o Superintendente do SESI PIAUÍ Mardônio Neiva, ressaltou a importância do evento para os trabalhadores da construção civil e também agradeceu aos parceiros e colaboradores, peças fundamentais para a o sucesso dessa data.

Um sábado diferente, com muito conhecimento, entretenimento e que nesse ano trouxe o tema: “O MUNDO ESTÁ MUDANDO E VOCÊ?” propondo o debate urgente sobre as mudanças no mundo e no mercado de trabalho.



ASCOM-Daniel Paixão

17 de agosto de 2019

MAIS DE 300 KG DE COCAÍNA COM DESTINO À EUROPA SÃO APREENDIDOS NO PORTO DO PECÉM

Um total de 330 quilogramas de cocaína foi encontrado na manhã desta sexta-feira (16), em inspeção da Receita Federal num carregamento no Porto do Pecém, na Grande Fortaleza. A droga possuía um valor aproximado de R$ 49 milhões e tinha como destino a Bélgica, na Europa.
Fonte da Receita Federal ouvida pelo G1 informa que esta é a maior apreensão de drogas já feita em portos cearenses. A descoberta do entorpecente foi feita após troca de informações entre a Aduana Americana e o Brasil. A cocaína estava escondida em contêineres de mel.
Há ainda a suspeita da presença de mais droga em outro contêiner, que leva material de sucata. As buscas acontecem durante a noite, devido a periculosidade do material. Um cão farejador é utilizado no procedimento.
Toda a droga estava escondida em dez mochilas, encontradas pela fiscalização em uma área do terminal de cargas. Por meio do narco teste, procedimento utilizado para detecção de entorpecentes, foi possível confirmar a suspeita da existência da cocaína.
O conteúdo do contêiner tem origem no Piauí. Não há suspeita de que o exportador da carga de mel tenha relação com o tráfico.
Toda a droga apreendida será encaminhada para a Polícia Federal.


Fonte: G1 / CE

14 de agosto de 2019

Zé Filho participa de agenda de Bolsonaro em Parnaíba

A agenda do presidente Jair Bolsonaro prosseguiu até o meio dia com a inauguração de uma escola do Sesc, entidade da Fecomércio.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Piaui ( FIEPI), Zé Filho, esteve com o presidente Jair Bolsonaro durante sua visita a cidade de Parnaíba na manhã desta quarta-feira(14). Na cidade, o presidente conheceu os Tabuleiros Litorâneos acompanhado do prefeito Mão Santa.

"O presidente anunciou a liberação de recursos para os Tabuleiros Litorâneos e prometeu transformar região em um grande polo de produção de frutas para que alavanque a economia local. Isso nos deixa feliz porque quando recebemos o vice presidente Hamilton Mourão na FIEPI pedimos sua intervenção para concluir aquele grande projeto e agora temos o compromisso do presidente", destaca Zé Filho.

A agenda do presidente Jair Bolsonaro prosseguiu até o meio dia com a inauguração de uma escola do Sesc, entidade da Fecomércio.

"O presidente Jair Bolsonaro destacou a qualidade das escolas do Sesc e em especial elogiou o presidente da Fecomércio Valdeci Cavalcante pela obra inaugurada hoje", comentou Zé Filho após visita feita às instalações.  

Fonte: ASCOM / FIEPI

Acordo Mercosul-UE vai beneficiar setor de fruticultura, diz Bolsonaro

Foto: Alan Santos/PR
O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (14), no litoral piauiense, que o acordo entre o Mercosul e a União Europeia, anunciado em junho deste ano, vai beneficiar o setor da fruticultura brasileira. “Uma das coisas mais importantes [do acordo], lá fora não terá mais barreira para importar as frutas produzidas no Brasil, a tarifa será zero. Então, a fruticultura aqui de Parnaíba [PI] será pujante, vamos exportar mais ainda para a Europa. Com isso, vem emprego, vem desenvolvimento”, disse.

O acordo entre os blocos econômicos prevê a eliminação de tarifas para diversos produtos, como frutas, suco de laranja, café solúvel, peixes, crustáceos e óleos vegetais, além de cotas para a venda de carnes, açúcar e etanol.

Bolsonaro visitou, nesta quarta-feira, o Perímetro Irrigado dos Tabuleiros Litorâneos do Piauí, em Parnaíba, e reforçou os esforços do governo federal em concluir os canais de irrigação do projeto. “A vocação de Parnaíba é a fruticultura. Nós estamos fazendo muitos esforços para a arranjar recursos para essa área. Queremos concluir os canais de irrigação para que possa trazer trabalho e desenvolvimento para vocês”, disse.

O projeto de irrigação capta água do Rio Parnaíba por meio de um canal com 1,3 mil metros. Estruturado pelo Departamento Nacional de Obras Contras as Secas (Dnocs), o empreendimento é gerido pelos próprios produtores.

Nos cerca de 1,4 mil hectares já irrigados são produzidas frutas orgânicas como acerola, abacaxi, banana, manga e goiaba, com grande volume para exportação. De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, há outros 2,4 mil hectares equipados e prontos para o manuseio da terra. O potencial total de irrigação é de 8,4 mil hectares, que deverão ser usados na segunda etapa do projeto.

Escola militar
Após o sobrevoo no perímetro irrigado, Bolsonaro participou da inauguração da escola militar do Serviço Social do Comércio (Sesc). Em entrevista à imprensa, o presidente elogiou a obra e reforma do prédio histórico e disse que “o que vale, além de uma boa estrutura, são bons professores para ensinar a molecada no caminho certo”.

Fonte: Agência Brasil

Nova delação de Palocci implica Lula, Dilma, Gleisi, Lindbergh e outros petistas


Palocci
Antonio Cruz/Agência Brasil - 02.01.2011
Uma nova delação do ex-ministro dos governos Lula e Dilma, Antonio Palocci, implica, entre outros nomes, a presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann, o ex-governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel e o ex-senador Lindbergh Farias.

O documento foi homologado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin e o conteúdo da delação de Palocci foi divulgado pela revista Veja . Segundo o ex-ministro, em 2010, a Odebrecht repassou R$ 2 milhões para Gleisi por meio de caixa dois. Já a OAS teria repassado mais R$ 800 mil.

Ainda de acordo com a delação, foram repassados R$ 3,2 milhões para a campanha de Lindbergh Farias. Já para a campanha do ex-governados de Minas Gerais Fernando Pimentel , a Camargo Correa teria fornecido R$ 2 milhões. Tião Viana, ex-governador do Acre, teria recebido R$ 1,5 milhão.

Foram ao todo 12 políticos e 16 empresas delatadas por Palocci . Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff também teriam sido citados. O governo do Líbano teria doado R$ 3,5 milhões para a campanha de Lula em 2002, também por caixa dois. Já a Camargo Correa teria repassado R$ 50 milhões para a campanha de Dilma em 2010, com a intenção de obter apoio do governo federal para anular uma operação contra a empresa no Superior Tribunal de Justiça.

Fonte: Ig.com

De volta ao Nordeste, Bolsonaro fala em ‘varrer turma vermelha’ no país


Presidente foi à cidade de Parnaíba, no Piauí, inaugurar escola com seu nome e também falou em "acabar com o cocô no Brasil"

Por Leonardo Lellis
Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, assiste a cerimônia de apresentação de credenciais para vários novos diplomatas no Palácio do Planalto, em Brasília - 04/06/2019 (Adriano Machado/Reuters)
Em discurso na cidade de Parnaíba (PI), onde visita para inaugurar uma escola que leva o seu nome, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) falou em “varrer” a oposição nas próximas eleições.

“Nas próximas eleições, vamos varrer essa turma vermelha no Brasil. Já que a Venezuela está bom, vamos mandar essa cambada para lá. Quem quiser ir um pouquinho mais para o Norte, vai até Cuba.”

Também para atacar a oposição, o presidente voltou a usar de suas referências escatológicas. “Vamos acabar com o cocô no Brasil”, disse, ao falar dos “corruptos” e “comunistas”.

A cidade é a segunda maior do Piauí e é administrada pelo ex-senador Mão Santa, aliado de Bolsonaro. O presidente foi recebido no aeroporto da cidade em clima de comício eleitoral.

Bolsonaro também recebeu o título de cidadão parnaibano, em uma solenidade restrita no aeroporto e participará da inauguração de uma avenida com o nome do ex-presidente João Figueiredo, o último a governar o país durante a ditadura, entre 1979 e 1985.

A unidade escolar é gerida pelo Sesc e terá padrão militar. Uma das disciplinas será educação moral e cívica, usada oficialmente no currículo durante a ditadura militar.

Embora a Lei 6.454/1977 vede a atribuição de nomes de pessoas vivas a bens públicos, a escolha do nome não viola a legislação porque o colégio é mantido por uma instituição privada.

“Como o Sesc é uma instituição privada, do Sistema S, mantida por seus patronos, ela não se baliza pelas regras do direito administrativo”, explica Mônica Sapucaia Machado, advogada e professora da Escola de Direito do Brasil (EDB).

A ida de Bolsonaro ao Piauí será a terceira ao Nordeste em um mês. Nas últimas semanas, ele participou da inauguração do aeroporto de Vitória da Conquista (BA) e da primeira etapa de uma usina solar flutuante em Sobradinho, também na Bahia.

O aceno ao eleitorado nordestino ocorre após o episódio envolvendo um áudio vazado durante café da manhã com jornalistas estrangeiros, em que ele se referiu à região como “paraíba”.


Fonte: Veja.com

No Piauí, Bolsonaro exalta cultura e exportação de frutas e volta a atacar a esquerda

Bolsonaro deu a declaração nesta quarta-feira
Bolsonaro deu a declaração nesta quarta-feira(Foto: Sergio LIMA / AFP)
Durante passagem pelo Piauí nesta quarta-feira, 14, o presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que o estado iria se tornar uma grande potência na exportação de frutas para Europa com investimentos de recursos que o Governo Federal estaria alocando para impulsionar a área. "Apesar da petralhada ter roubado quase tudo do Brasil, nós estamos fazendo muitos esforços para arranjar recursos para essa área", disse ele.

Na ocasião, o presidente exaltou a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, a classificando como "cabra da peste" ao comentar sua participação na assinatura do acordo do Mercosul com a União Europeia. "Uma das coisas mais importantes, lá fora não terá mais barreira pra importar as frutas produzidas no Brasil. A tarifa será zero. Então, a fruta em cultura aqui de Parnaíba, no Piauí, será pujante. Vamos, a exemplo de Petrolina, exportar mais ainda para a Europa. Com isso, vem emprego, vem desenvolvimento", afirmou.

Bolsonaro voltou a atacar governadores nordestinos quando disse que alguns deles estariam tentando "separar o Nordeste do Brasil. "Esses 'cabra' tão no caminho errado. Nas próximas eleições, nós vamos varrer essa turma vermelha do Brasil. Já que na Venezuela tá bom, vou mandar essa cambada pra lá. Quem quiser ir um pouquinho mais pro norte, vai até Cuba; lá deve ser muito bom também", atacou."Piauí vai ser um tigre asiático. Piauí tem tudo para crescer; tem terra, tem água e tem um povo maravilhoso, tem um povo que acredita em Deus. Queremos fazer, concluir, canais de irrigação para que possa trazer trabalho e desenvolvimento para todos vocês", disse Bolsonaro, entre aplausos. Segundo ele, o Nordeste precisa e vai ter uma "chuva de honestidade".

Sua fala também se voltou para assuntos já debatidos anteriormente por ele, como a ideologia de gênero. Para o presidente, ideologia seria "lixo, coisa do capeta" e existe cada vez menos tal prática nas escolas. "Nós respeitamos todas as religiões, mas 90% da população é cristã (...) Nós vamos fazer nossos filhos melhores do que nós. Assim nós mudaremos o destino do Brasil: educação em casa e instrução da escola. O que tira um homem ou uma mulher da miséria é a instrução, é o conhecimento. É acreditar um no outro, é ser parceiro".

Em conclusão, o presidente afirmou que a família é a célula da sociedade e, estando sã, se torna lucrativa para o Estado. "O que queremos é isso, mais do que discurso, queremos obra, ação no final da linha", disse Bolsonaro.


Fonte: O Povo Online

12 de agosto de 2019

Bolsonaro diz que vai acabar com radares móveis a partir da próxima semana: "Indústria da multa"


Presidente voltou a sinalizar ainda a possibilidade de buscar reeleição
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) declarou na manhã desta segunda-feira, 12, que a partir da próxima semana irá acabar com os radares móveis existentes no Brasil. Classificando como “máfia de multa”, ele disse que o dinheiro arrecadado por meio dos “pardais” vão “para o bolso de alguns poucos”.

“É uma roubalheira, essa verdadeira indústria da multa que existe no Brasil”, afirmou Bolsonaro durante evento de duplicação da BR-116, no Rio Grande do Sul.

Os radares são um dos principais alvos desde o começo de sua gestão. A “Indústria da multa”, como costuma chamar, seria um empecilho para o motoristas brasileiros. Em abril, Bolsonaro ordenou o cancelamento da instalação de oito mil radares em rodovias federais.

Nesta segunda, durante seu discurso, Bolsonaro afirmou estar “com uma briga na Justiça”, juntamente com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, “para acabar com os radares móveis do Brasil”.

“Deixar bem claro, não são apenas palavras. Essa máfia de multa que vai para o bolso de alguns poucos aqui desta nação. É uma roubalheira, essa verdadeira indústria da multa que existe no Brasil”, declarou.

Presidente enfatizou que já está com projeto na Câmara dos Deputados para ser votado com intuito de acabar com os radares a partir da próxima semana. “Essa covardia de ficar num ‘descidão’, no final de um ‘retão’, alguém atrás dum mato multar vocês: não existirá mais. Estamos com projeto na Câmara que vai passar por essa bancada maravilhosa que está aqui também”, pontuou.

Carteira de habilitação
Além disso, o presidente citou o projeto que seu governo enviou à Câmara dos Deputados, aumentando a validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de cinco anos para dez anos; e acabando com a exclusividade dos Departamentos Estaduais de Trânsito (Detrans) de escolher qual médico pode conceder atestado de saúde para que os cidadãos consigam a habilitação.

Bolsonaro também afirmou ter sugerido que o limite máximo de pontos para que um motorista perca a habilitação seja aumentado de 20 pontos para 40 pontos. "Porque quando um motorista profissional perde sua carteira de motorista, na verdade ele está perdendo a sua carteira de trabalho", defendeu.

Reeleição
No discurso de cerca de dez minutos, quando ao fundo era possível ouvir pessoas gritando "mito", Bolsonaro mencionou ainda que pretende, "em 2023", integrar a malha ferroviária da região Sul com a malha em construção que ligará o porto de Itaqui, no Maranhão, ao porto de Santos, em São Paulo.

"Não dá pra fazer antes de 2023", afirmou o presidente, sinalizando que buscará a reeleição em 2022.

Com Agência Estado