Páginas

20 de fevereiro de 2017

MP que prorroga prazo para concessão de rádio e TV será votada nesta terça


A reunião está marcada para às 14h30, no plenário 6, da ala Nilo Coelho, Senado Federal.
A comissão mista que analisa a medida provisória ( MP 747/16) que prorrogou prazo para renovação das concessões e permissões das emissoras de radiodifusão vota o relatório do deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), nesta terça-feira (21). A reunião está marcada para às 14h30, no plenário 6, da ala Nilo Coelho, Senado Federal. A votação estava marcada para semana passada, mas foi adiada.

A MP 747/16 possibilitou às emissoras que estão com concessões vencidas — e que, ainda, não apresentaram o pedido de renovação — regularizar a situação junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações no prazo de 90 dias contados a partir da data da publicação da lei. A regularização, no entanto, só será possível se o Congresso Nacional, ainda, não tiver deliberado sobre a extinção da outorga.

Os 90 dias, também, poderão ser usados pelas emissoras que apresentaram a renovação fora do prazo legal (os chamados “pedidos intempestivos”), mesmo que as concessões tenham sido declaradas extintas pelo Executivo, mas, ainda, não tenham sido analisadas pelo Congresso.

No caso das emissoras com a concessão em dia, o pedido de renovação poderá ser feito durante os 12 meses anteriores ao vencimento da outorga. Vencida a outorga sem o pedido, o ministério notificará a emissora e abrirá prazo de 90 dias para que ela se manifeste.

Antes da medida provisória, o prazo para apresentar o pedido de renovação ocorria entre seis e três meses anteriores ao término da outorga.

Rádios comunitárias
Uma das principais mudanças no texto original acolhidas pelo relator, deputado Nilson Leitão, diz respeito à inclusão das rádios comunitárias no texto. De acordo com o parlamentar, essas emissoras têm dificuldades ainda maiores para superar as barreiras burocráticas e a inclusão delas na proposta é um caminho para que “todas as modalidades de serviço de radiodifusão sejam beneficiadas de forma isonômica”.

No caso das rádios comunitárias, o pedido de renovação de outorga poderá ser feito a partir do último ano até dois meses antes do término do prazo de funcionamento. Vencido esse prazo sem o pedido, a emissora será notificada para que responda em até 30 dias. Em caso de resposta solicitando a renovação da outorga, a rádio será multada. Se não houver resposta, a autorização será encerrada.

Atualmente, as concessões de radiodifusão têm a duração de dez anos, no caso das rádios, e 15 anos, no caso das TVs. De acordo com a Constituição, compete ao governo outorgar e renovar as concessões. Cabe ao Congresso analisar a decisão do Executivo. O ato de outorga ou renovação somente produz efeito legal após deliberação da Câmara e do Senado.


Fonte: Imirante.com

Fora do PPS, Zé Filho ainda não definiu nova filiação partidária

O presidente da FIEPI (Federação das Indústrias do Piauí) participou de concorrida solenidade que empossou dirigentes de sindicatos do setor gráfico piauiense. Zé Filho defendeu medidas para revitalização da produção industrial, principalmente a redução na taxa básica de juros. Na política, o ex-governador confirma desfiliação do PPS, mas ainda não decidiu seu futuro partidário. "Estou analisando convites e o cenário político; não tenho pressa para me filiar a partido", afirma. Zé Filho deve optar por legenda próxima ao presidente Michel Temer. O problema do PMDB no Piauí é o acordo para compor a base aliada ao governador Wellington Dias.

Fonte: Tempo Real / Cidade Verde.com

EM DESTAQUE

Secretário de finanças de São Bernardo do Maranhão, Nonato Carvalho

Bom Princípio: ''CARNABOM'' 2017


Vem aí, um dos maiores e melhores bailes carnavalescos de Bom Princípio do Piauí, "CARNABOM", com grandes atrações pra ninguém ficar parado!!!
São três noites inesquecíveis!!!
Local: Praça de Eventos dos Ferroviários!!
Não percam!!!


ASSCOM-PMBP

Clínica Viver - O melhor para sua saúde, agende sua consulta

Resultado de imagem para blogdopessoa clinica viver

Começou o Carnaval de preços baixos do Paraíba

19 de fevereiro de 2017

O 1º eclipse do Sol – e outros eventos astronômicos de 2017


Eclipse parcial do sol no céu da cidade de Sopron, na fronteira austro-húngara.
O domingo de Carnaval, 26 de fevereiro, terá o primeiro espetáculo celeste de 2017 — um eclipse solar parcial que poderá ser visto em boa parte do país. O fenômeno, em que a Lua fica na frente do Sol, ocultando-o, deve escurecer o fim da manhã por quase uma hora. Os astrônomos avisam que o eclipse não deve ser observado diretamente, pois a luz do Sol pode causar danos à visão. O ideal é usar um vidro de máscara soldadora ou acompanhar o fenômeno por meio de eventos promovidos pelos observatórios.


“Os dois eventos celestes mais interessantes do ano serão os eclipses solares, que ocorrem em 26 de fevereiro e 21 de agosto. São fenômenos que acontecem poucas vezes por década, por isso as oportunidades de acompanhá-los devem ser aproveitadas”, afirma Gustavo Rojas, astrônomo e físico da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Como observar
Olhar diretamente para o Sol pode ser perigoso, por isso o eclipse solar não deve ser observado sem proteção adequada – olhar o evento com binóculos, telescópios, filmes velados ou chapas de exames de Raio-X pode causas danos oculares. A indicação dos astrônomos é procurar os vidros de máscaras soldadoras, que podem ser encontrados em lojas de construção ou ferramentas – os mais escuros ajudam a olhar para o Sol. Outra dica é acompanhar os eventos que serão feitos em observatórios ao redor do mundo.

Outros eventos celestes, como as chuvas de meteoros, que precisam de céu bem escuro e uma fase da lua não muito brilhante para serem observadas, também devem promover belos shows ao longo do ano. Se houver céu limpo, a Geminídeas, que tem seu ápice entre 13 e 14 de dezembro, promete ser a melhor.

Confira abaixo os melhores eventos astronômicos de 2017:

1. Eclipses solares
Dois eclipses solares devem acontecer durante o ano: o primeiro, em 26 de fevereiro, no domingo de Carnaval; e o segundo, em 21 de agosto, uma segunda-feira. Em partes do globo como o Sul do Chile, Argentina e África eles serão totais, (quando a Lua encobre o Sol completamente), mas, no Brasil, serão parciais (uma meia-lua luminosa poderá ser vista). O eclipse de 26 de fevereiro será o de melhor visualização no Brasil e quem está nas regiões Sul, Sudeste e porção mais ao Sul da região Centro-Oeste, poderá vê-lo melhor. “Quando mais ao Sul do país, melhor será a visualização desse eclipse, pois será possível ver o Sol mais encoberto pela Lua”, explica Gustavo Rojas, astrônomo e físico da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). O evento deve começar por volta das 12h30 e dura em torno de uma hora. Já o eclipse de 21 de agosto será visto por quem está no hemisfério Norte do globo – nos Estados Unidos, ele será total. Assim, apenas quem está na parte mais ao Norte das regiões Norte de Nordeste do país, poderá observá-lo. O eclipse deve começar por volta das 17 horas e será visível até o Sol se pôr, por volta das 18 horas.

2. Chuvas de meteoros
Em 2017, algumas boas chuvas de meteoros poderão ser vistas no país. Neste ano, esses fenômenos vão coincidir com as fases menos luminosas da Lua, que não devem atrapalhar o brilho dos meteoros que riscam o céu. Segundo Rojas, as duas melhores chuvas para a observação serão a Eta-Aquarídeos, que deve ter seu ápice entre 4 e 5 de maio, durante a fase da Lua crescente, e a Geminídeas, entre 13 e 14 de dezembro, na Lua minguante. A primeira poderá ser vista no horizonte Leste do céu, a partir das 3 horas da manhã, e a Geminídeas, que promete até 120 meteoros por hora, a partir das 2 horas.

3. Superlua
A Superlua ocorre quando o perigeu lunar – ponto da órbita em que o satélite está mais perto da Terra – coincide com a fase cheia da Lua. Nesses momentos, a Lua pode parecer até 14% maior e 30% mais brilhante. Em 2017, teremos apenas uma superlua, na noite de 3 de dezembro.


Fonte: Veja.com

Carismática, deputada Juliana se une aos foliões no Arrastão de Carnaval


No início da noite de ontem sábado (18), a deputada estadual Juliana Moraes Souza (PMDB) participou da largada do Arrastão do Carnaval 2017 promovido pela Prefeitura de Parnaíba. Juliana esteve na festa popular com os demais parnaibanos que mais uma vez acolheram a representante do povo de braços abertos e pediram para tirar fotos com ela. O evento se iniciou na Praça Mandu Ladino (Quadrilhódromo), passando pela Beira Rio com parada no Calçadão Cultural, sob a animação da Banda Municipal de Parnaíba, blocos de rua, além de representações de Escolas de samba.
Conforme lembrou a deputada, a administração Mão Santa, sob a coordenação do superintendente de Cultura, Teófilo Lima, traz de volta a Parnaíba a magia do Carnaval de rua, que havia se perdido. “Toda a organização do Carnaval está de parabéns, pois estão resgatando a magia do Carnaval de rua no nosso lindo litoral. É isso que a gente quer, queremos ver nosso povo parnaibano feliz, brincado na rua com segurança”, elogiou.
O arrastão finalizou no Porto das Barcas com apresentação de bandas culturais e paredões de som.

Fonte:clickparnaiba

Chateado com W.Dias, Ciro se reúne com líderes da oposição ao governo

Após mais um desencontro entre as pretensões de Ciro Nogueira (PP) e as decisões de Wellington Dias (PT), eis que o senador posa ao lado de alguns dos principais nomes da oposição que se articula para enfrentar o atual governador nas eleições de 2018.Para o registro, feito na noite deste sábado (18/02), posaram junto ao senador o ex-governador Wilson Martins (PSB), o deputado estadual Robert Rios(PDT), o presidente do Conselho Federal do Sesi João Henrique (PMDB), o prefeito de Teresina Firmino Filho (PSDB), e o ex-governador Freitas Neto.
Apesar de na TV dizer que vai tudo bem nas negociações com W.Dias, em arranjos com intuito de aumentar a participação do PP na equipe de governo do petista, o senador Ciro não está nada satisfeito com o recuo na oferta da Sesapi. O que diz à imprensa nada mais é que discurso político. No fundo quer respeito, cobra o que está à altura do partido.
Não é de agora que Ciro luta pelo comando da Saúde no Estado. Já travou este duelo com Marcelo Castro (PMDB). E apesar de não ter fama de irresponsável e desleal aos compromissos, pode agora dar uma de "riquinho dono da bola" e acabar com o jogo.
O cenário não lhe permite dizer que vai sair do governo. E é verdade quando diz que não impõe cargos. Se negocia. Mas diz muito posar ao lado de Wilsão, que ontem em entrevista ao 180graus deixou nas entrelinhas o desejo de que Ciro decida compor com a oposição. Sem contar que a "tucanada" que agora se filiará ao PP não vai apenas por questões ideológicas. Firmino não entregaria sua tropa de graça sem pensar em participação no governo.

Fonte: Apoliana Oliveira / 180 Graus

18 de fevereiro de 2017

A máquina de desmascarar cientistas mentirosos

Seis em cada dez pessoas não conseguem manter uma conversa de dez minutos sem mentir ao menos uma vez. Pode acreditar: isso não é uma lorota. É o resultado de um estudo feito por psicólogos da Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos, há quinze anos. Desde então, o que mudou não foi quanto tentamos enganar o próximo, mas sim onde e como isso é feito. As redes sociais tornaram a disseminação da mentira algo tão veloz e poderoso como nunca se havia visto. O mundo das mentiras virtuais tomou tamanha dimensão que chega a afetar a imagem até mesmo dos cientistas — nos últimos anos, tornaram-se frequentes as denúncias de estudos que falsificam dados ou copiam por completo outras pesquisas, que são desmascarados on-line. Reportagem de VEJA desta semana mostra como a tecnologia pode ser usada para flagrar fraudes. Um artigo de pesquisadores da Universidade Tilburg publicado na revista científica Nature em 2015 apresentava os resultados de um software desenhado para verificar informações publicadas por universidades. A ferramenta, batizada de statcheck, analisou, em um primeiro estágio, pesquisas divulgadas entre 1985 e 2013. Em apenas duas horas de operação, foram identificados erros em 13% de 16 700 desses textos. A partir daí, o programa foi aplicado, com eficiência quase completa, a cerca de 50 000 artigos.


Fonte: Veja.com

OFERTAS

PROMOÇÃO ARMAZÉM PARAÍBA


17 de fevereiro de 2017

Deputada Juliana faz doação de roupas e alimentos na comunidade de Chafariz


A deputada estadual Juliana Falcão (PMDB), visitou na tarde desta sexta-feira (17) a comunidade de Chafariz, em Parnaíba, onde fez a distribuição de mais de 80 peças de roupas, além de cestas básicas para as famílias. Antes de Parnaíba, a parlamentar já havia feito este trabalho na região sul do Estado e agora ela disse que levará a ação para outros bairros da cidade litorânea.
Juliana conversou com os moradores e ouviu as inúmeras demandas da localidade. Ela disse ainda que, com Mão Santa no comando da prefeitura, se sente ainda mais motivada a trabalhar pela região, pois na época do antigo prefeito petista, as ações e ajuda que ela enviava para a cidade eram recusadas.
“Antes me sentia impotente porque o prefeito era oposição e não aceitava a ajuda que eu enviava para a minha cidade e isso era muito ruim. A gestão passada não pensava no bem da nossa cidade, mas com Mão Santa tudo está sendo diferente e me sinto muito mais motivada a continuar trabalhando pelo nosso povo”, disse Juliana que reforçou o carinho que sente pela comunidade de Chafariz.
A parlamentar ainda lembrou que a última obra feita na comunidade foi à construção do posto de saúde e da escola na gestão do então prefeito Zé Filho.


Fonte: ASCOM

Anvisa proíbe venda, uso e divulgação de produto para tratar artrose


Canela de velho.
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou hoje (17) como medida de interesse sanitário a proibição da fabricação, distribuição, divulgação, comercialização e uso do produto Canela de Velho, que promete “a cura milagrosa da doença artrose”. A resolução foi publicada no Diário Oficial da União.

Segundo a Anvisa, o produto divulgado no site não tem registro, notificação ou cadastro na agência. A empresa Mario Augusto de Souza (CNPJ: 11.659.016/0001-27) também não tem autorização de funcionamento na Anvisa.

O produto contém, em sua formulação, a planta Miconia albicans desidratada e triturada e, segundo a Anvisa, não é possível esclarecer qual é a parte da planta utilizada para a confecção do chá com indicações terapêutica.

A Agência Brasil fez contato com a empresa pelo número de telefone informado no site. O proprietário Mario Augusto de Souza disse que ainda não foi notificado pela Anvisa e alegou que vende a folha in natura.


Fonte: Imirante.com

Prefeito Mão Santa e secretário de saúde visitam instalações da UPA do Bairro Piauí

Acompanhado do secretário municipal de saúde, Valdir Aragão, da secretária de infraestrutura, Maria das Graças e dos engenheiros Thiago Rodrigues e Eduardo Sampaio, o prefeito de Parnaíba, Mão Santa, visitou na tarde desta quinta -feira (16) o prédio onde deveria estar funcionando uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) 24 horas, uma parceria entre a Prefeitura e o governo federal. As obras do prédio foram concluídas na gestão passada mas, segundo o ex-prefeito Florentino Neto, faltaram os equipamentos, embora ele tenha anunciado diversas vezes que já contava com emendas de parlamentares da bancada federal para tal aquisição, o que não ocorreu, estando atualmente aquela estrutura se transformando lentamente num “elefante branco”.
O Prefeito disse na ocasião que, “uma UPA dessas, tipo III, para atender 11 municípios circunvizinhos, a prefeitura não pode assumir, porque vai quebrar o sistema de saúde do município. Vou comprometer os recursos das creches, das escolas...e será que os prefeitos desses municípios vão nos ressarcir nas despesas?” – comentou. Quanto às emendas parlamentares, anunciadas pelo gestor passado, ele disse que “conheço essas coisas e isso não existe. O governo federal só repassa cerca de 13% dos recursos de emendas”, declarou, fundamentado em dados da Confederação Nacional de Municípios.
Mão Santa disse também haver conhecido uma UPA bem menor, em Timon, no Maranhão, cidade do mesmo porte de Parnaíba. “Lá funciona com 5 médicos plantonistas, à base de 3 mil reais por plantão. Aqui a despesa seria quase o dobro, o sistema iria quebrar”, pontuou. “Isso sem contar que colocando a UPA dessas para funcionar são necessários 3 meses de funcionamento para o Ministério da Saúde reconhecer e começar enviar recursos”, arrematou o secretário Valdir Aragão.
O prefeito e o secretário de saúde informaram que estão agendando uma audiência com o Ministro da Saúde, a fim pedirem autorização paradtransformar a UPA de Parnaíba em tipo II, que seria mais fácil de administrar.
O programa de instalação de UPAs em todo o país é ainda dos governos dos ex-presidentes Lula e Dilma. Para Mão Santa, são frutos de ideias megalomaníacas, de grandeza sem responsabilidade. “Esses sonhos mirabolantes são ilusão. Nosso secretário de saúde tem que a responsabilidade de manter as outras unidades. Não temos a vaidade de botar para funcionar uma unidade para fechar outras”, finalizou Mão Santa.


Fonte: B.Silva

Faltam apenas 3 dias para a maior promoção do Armazém Paraíba