Páginas

23 de outubro de 2018

Mão Santa mudará equipe

O prefeito de Parnaíba também prepara reforma na equipe administrativa. O primeiro escalão sofrerá mudanças em áreas estratégicas, segundo assessores próximos a Mão Santa. O esforço é produzir efeitos técnicos e políticos, além de pavimentar o caminho da reeleição em 2020. Após o segundo turno da eleição presidencial, o prefeito também anunciará seu destino partidário, que provavelmente será o PSL de Jair Bolsonaro.


Fonte: Tempo Real / Cidade Verde.com

STJ diz não ter visto ameaça em Eduardo Bolsonaro

Foto: Arquivo / Agência Brasil
O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha, minimizou as declarações feitas pelo deputado federal reeleito Eduardo Bolsonaro, de que bastaria um soldado e um cabo para fechar o Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo Noronha, a fala foi "superestimada" e em nenhum momento sentiu tom de ameaça na declaração.

"O Brasil vive hoje um momento de extrema democracia, com as instituições bem fortes, bem firmes, bem instituídas, e que ao meu ver não correm risco, seja quem for o presidente eleito, não estou nem um pouco preocupado com isso", avaliou Noronha. "O ambiente democrático está estabelecido pelos preceitos constitucionais."

Noronha acrescentou ainda que qualquer medida que seja tomada fora do ambiente constitucional pode gerar impeachment. Além disso, disse que todas as decisões do presidente precisam ser aprovadas pelo Congresso, o que torna o ambiente seguro.

"A declaração do rapaz que foi eleito deputado e fez respondendo uma pergunta; nitidamente não vi interesse de ameaça, estão exagerando no que ele falou, estão superdimensionando...O Brasil não corre nenhum risco de ter sua democracia arranhada, independentemente do presidente eleito", disse, lembrando que as Forças Armadas já deram declarações por meio de generais garantindo a democracia.

Noronha avaliou que as declarações feitas pelo filho do líder nas pesquisas para presidência do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), são fruto de imaturidade "e quando assumir o cargo de deputado e ver o peso, vai ter outro comportamento. A vida é assim.", previu.

Para ele, não é pelo fato de um deputado ter um pai que foi militar que se vai criar um ambiente de golpe no Brasil. "Quem cria ambiente de golpe é a fraqueza das instituições. E essas estão fortes. E temos que mantê-las fortes", avaliou.


Eatadão Conteúdo

PT se recusou a assinar documento contra o compartilhamento de fake news


O Partido dos Trabalhadores ( PT ) foi a única grande sigla que se recusou a assinar o documento contra fake news (notícias falsas), elaborado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) no dia 5 de junho.
Presidente do PT, Gleisi Hoffmann
Lula Marques/Agência PT - 5.7.17
Presidente do PT, Gleisi Hoffmann

documento contra fake news refutado pelos líderes do PT foi firmado pelo então presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luiz Fux. Ao todo, 31 partidos concordaram com o termo.

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann tratou de rebaixar o documento e disse que o partido não assinou o acordo porque o cumprimento da Constituição é responsabilidade da Justiça Eleitoral e que isso deve ocorrer independente de qualquer termo durante a campanha eleitoral .

“Da forma como foi proposto pelo presidente do TSE em final de mandato, Luiz Fux, o compromisso contra fake news não passa de mais uma fake news. E não será endossado pelo PT. Da Justiça, inclusive da Justiça Eleitoral, o que se espera é que faça cumprir a lei, punindo quem espalha mentiras, com os instrumentos que a lei já dispõe, e garantindo o direito de resposta e a livre circulação da verdade, seja na imprensa tradicional seja nos meios digitais”, escreveu Gleisi em artigo.

Porém, mesmo negando participar do acordo entre os partidos, os petistas pressionam o TSE para investigar o mais rápido possível a denúncia que foi feita pelo jornal Folha de S. Paulo na última quinta-feira (18) de que empresas pagaram pelo disparo em massa de mensagens falsas contro o PT pelas redes sociais.

Com a derrota no primeiro turno e seguidas pesquisas que mostram o candidato à presidência Fernando Haddad atrás de Jair Bolsonaro, o partido tenta se agarrar em todas as chances de se manter vivo na disputa. Na quinta-feira (18), a coligação O Povo Feliz de Novo, que congrega PT, PCdoB e Pros em torno da candidatura de Fernando Haddad , recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para pedir a investigação da denúncia do jornal.

O Ministério Público Eleitoral (MPE) já informou que vai apurar a suspeita de 'caixa dois de Bolsonaro'.

Além do PT , o PTC (Partido Trabalhista Cristão), PCO (Partido da Causa Operária) e o PSTU (Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado) não assinaram o documento contra fake news .


Fonte: Portal Ig.com

Prefeito Mão Santa prossegue entregando importantes obras na área da educação

Na semana passada, quando inaugurou obras de reforma em duas Unidades Básicas de Saúde, no Bairro Boa Esperança e no Conjunto Jardim Esperança III, respectivamente, o prefeito de Parnaíba, Mão Santa, aproveitou o feriado do Dia do Piauí, sexta-feira (19), para inaugurar também obras no setor da educação.

Além de entregar, totalmente reformado, para o uso da população, o Complexo de Educação, Esporte e Lazer do Bairro Catanduvas, que dispõe de grande área de lazer, com parque infantil e uma academia de saúde, foram entregues também o Ginásio Poliesportivo Pedro Alelaf e a Escola Municipal Fontes Ibiapina
O Ginásio Poliesportivo Comendador Pedro Alelaf que fica ao lado da Escola Municipal Fontes Ibiapina (no Catanduvas), foi construído na gestão do então Governador Mão Santa e tendo como prefeito de Parnaíba Moraes Souza Filho. A estrutura se encontrava quase que totalmente destruída. A quadra foi totalmente reconstruída pela prefeitura através da Secretaria de Infraestrutura.

Para Mão Santa, são obras construídas com recursos da população, que não podem ficar abandonadas, sendo deterioradas pela ação do tempo e falta de uso. "Devem ser colocadas para o uso da população, da juventude que necessita da prática de esportes", disse. Complementarmente abandonada, a quadra não fornecia mais nenhuma estrutura para realização de práticas esportivas e outros eventos.
No mesmo dia também foram inauguradas as reformas da Escola Municipal José Rodrigues e Silva e Escola Municipal de Educação Infantil Tia Bita – Rua São Felix nº 100, bairro:Alto Santa Maria.


ASCOM/PMP

20 de outubro de 2018

Zé Filho reassume FIEPI

O ex-governador Zé Filho já retomou suas atividades à frente da Federação das Indústrias do Estado do Piauí. Nesta sexta-feira,19, esteve em Salvador (BA), onde participou de importante reunião da Associação Nordeste Forte, que reúne os presidentes de federações de indústria do Nordeste. Além de manter a atuação em bloco na defesa do desenvolvimento regional, os líderes do setor deliberam sobre um plano para que o SENAI dos 9 estados atue em rede para ampliar as soluções e serviços oferecidos para as indústrias. Zé Filho estava licenciado da FIEPI em razão da campanha eleitoral.


Fonte: Cidade Verde.com

Prefeitura de Caxingó promove passeio para idosos no Sítio do Bosco no Ceará

Para celebrar o mês do idoso, a Prefeitura de Caxingó, através da Secretaria de Assistência Social, promoveu um passeio especial ao Parque Ecológico Sítio do Bosco, em Tianguá-CE.

O passeio aconteceu nesta sexta-feira (19) e contou com a participação de 100 idosos que fazem parte do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, coordenado pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).
Acompanhado pelo secretário André Rodrigues e equipe, o grupo da melhor idade aproveitou o dia de lazer com diversas atividades e brincadeiras, explorando as belezas naturais do parque com caminhada nas trilhas, passeio na caverna, entre outros atrativos do local. Ao final os idosos participaram ainda de um vasto e apetitoso almoço.

Fonte: ASCOM

Campeonato Society de Futebol Feminino é sucesso em Caxingó


As meninas do município deram um show de bola na final do II Campeonato Municipal Society Feminino de Caxingó. O jogo da grande final foi disputado entre os times de Caxingó versus Cajazeiras de Baixo.
O time de Caxingó fez dois gols no início do jogo e chegou ao placar de 3 a 1. Porém, na etapa final, o time de Cajazeiras de Baixo impôs uma pressão e conseguiu empatar em 3 a 3. A decisão foi para as penalidades e as meninas de Caxingó levaram a melhor e conquistaram o título.
O prefeito Washington Luiz prestigiou o jogo acompanhado do vice-prefeito Chico Barroso, secretários municipais e vereadores. O campeonato é organizado e patrocinado pela prefeitura municipal e já está em sua segunda edição.

Fonte: ASCOM

18 de outubro de 2018

Datafolha para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%

Nos votos totais, Jair Bolsonaro, do PSL, tem 50%, e Haddad, 35%. Pesquisa ouviu 9.137 eleitores na quarta-feira (17) e na quinta-feira (18).



O Datafolha divulgou nesta quinta-feira (18) o resultado da mais recente pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado nesta e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos.

Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 59%
Fernando Haddad (PT): 41%

No levantamento anterior, Bolsonaro tinha 58% e Haddad, 42%.
Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Votos totais

Nos votos totais, os resultados foram os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 50%
Fernando Haddad (PT): 35%
Em branco/nulo/nenhum: 10%
Não sabe: 5%
Rejeição
O Datafolha também levantou a rejeição dos candidatos. O instituto perguntou: “E entre estes candidatos a presidente, gostaria que você me dissesse se votaria com certeza, talvez votasse ou não votaria de jeito nenhum em”:

Os resultados foram:

Jair Bolsonaro

Votaria com certeza – 48%
Talvez votasse – 10%
Não votaria de jeito nenhum – 41%
Não sabe – 1%

Fernando Haddad

Votaria com certeza – 33%
Talvez votasse – 12%
Não votaria de jeito nenhum – 54%
Não sabe – 1%

Decisão do voto
Jair Bolsonaro

Está totalmente decidido a votar em... - 95%
Seu voto ainda pode mudar - 5%
Não sabe - 0%

Fernando Haddad

Está totalmente decidido a votar em... - 89%
Seu voto ainda pode mudar - 10%
Não sabe - 0%

Branco/nulo/nenhum

Está totalmente decidido a votar em... - 74%
Seu voto ainda pode mudar - 25%
Não sabe - 1%

Conhecimento do número do candidato
O Datafolha também perguntou: “Qual número você vai digitar na urna eletrônica para confirmar/ anular seu voto para presidente?”.

As respostas foram:

Jair Bolsonaro (PSL)

Menções corretas – 94%
Não sabe o número do candidato – 5%
Menções incorretas – 1%

Fernando Haddad (PT)

Menções corretas – 91%
Não sabe o número do candidato – 8%
Menções incorretas – 2%

Sobre a pesquisa
Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
Entrevistados: 9.137 eleitores em 341 municípios
Quando a pesquisa foi feita: 17 e 18 de outubro
Registro no TSE: BR-07528/2018
Nível de confiança: 95%
Contratantes da pesquisa: TV Globo e "Folha de S.Paulo"
O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.


Fonte: G1

16 de outubro de 2018

Jornalista Gil Gomes morre em São Paulo

Jornalista Gil Gomes morre em São Paulo
Morreu na madrugada desta terça-feira (16) em São Paulo o jornalista Gil Gomes. Ele tinha 78 anos. O jornalista passou mal em sua casa e chegou a ser levado a um hospital, mas acabou falecendo no local.

Gil Gomes, cujo verdadeiro nome era Cândido Gil Gomes Júnior, nasceu na Mooca, bairro de imigrantes italianos de São Paulo, em 1940. Dono de voz potente, Gil Gomes começou sua carreira no rádio e fez muito sucesso nos anos 1990 no extinto jornal policial Aqui Agora, do SBT. A maneira como narrava os crimes e o gesto característico que fazia com a mão direita se tornaram marcas de sua carreira. Depois do “Aqui e Agora”, trabalhou em outras emissoras.

Fonte: ISTOÉ

10 de outubro de 2018

Pesquisa Datafolha aponta vitória de Bolsonaro no segundo turno com 58% Fonte: Último Segundo

Agência Brasil/Tânia Regô e Marcelo Camargo
Primeira pesquisa Datafolha aponta vitória de Jair Bolsonaro no segundo turno com 58% dos votos válidos
A primeira pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (10) indica Jair Bolsonaro (PSL), com 16 pontos percentuais de vantagem nas intenções de voto para o segundo turno das eleições presidenciais diante de Fernado Haddad, do PT.

O candidato do PSL aparece com 58% enquanto o petista tem 42% dos votos válidos, de acordo com o levantamento. Essa é a primeira pesquisa Datafolha para o segundo turno das eleições 2018.

No cálculo de votos válidos, são excluídos os brancos, nulos e indecisos. E é essa a conta que a Justiça Eleitoral faz para divulgar o resultado das eleições. Nos votos totais, Bolsonaro segue na frente, com 49%. Haddad tem 36%. Brancos e nulos somam 8% e 6% não soube ou não quis responder. No primeiro turno, Bolsonaro teve 46% dos votos válidos e Haddad, 29%.

O instituro também perguntou aos eleitor quando ele decidiu seu voto no primeiro turno. No dia do pleito, foram 12%. Na véspera, 6%. Já a decisão um mês antes de ir às urnas ocorreu para 63% -72% entre os bolsonaristas. 

O Datafolha também levantou a opinião dos entrevistados sobre o apoio dos presidenciáveis que disputaram o primeiro turno.

Ciro Gomes:

O instituto perguntou: “O apoio de Ciro Gomes a um candidato a presidente no segundo turno da eleição deste ano...?”:

Poderia levar você a escolher esse candidato: 21%

Faria você não votar nesse candidato: 11%

Seria indiferente: 63%

Não sabe: 4%

Entre os eleitores de Ciro, 46% acham que ele deveria apoiar Haddad, já 40% acreditam que o apoio deveria ser para Jair Bolsonaro.

Geraldo Alckmin:

O instituto perguntou: “O apoio de Geraldo Alckmin a um candidato a presidente no segundo turno da eleição deste ano...?”:

Poderia levar você a escolher esse candidato: 14%

Faria você não votar nesse candidato; 13%

Seria indiferente: 69%

Não sabe: 4%

Entre os eleitores de Alckmin, 46% acreditam que o tucano deveria apoiar Bolsonaro, 37% acham que o apoio deveria ser para Haddad, 9% concordam que ele não deveria apoiar ninguém e 7% não soube responder.

Marina Silva:

O instituto perguntou: "O apoio de Marina Silva a um candidato a presidente no segundo turno da eleição deste ano...?”:

Poderia levar você a escolher esse candidato: 11%

Faria você não votar nesse candidato: 11%

Seria indiferente: 72%

Não sabe: 6%

Entre os eleitores de Marina, 43% acham que ela deveria apoiar Haddad, já 38% acreditam que o apoio deveria ser para Jair Bolsonaro.

A pesquisa Datafolha foi encomendada pelo jornal "Folha de S.Paulo" e a TV Globo. O instituto ouviu 3.235 eleitores nesta quarta-feira (10) em 227 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00214/2018.


Fonte: Ig.com

Bolsonaro chama Haddad de "marmita de corrupto"

Foto: Pedro Ladeira/Folhapress
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Em resposta à declaração de seu adversário petista, Fernando Haddad, o candidato Jair Bolsonaro (PSL) chamou o candidato do PT de "marmita de corrupto preso" e disse que "sua hora vai chegar".

A mensagem foi postada pelo candidato em sua conta no Twitter, ao comentar post feito por um de seus filhos, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ).

A declaração é uma resposta à afirmação de Haddad de que iria "até a uma enfermaria" para um debate presidencial com Bolsonaro.

O capitão reformado não deve participar dos debates antes de 18 de outubro. Médicos responsáveis por sua avaliação afirmam que ele precisa de repouso até esta data, quando será submetido a nova consulta.

Nos bastidores da campanha, antes mesmo da avaliação da equipe médica do hospital Albert Einstein, aliados de Bolsonaro falavam que ele não faria atos esta semana. Há uma resistência de alguns sobre sua ida a debates.

A ausência do candidato do PSL já causou críticas de adversários no primeiro turno.

8 de outubro de 2018

Vice de Alckmin, Ana Amélia declara apoio a Bolsonaro

Um dia depois de ver seu companheiro de chapa, o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), ficar em quarto lugar no primeiro turno da eleição presidencial, a senadora Ana Amélia (PP-RS) declarou apoio ao candidato Jair Bolsonaro (PSL).

"Nas grandes decisões, os gaúchos não admitem neutralidade! Fui uma das maiores defensoras do impeachment de Dilma Rousseff e uma das vozes mais fortes no Senado contra o desgoverno do PT no Brasil. Não quero que o país corra o risco da volta do PT ao poder", defendeu a pepista em seu perfil no Twitter.

No final de julho, com o apoio do Centrão assegurado, Alckmin escolheu diretamente Ana Amélia para compor a sua chapa. O movimento desagradou aliados porque mexeu com o xadrez político no Estado, obrigando Luis Carlos Heinze a abdicar da candidatura ao governo. Semanas depois, o PP gaúcho declarou apoio a Bolsonaro na eleição presidencial.


Estadão Conteúdo

6 de outubro de 2018

CNT/MDA: Bolsonaro tem 42,6% dos votos válidos e disputa 2º turno com Haddad

Em terceiro lugar está Ciro Gomes, citado por 9,9% dos entrevistados (11,5% dos votos válidos)

Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), candidatos à Presidência da República (Diego Vara/Reuters - Paulo Lopes/Futura Press/Estadão Conteúdo)
O candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, lidera a corrida eleitoral com 36,7% (42,6% dos votos válidos), segundo pesquisa CNT/MDA divulgada no início da tarde deste sábado. Se a eleição fosse hoje, o candidato iria para um segundo turno com o petista Fernando Haddad, que caiu para 24,0% (27,8% dos votos válidos). Os votos válidos excluem os brancos e nulos.

Em terceiro lugar está Ciro Gomes (PDT), citado por 9,9% dos entrevistados (11,5% dos votos válidos). Geraldo Alckmin (PSDB) aparece com 5,8% (6,7% dos votos válidos), João Amoêdo (Novo) tem 2,3% e Marina Silva (Rede) ficou com 2,2%. Alvaro Dias (Podemos) tem 1,7%, Henrique Meirelles (MDB),1,6%, e Cabo Daciolo (Patriota) tem 1,3%. Guilherme Boulos (PSOL), João Goulart Filho (PPL), Vera Lúcia (PSTU) e José Maria Eymael (DC) não pontuaram. Branco e nulos somaram 7,8% e os indecisos ficaram em 6,0%.

Vale notar que o levantamento demonstra uma arrancada de 8,5 pontos porcentuais em votos totais de Bolsonaro em relação à pesquisa CNT/MDA anterior, divulgada em 30 de setembro. Haddad, por sua vez, caiu dentro da margem de erro da pesquisa, que é de 2,2 pontos porcentuais para mais, ou para menos. Na ocasião anterior, o candidato do PSL tinha 28,2% das intenções de voto e Fernando Haddad 25,2%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 4 e 5 de outubro de 2018. Foram ouvidas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 Unidades Federativas, das cinco regiões do país. A pesquisa tem 95% de nível de confiança e está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), sob o número BR-04819/2018.

Segundo Turno
Em simulação de segundo turno, Jair Bolsonaro venceria Fernando Haddad, caso a eleição fosse hoje, por 45,2% a 38,7%. Jair Bolsonaro também venceria Geraldo Alckmin (de 43,3% a 33,5%) e aparece em empate técnico contra Ciro Gomes. Fernando Haddad perderia para Ciro Gomes (de 40,9% a 31,1%) em eventual segundo turno e aparece empatado com Geraldo Alckmin.

Fonte: Veja.com

Prefeito de Caxingó entrega ambulância para UBS do povoado Cajazeiras de Baixo

O prefeito Washington Luiz (MDB) entregou na manhã desta quarta-feira (03) uma ambulância para a Unidade Básica de Saúde (UBS) do povoado Cajazeiras de Baixo, zona rural do município de Caxingó.
De acordo com o prefeito, o transporte vai ajudar no deslocamento dos pacientes que precisam de atendimento médico na comunidade e nas localidades vizinhas até os hospitais da região.
A entrega da ambulância aconteceu em frente à UBS e contou com a presença da secretária de Saúde, Arabela Santos, vice-prefeito Chico Barroso, secretários municipais e vereadores. Muitos populares também prestigiaram a solenidade.
A secretária de Saúde, Arabela, ressaltou a importância da ambulância no atendimento às famílias que vivem nestas comunidades. “A ambulância vai melhorar o acesso e o tempo de atendimento, principalmente em casos mais urgentes, quando é necessário deslocar o paciente para Parnaíba ou Buriti dos Lopes”, disse a secretária.

Fonte: ASCOM

4 de outubro de 2018

CHARGE DO DIA

Charge 04.10
Fonte: DN