Páginas

10 de julho de 2020

Governador decreta medidas restritivas para o fim de semana; veja o que vai abrir


O Governo do Piauí decretou medidas mais restritivas para este sábado (11) e domingo (12). As determinações visam à contenção da Covid-19 no estado.

Neste sábado (11) e domingo (12), poderão funcionar somente:

– farmácias e drogarias;
– serviços de saúde;
– imprensa;
– serviços de segurança e vigilância;
– serviços de delivery exclusivamente para alimentação;
– serviços de autoatendimento bancário;
– borracharias, postos de combustíveis e pontos de alimentação localizados nas rodovias, inclusive nos trechos urbanos, e serviços de transporte de cargas;
– atividades agrícolas e agroindustriais, incluindo colheita, ordenha, armazenagem e secagem, entre outras atividades sob risco de perecimento.
- estabelecimentos que funcionem operando fornos, em turnos ininterruptos de 24 horas, durante todos os dias da semana.
- atividades de obras de infraestrutura de transportes e para a produção de energia realizadas em parques situados na zona rural.

Serviços Públicos
Os serviços públicos tais como energia elétrica, saneamento básico, funerários, segurança pública, telecomunicações e radiodifusão, deverão funcionar entre os dias 11 e 12 de julho respeitando as determinações sanitárias expedidas para a contenção do novo coronavírus, inclusive quanto aos atendimentos emergenciais.

Transportes
Ficarão suspensos, a partir das 24 horas do dia 10 de julho até as 24 horas do dia 12 de julho, os serviços de transporte intermunicipal de passageiros na modalidade rodoviário, classificados como serviço convencional, alternativo, semiurbano ou fretado.

Fica ressalvado da suspensão, o serviço de transporte intermunicipal fretado de pacientes para realização de serviços de saúde.

O descumprimento da suspensão determinada sujeitará o infrator à penalidade de retenção do veículo pelo período que durar a suspensão.

Fiscalização
Os órgãos envolvidos na fiscalização deverão solicitar a colaboração da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e da Guarda Municipal de Teresina e devem reforçar a fiscalização em relação às aglomerações de pessoas ou consumo de bebidas em locais públicos e direção sob efeito de bebida alcoólica.

Outros
Os pontos de alimentação localizados nas rodovias destinam-se exclusivamente para atendimento de motoristas em trânsito. Nos escritórios vinculados às transportadoras só funcionarão as atividades indispensáveis ao transporte de cargas, carga e recarga.

Nenhuma atividade ou estabelecimento poderá funcionar desrespeitando as medidas sanitárias de combate à Covid-19.

Fonte: 180 Graus

9 de julho de 2020

Festa em motel com 25 pessoas é interrompida em Goiás

Festa em motel
A Secretaria de Meio Ambiente de Goiás interrompeu uma festa que acontecia em um motel na noite de ontem (7), com direito a mesa de sinuca, bebidas e aparelhos de som. O evento em Aparecida de Goiânia contava com a participação de 25 pessoas e violava o decreto municipal que impede aglomerações durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

A Polícia Militar multou o organizador do evento em R$ 20 mil. De acordo com a prefeitura de Aparecida de Goiânia, esta não foi a primeira festa ilegal realizada por ele. Na última segunda-feira, o homem que não teve o nome revelado fez uma festa de luxo para aproximadamente 100 pessoas.

Entre os 25 convidados, a Polícia Militar multou quem estava sem máscara. O motel Eros passará por uma investigação com a possibilidade de ser interditado. Goiás é o estado mais afetado pela Covid-19 na região Centro-Oeste, com mais de 700 mortes.


Fonte: Ig.com

8 de julho de 2020

Senado aprova indenização a profissional afetado pela Covid-19


O Senado aprovou hoje (7) o Projeto de Lei (PL) 1.846/2020, que garante indenização de R$ 50 mil a profissionais de saúde incapacitados permanentemente em virtude de contato com o novo coronavírus durante exercício da profissão. No caso de morte do profissional, o pagamento será feito à família. Como os senadores alteraram o texto aprovado na Câmara dos Deputados, Casa de origem, a matéria volta para lá, onde será novamente apreciada. 

De acordo com o projeto, o pagamento será feito em parcela única de R$ 50 mil para profissional permanentemente incapacitado. Em caso de morte, o cônjuge e os dependentes do profissional receberão a indenização. O cálculo é de R$ 10 mil multiplicados pelo número de anos que faltem para que os menores completem 21 anos.

“[...] Sabe-se do esforço sobre humano que os profissionais de saúde estão realizando no atual período da pandemia do novo coronavírus”, disse o relator do PL, Otto Alencar (PSD-BA). No parecer, o senador destacou que, segundo números do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), 30% dos profissionais de enfermagem mortos por covid-19 no mundo são do Brasil. 

No relatório, Alencar, que é médico de formação, entendeu que o pagamento da indenização é pertinente, como forma de proteção aos profissionais e suas famílias. “Essa compensação é um investimento social de forma a proteger os verdadeiros heróis na luta contra o coronavírus, os profissionais de saúde, que colocam sua vida e a de seus familiares em risco em prol da Nação"

Alencar acatou emendas ao projeto que Incluiu entre o rol de beneficiários profissionais que trabalham com testes em laboratório, auxiliares dos estabelecimentos de saúde, além de coveiros, desde que atingidos permanentemente pela covid-19. 

Receitas médicas
Nesta terça-feira, o Senado aprovou ainda o PL 848/2020, também de origem na Câmara. O projeto determina que receitas médicas ou odontológicas sujeitas a prescrição e de uso contínuo tenham prazo de validade indeterminado As regras valem para o período da pandemia e não tenham prazo de validade indeterminado. As regras valem para o período da pandemia e não incluem medicamentos de uso controlado, como tarja preta e antibióticos. O texto segue para sanção presidencial. “[...] 

Dependendo das normas definidas pelos gestores estaduais ou municipais, os pacientes recebem os medicamentos no quantitativo máximo prescrito na receita – cujo aviamento, de forma geral, não pode ser repetido – ou durante um tempo limitado à data da próxima consulta agendada”, disse o relator da matéria no Senado, José Maranhão (MDB-PB), em seu parecer.

Ambos os projetos estavam programados para serem apreciados na última semana, mas problemas técnicos com o sistema de sessão remota adiaram para esta semana as votações.


Fonte: Imirante.com / via Agência Brasil

7 de julho de 2020

Piauí:Isolamento continua e novas datas de reabertura serão divulgadas

O governador Wellington Dias anunciou através das suas redes sociais que após reunião com o Comitê de Operações Emergenciais contra o Covid-19 (COE) ficou decidido que o Piauí continuará com o isolamento social. A decisão foi tomada na reunião, visto que o decreto assinado pelo gestor se encerrou ontem.

Dias declarou ainda que o governo já começou a trabalhar com a retomada de três setores: Construção Civil, Serviços de Saúde e Automotivos e que as datas para os próximos setores já estão definidas e serão apresentadas em um cronograma que será publicado nesta terça-feira (07).

“Tudo será feito de forma responsável e gradativa, respeitando os bons resultados, mas para isto, conto com a colaboração de vocês para sair apenas quando necessário. É importante lembrar os cuidados essenciais, como uso de máscara, higiene das mãos e distanciamento”. 

Fonte: Meio Norte

Modelo de 17 anos morre em hospital de Teresina após ser picada por escorpião

Uma jovem identificada como Caroline Mendes do Nascimento de 17 anos, morreu na noite de domingo (05/07), após picada por um escorpião. Caroline morava na rua Dom Pedro II, bairro Matadouro, na cidade de Elesbão Veloso/PI. As informações são do Vale Notícias. 

De acordo com informações de familiares, Caroline foi picada na tarde de sábado (04/07), por um escorpião. ela deu entrada no Hospital Estadual Norberto Moura, foi atendida e logo após recebeu alta.

No domingo (05) pela manhã, a adolescente foi ao hospital novamente e ficou em observação, o médico vendo a necessidade encaminhou a paciente para Teresina.
Já em Teresina, Caroline sofreu uma parada cardiorrespiratória e veio a óbito

A jovem Caroline tinha um futuro promissor pela frente, ela cursava o terceiro ano do Ensino Médio no CEEP Benedito Portela Leal e também era modelo do Perfil Fashion Model.

Fonte: Vale Notícias / via Revista AZ

4 de julho de 2020

PREFEITO DE MAGALHÃES DE ALMEIDA-MA, DR. TADEU SOUSA, TESTA POSITIVO PARA COVID-19

Após exames laboratoriais realizados pelo LACEN/MA, foi confirmado, hoje, 04/07/2020, que o Prefeito de Magalhães de Almeida/MA, Dr Tadeu Sousa, testou positivo para COVID-19. O Prefeito está em isolamento desde o dia 29/06 quando veio a sentir os primeiros sintomas. 
O Prefeito vem sendo acompanhado pela equipe médica, de enfermeiros e técnicos do Hospital de Magalhães de Almeida, responsáveis pelo tratamento da COVID-19 no município. O Prefeito está sendo submetido ao protocolo utilizado no Município para o tratamento da COVID-19, e o seu quadro de saúde é estável.


Fonte: Blog do Romério Carvalho

Anvisa libera testes no Brasil de vacina chinesa contra o novo coronavírus

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, nesta sexta-feira (3), a realização de testes da vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac.

O pedido de liberação, feito pelo Instituto Butantan, foi anunciado pelo governador de São Paulo, João Doria, no dia 11 de junho. Em nota, a Anvisa diz que os testes devem ser desenvolvidos em diferentes locais do Brasil.

A vacina CoronaVac, produzida a partir de cepas inativadas do novo coronavírus, está na terceira fase de testes, quando a vacina já pode ser administrada a um número maior de pessoas. O estudo clínico envolverá 9 mil voluntários distribuídos nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná, além do Distrito Federal. Parte delas receberá a vacina e outro grupo deve receber um placebo, sem efeito. O objetivo é verificar se há o estímulo à produção de anticorpos para proteção contra o vírus.

A Anvisa afirma que os estudos da primeira e segunda fases, realizados em humanos saudáveis e em animais, mostraram segurança e capacidade de provocar resposta imune "favoráveis".

Na segunda-feira, 29, o Instituto Butantan disse que, após o aval da Anvisa, o programa de testagem ainda terá de passar por um conselho ético que vai validar a metodologia da testagem em humanos. Segundo a assessoria do instituto, a validação poderá ser feita pelo Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), ligada ao Ministério da Saúde, ou pela Comissão de Ética para Análise de Projetos de Pesquisa (CAPPesq), que é vinculada à Secretaria Estadual da Saúde.

O custo da testagem é estimado em R$ 85 milhões e prevê a transferência de tecnologia para que a vacina chinesa possa ser produzida no Brasil. Esta é a segunda vacina a receber autorização para testes no País. Em junho, a Anvisa liberou a realização de ensaios clínicos de uma vacina produzida na Universidade de Oxford, na Inglaterra.


Fonte: Estadão Conteúdo

Barreiras sanitárias contra Covid-19 são montadas no litoral do Piauí


As barreiras sanitárias têm sido ações essenciais e efetivas de controle da propagação do novo coronavírus no Piauí. No litoral do Estado, as barreiras estão sendo intensificadas nas entradas que dão acesso aos municípios de Parnaíba, Luís Correia, Ilha Grande e Bom Princípio.

A ação é realizada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), por meio da Diretoria de Vigilância Sanitária do Piauí (Divisa) e com o apoio do Centro Regional de Saúde do Trabalhador (Cerest), Regional de Saúde, Vigilância Sanitária Municipal e Polícia Militar.
Barreiras sanitárias em Parnaíba-Foto (Reprodução)
De acordo com o fiscal sanitário da Divisa, Orlando Negreiros, todos os veículos que chegam até as barreiras estão sendo parados pela equipe de fiscalização para fazer a aferição de temperatura dos ocupantes. Além disso, só era permitido adentrar a esses municípios apenas as pessoas que comprovavam residência no local. “É uma medida mais rígida de controle que precisamos ter nesse momento para que a gente consiga reduzir o índice de transmissibilidade da Covid-19 na região litorânea”, destacou o fiscal sanitário.

Segundo o levantamento realizado pela Diretoria de Vigilância Sanitária do Piauí (Divisa), desde o início das ações de enfrentamento a pandemia do novo coronavírus, às vigilâncias sanitárias municipais já realizaram mais de 16 mil notificações de quarentena, em 37 municípios do Estado. “Isso é resultado de um trabalho corajoso e de muita dedicação dos profissionais das vigilâncias sanitárias municipais e de todos aqueles que têm contribuído diretamente nas ações efetivas de enfrentamento do novo Coronavírus no Piauí”, disse a diretora da Divisa, Tatiana Chaves.

As notificações foram feitas por meio das ações que estão sendo realizadas no interior, incluindo as barreiras sanitárias, bem como os trabalhos realizados pelos serviços de saúde, em parceria com a Polícia Militar, Corpo de Bombeiro, Atenção Básica e outros profissionais.


Fonte: Meio Norte

Missa de 7º Dia: Márcio Tadeu

COMUNICADO ARMAZÉM PARAÍBA

2 de julho de 2020

Holanda autoriza prostitutas a retomarem atividades, mas recomenda evitar beijos


Elas foram pegas de surpresa com a antecipação pelo governo da data em que poderiam voltar a trabalhar, de 1º de setembro para 1º de julho.

O Distrito da Luz Vermelha, em Amsterdã, onde milhares de turistas lotam os canais para assistir a shows de sexo e visitar lojas de presentes eróticos, ficou deserto durante o isolamento.

A Red Light United, que representa as prostitutas de Amsterdã, fez uma campanha para voltar ao trabalho o mais rápido possível, afirmando que algumas profissionais do sexo ainda tinham que pagar aluguel em suas instalações e que o bloqueio as obrigava a trabalhar ilegalmente, expondo-as a riscos maiores.

"Estou realmente ansiosa para voltar ao trabalho", disse Moira Mona, uma profissional do sexo de 29 anos que se apresentará em um clube de sadomasoquismo esta semana. "A renda extra será bem-vinda, então, nesse sentido, espero um dia atarefado... embora não espere que seja tão cheio quanto antes da crise do coronavírus."

As prostitutas já são obrigadas a cumprir rígidas normas de segurança sanitária na Holanda, mas o setor compilou uma lista de recomendações, incluindo posições sexuais a serem evitadas.

Mesmo com novas diretrizes, as profissionais do sexo estarão mais expostas aos perigos da Covid-19 do que outras profissões, disse Debbie Mensink, consultora de saúde pública em Amsterdã.

"Existe um risco aumentado. As prostitutas já têm um risco aumentado de saúde devido à sua linha de trabalho... porque as pessoas se aproximam muito umas das outras".

Mona, no entanto, disse que não está preocupada e tomará precauções. Ela adicionou alguns itens novos à sua coleção de roupas de látex, sapatos de salto agulha e chicotes para aderir ao novo protocolo: uma capa de couro com pontas de metal, luvas pretas e máscaras cirúrgicas.

"Eu não recebo auxílio de desemprego se ficar doente, então se alguém aparecer e começar a tossir ou espirrar no meu corredor, eu direi 'Você pode voltar outra hora?' porque se eu ficar doente por uma semana, isso significa uma semana sem renda."

Mona obteve alguma renda durante a quarentena fazendo shows pela internet, mas disse que se as medidas impostas pelo governo tivessem permanecido em vigor por muito mais tempo, ela gastaria toda a sua economia.

Como o número de novas infecções e mortes por Covid-19 caiu rapidamente nas últimas semanas, a Holanda suspendeu a maioria das medidas de bloqueio. O país registrou mais de 50 mil infecções e mais de 6 mil mortes desde meados de março.

Apesar da melhora nas estatísticas, as pessoas são aconselhadas a manter 1,5 metro de distância e devem usar máscaras no transporte público. Essas regras não se aplicam a profissionais do sexo e as autoridades de saúde recomendam evitar encontros cara a cara.

"Aconselhamos a não encostar literalmente na cara um do outro, onde você pode respirar o hálito quente da outra pessoa", disse Mensink, a profissional de saúde. "Também desaconselhamos beijos porque a saliva carrega o vírus e você pode transferi-lo dessa maneira."


Fonte: CNN Brasil

1 de julho de 2020

Piauí fecha mais de 8,5 mil postos de trabalho formais, revela Ministério FACEBOOK TWITTER

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgou o acumulado do ano entre os meses de janeiro a maio de 2020 sobre a variação de empregos formais por unidades da federação. 

No Piauí, o acumulado do saldo de empregos formais de janeiro a maio de 2020 com ajustes foram: 29.186 admissões, 37.740 desligamentos, com saldo negativo de -8.554.

Somente no mês de maio, o Piauí teve 2.901 admissões contra 6.260 desligamento, com saldo negativo de - 3.359. O acumulado de demissões por setores da economia por estados deverá ser divulgado nos próximos dias. 

O superintendente regional do Trabalho do Estado do Piauí, Philippe Salha, comenta que os dados apontam crescimento econômico nos meses de janeiro e fevereiro, com saldos positivos de empregos formais, mas, com o início da pandemia da Covid-19 e o fechamento de setores devido o isolamento social, o Piauí começou a registrar saldos negativos nos meses de março, abril e maio. 

"Fevereiro mesmo sendo um mês curto, com o carnaval, já sinalizava uma expectativa de crescimento econômico, houve significativo número de contratações. O mês de março já sinalizava para o início da pandemia com redução da contratação. Já em abril tivemos o maior número de desligamento, que poderia ser maior se não tivesse a medida provisória 936/20", diz.
Medida Provisória
A medida provisória 936/20 prevê a suspensão de contratado e a redução da jornada de trabalho com respectiva diminuição salarial. "Somente no Piauí tivemos quase 134 mil empregos preservados pela medida 936. Foram 133,980 empregos preservados com o benefício emergencial até o dia 26 de junho. Se nós não tivéssemos a edição dessa medida de preservação do emprego e da renda, com certeza esse número seria estaria nas estatísticas do desemprego".

Devido a edição da medida em abril pelo Governo Federal, "'quando chegou o mês de maio, a maioria das empresas já tinha enxugado o quadro de funcionários. Os desligamentos em maio ocorrem ainda devido a incerteza do retorno das atividades econômicas. Vamos aguarda junho, que já sinaliza uma redução da primeira quinzena na solicitação de seguros desempregos. Há uma sinalização da solicitação do seguro desemprego 25% menor do que na primeira quinzena de maio". 
Ranking Nacional
No mês de maio, ao todo, 26 unidades federativas registraram saldo negativo e apenas uma teve saldo positivo, que foi o Acre com + 130 postos. O Piauí ocupa a 18ª posição. 

Os estados com maiores saldo negativos foram no mês passado foram: São Paulo (-103.985 postos), Rio de Janeiro (-35.959), Minas Gerais (-33.695) e Rio Grande do Sul (-32.106).
Nacional 
O Brasil no ano de 2020, de janeiro a maio, tem o acumulado de 5.766.174 admissões, 6.911.049 desligamentos, com saldo negativo de -1.144.875.

Somente no mês de maio, o Novo Caged aponta que o país registrou 703.921 admissões, 1.035.822 desligamentos, com saldo negativo de -331.901.

No acumulado do ano (janeiro a maio de 2020), ficaram com saldo positivo as atividades econômicas: Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura; na industria geral, apenas o setor de eletricidade e gás; também ficaram com saldo positivo de empregos formais a administração pública, defesa e seguridade social, educação, saúde humana e serviços essenciais.

O grupamento de atividades econômicas com saldo negativo de empregos entre janeiro e maio foram: da indústria geral, os setores: industrias extrativas, industrias de transformação, água, esgoto, atividades de gestão de resíduos e descontaminação. Além desses, os setores da construção civil; do comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas; serviços de transporte, armazenagem e correio; alojamento, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias. Os serviços domésticos também ficaram com saldo negativo. 

Fonte: Cidadeverde.com

30 de junho de 2020

Chineses identificam, em porcos, vírus de gripe com potencial de nova pandemia


porcos
Cientistas chineses anunciaram nesta segunda-feira (29) a identificação de um subtipo de vírus da gripe em porcos que apresenta potencial para gerar uma nova pandemia. O novo patógeno é variedade predominante do vírus influenza em fazendas de suínos na China desde 2016, em 10 regiões diferentes, e sua contenção requer medidas "urgentes", dizem os pesquisadores.
O grupo, liderado por Honglei Sun, da Universidade Agricultural da China, publicou uma descrição do vírus na revista científica "PNAS", da Academia Nacional de Ciências dos EUA. Classificado num estudo com a sigla "G4 EA" (genótipo 4 da variedade Eurásia/aviária), o vírus é um derivado do H1N1, grupo de vírus do qual um outro subtipo causou a pandemia de gripe de 2009, que matou cerca de 250 mil pessoas no mundo.

Um dos aspectos preocupantes do novo vírus, de nome provisório "G4 EA H1N1", afirmam os cientistas, é que ele já parece ter alta capacidade de infectar humanos, algo que surgiu de várias evidências.


Fonte: Ig.com

Zé Filho aprova parceria Ciro/Mão Santa


O ex-governador e presidente da Federação das Indústrias do Estado do Piauí, Zé Filho, realizou visitas em Parnaíba nesta segunda-feira,29, acompanhando o prefeito Mão Santa (DEM) e o senador Ciro Nogueira (Progressistas). Zé Filho, que é primeiro suplente de deputado estadual pelo PSDB, e Ciro Nogueira têm intensificado presenças na cidade com parcerias para ações e obras na gestão do prefeito Mão Santa, que será candidato à reeleição este ano. A agenda começou com um reconhecimento do local da nova ponte e estrada de acesso à Pedra do Sal. Zé Filho ressalta a importância das parcerias com a prefeitura de Parnaíba para execução de obras como a ponte e o novo acesso à Pedra Sal. “Essa obra é anseio antigo da população e vai favorecer o turismo e ajudar a melhorar a circulação de pessoas e a economia de Parnaíba”, explicou Zé Filho.


Fonte: Cidade Verde.com

27 de junho de 2020

Governo anuncia parceria para produzir vacina contra covid-19

O Brasil fechou acordo para disponibilização no futuro de doses de uma vacina que está sendo testada para o tratamento da covid-19. O medicamento está sendo desenvolvido em uma iniciativa conjunta da Universidade de Oxford e de um laboratório no Reino Unido e já está sendo testado no país.

O acordo prevê a produção de 100 milhões de doses de vacina por meio da aquisição de insumos e transferência de tecnologia para produção no país. 

Caso seja comprovada a eficácia deste tratamento, dois lotes, de 15,2 milhões de unidades cada, serão disponibilizados em dezembro de 2020 e janeiro de 2021, totalizando cerca de 30 milhões de doses, ao custo de US$ 127 milhões. Os primeiros lotes serão destinados aos grupos de risco, como idosos e pessoas com comorbidades, além de profissionais de saúde e trabalhadores da segurança pública.

O Brasil poderá ainda contar com mais 70 milhões de doses, por cerca de US$ 160 milhões.

Em entrevista coletiva em Brasília, o secretário executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, justificou a opção por assumir o risco da pesquisa, mesmo sem a comprovação da eficácia do medicamento. “O risco é necessário devido à urgência de busca de solução efetiva para as demandas de saúde pública. Consideramos um avanço para a tecnologia nacional e uma amostra do esforço do governo de encontrar soluções para a população brasileira."

O secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo de Medeiros, destacou a situação promissora deste tratamento. “A vacina já está na fase 3, em fase clínica. O Brasil é representante do conjunto de nações que estão testando a vacina. A gente tem uma oportunidade de produzirmos e avançarmos com a oferta desta parceria e encomenda tecnológica. É óbvio que toda e qualquer entrega à população será feita com respeito aos critérios farmacológicos e clínicos e da segurança à população”, declarou.

Caso não seja comprovada a eficácia, o secretário de Vigilância em Saúde informou que não haverá aplicação da vacina, mas que permanece a transferência de tecnologia prevista no acordo para continuar avaliando soluções de tratamento.

De acordo com o Ministério da Saúde, há 460 projetos de pesquisa aprovados sobre diferentes aspectos relacionados à covid-19, de tratamentos ao entendimento da doença. Há também 114 ensaios clínicos e 44.262 participantes dessas iniciativas.

Teste
Os testes da vacina ChAdOx1 nCoV-19 no Brasil foram anunciados no início do mês e deverão contar, de acordo com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), com 2 mil voluntários em São Paulo e com 1 mil no Rio de Janeiro, onde serão realizados pela Rede D'Or.

Fonte: Agência Brasil