Páginas

16 de julho de 2019

Uma em cada seis mulheres do mundo desenvolve câncer de pulmão, diz novo relatório internacional


Uma em cada seis mulheres desenvolvem o mal. — Foto: Ralf Kunze/Pixabay
O número de pacientes com câncer não para de crescer em todo o mundo e existem cada vez mais mulheres no planeta que serão afetadas pela doença em algum momento da vida. De acordo com dados da Agência Internacional para a Pesquisa sobre câncer (IARC, na sigla em inglês), publicados em 2019, uma em cada seis desenvolve o mal.

O câncer de pulmão é a principal causa de morte para homens e mulheres em 28 países, segundo o relatório da agência, que salienta a importância de conscientizar a população sobre o risco do tabagismo e a exposição passiva ao cigarro. De acordo com o epidemiologista Gautier Defossez, coordenador de uma pesquisa publicada em julho pelo Instituto Nacional do Câncer e de Saúde Pública na França, o estudo francês traz dados preocupantes.

"A situação para as mulheres mostra uma evolução do número de casos de cânceres do pulmão. O aumento da incidência é 5,3% por ano, um sinal alarmante que tem uma ligação direta com a exposição ao tabaco", alerta.

Na França, respectivamente, o câncer de mama, o de pulmão e o colorretal são os mais comuns entre as mulheres, destaca o estudo, que levou em conta os últimos trinta anos. Cerca de 400 mil casos são diagnosticados por ano, a incidência da doença de um modo geral entre as mulheres registrou um forte aumento desde 1990. A alta é de 93%, mesmo que o número de mortes tenha diminuído, por conta dos progressos envolvendo tratamento e prevenção. O aumento do número de casos também resulta do próprio envelhecimento da população.

O câncer de mama também voltou a crescer no país em 2010 depois de uma estabilização dos casos durante o ano 2000. Diversos fatores explicam essa tendência, ressalta o relatório: alimentação inadequada e obesidade, trabalho noturno e a exposição aos chamados disruptores endócrinos, presentes, por exemplo nos inseticidas usados na indústria da alimentação.

Mudanças no modo de vida têm consequências diretas na saúde das mulheres, não só na França, mas em todo o mundo. Os autores do relatório ressaltam a importância de prevenir os cânceres que podem ser evitados. Entre eles o do pulmão, na maioria causados pelo tabagismo, o do câncer do colo do útero, que pode ser curado em fase inicial, e contra o qual existe uma vacina, além do melanoma, tumor da pele desencadeado pela forte exposição aos raios ultravioletas.
Câncer de pulmão pode ficar escondido por 20 anos — Foto: Eric D. Smith, Dana-Farber Cancer Institute/Divulgação
Câncer do pulmão em mulheres também cresce no Brasil
No Brasil, também há um aumento número de casos do câncer do pulmão feminino, explica o oncologista Rodrigo Munhoz, do hospital Sírio Libanês, mesmo que esse tipo de tumor não esteja no topo das estatísticas.

"No sexo feminino, o câncer do pulmão vem crescendo em importância, e isso está relacionado ao hábito do tabaco. Quase 90% dos casos dos cânceres de pulmão são atribuídos ao tabagismo”, diz, “mesmo que haja diferenças de hábitos entre a França e o Brasil", pondera.

Os dados da Agência Internacional para a Pesquisa sobre câncer ressaltam que diferenças socioeconômicas influenciam as estatísticas em relação à doença nos países. E o caso no Brasil, onde o câncer do colo uterino ocupa o terceiro lugar entre os mais mortais.

"Câncer de mama, de colón e reto, do colo uterino. No Brasil, infelizmente o câncer de colo uterino ainda tem um destaque muito grande. Ele fica entre segundo e terceiro na maior parte do pais, mas na região norte, por exemplo, se você excluir o câncer de pele não-melanoma, que não entra muito nas estatísticas, o câncer de colo uterino é o principal. Justamente porque a gente tem, diferentemente da França, uma dificuldade maior de acesso para o Papanicolau ou a vacinação contra o HPV (vírus causador da doença)", ressalta Rodrigo Munhoz.


O oncologista também lembra que o acesso das pacientes aos tratamentos que destroem as lesões malignas são mais restritos, o que faz que esse câncer, no Brasil, seja um dos maiores em incidência e mortalidade. Falta de adesão populacional e a limitação de políticas bem-estruturadas dificultam a diminuição dos casos. Em linhas gerais, há um aumento do câncer entre as mulheres no pais, explica o oncologista brasileiro, relacionado, entre outros fatores, ao envelhecimento da população.

Evolução dos tratamentos é relativa no Brasil
Em contrapartida ao aumento da incidência da doença demonstrado nas estatísticas, existe a evolução dos tratamentos, como a recente Imunoterapia, que aumenta e melhora a sobrevida. Mas essa é uma realidade, lembra o oncologista brasileiro, restrita aos países desenvolvidos:

"Infelizmente em países em desenvolvimento, essa reversão na mortalidade não é universal", diz. "O Brasil infelizmente ainda é um pais muito heterogêneo", destaca.

O oncologista lembra, por exemplo, que no pais o uso da imunoterapia é incomum, e reservado a quem tem plano de saúde – cerca de 25% da população. Quem depende do SUS pode beneficiar da técnica através de protocolos de pesquisas ou formalmente não tem acesso – com poucas exceções.

Além da adesão da população aos programas de prevenção, outro desafio, diz Rodrigo Munhoz, é "fazer com que paciente chegue onde ele deve chegar no momento adequado, e que receba o tratamento cirúrgico no momento em que a doença é localizada ou inicial", diz. "Temos também o desafio do acesso, a dificuldade de se oferecer através do sistema único de Saúde muitos dos tratamentos que são entendidos como padrão", conclui.


Fonte: G1

Criança é salva após se engasgar com pedaço de corrente de moto


Um criança de apenas um ano foi salva pela equipe médica do hospital Nossa Senhora do Livramento, na cidade de José de Freitas, após dar entrada na noite de segunda-feira (15/07), engasgada com uma peça de metal de uma corrente de motocicleta. As informações são do Revista Opinião.

De acordo com informações, o pai da criança trabalha no conserto de motos e durante um descuido, a criança pegou a peça da corrente que estava no chão e colocou na boca, quando os pais perceberam a mesma já estava engasgada com o pedaço de metal. 
A criança foi levada as pressas para o hospital Nossa Senhora do Livramento, pelos próprios pais. De acordo com uma enfermeira que ajudou no socorro ao bebê, a vítima chegou na unidade de saúde já com dificuldade para respirar, sendo necessário mobilizar toda equipe médica para salvar a vida do paciente, e depois de alguns procedimentos o artefato de ferrofoi retirada da garganta da criança, tendo sua vida salva.

Por conta dos procedimentos para salvar a vida do bebê, o atendimento foi suspenso pelo médico plantonista: provocando reclamações por parte de algumas pessoas, voltando a normalidade após a criança ser salva.

Fonte: Meio Norte
Informações: Revista Opinião 

Presidente da FIEPI assina Ordem de Serviço para modernização de Escola do SENAI

O presidente da FIEPI, Antonio José de Moraes Souza Filho, (Zé Filho) assinou, nesta quinta-feira (11/07), nas dependências do Centro de Formação Profissional Cândido Athayde, em Teresina, a ordem de serviço para a modernização da referida unidade do Senai Piauí, que fica localizada no bairro Primavera, zona norte da capital.

Zé Filho destacou a importância da obra, afirmando que insistentemente esteve reivindicando junto a Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília, a concretização desse projeto, que segundo ele, agora é um sonho que começa a se realizar. “Foram incansáveis dias, mas valeu a pena. Também quero agradecer a ajuda da minha equipe que contribuiu bastante para isso”, pontuou.
O presidente da FIEPI acrescentou ainda que nos últimos anos o Sistema FIEPI investiu bastante nas unidades do SESI e SENAI de Parnaíba. “Agora chegou a vez de Teresina, com o SENAI e em breve daremos início as obras da Escola do SESI lá na zona sul. Com isso estamos formando mão de obra qualificada para dar mais suporte às indústrias instaladas no Piauí”, comentou.

Finalizando ele afirmou que com mais essa ação, está atendendo a demanda da indústria instalada em nosso Estado, consolidando os investimentos necessários para o fortalecimento dos setores produtivos.“Ressalto o apoio e a confiança dos presidentes de sindicatos que compõem a o Sistema Indústria piauiense e que também são parte desse projeto”, pontuou Zé Filho.
De acordo com o projeto a área a ser construída compreende 4.534, 21 metros quadrados, envolvendo recursos na ordem de R$ 11.852.204,90, com prazo de execução de dois anos. Com a ampliação e modernização da Escola serão oferecidos 2.100 serviços metrológicos e 126 consultorias em processo produtivo e, ainda, consultoria para atendimento a legislação, normas e regulamentos.
Os espaços da nova unidade do SENAI contidos em dois pavimentos vão constar de 16 Salas de aula; 31 Laboratórios/oficinas; Núcleo de Informação Tecnológica (NIT); Espaços makers; Sala multiuso/Auditório; Sala para docentes; Sala de coordenação pedagógica; Secretaria, Diretoria; Refeitório, Espaço de convivência.

Áreas de Atuação:
Eletroeletrônica; Gestão; Gráfica e Editorial; Metalmecânica; Refrigeração e Climatização; Segurança no Trabalho; Tecnologia da Informação; Têxtil e Vestuário; Construção Civil; Meio Ambiente; Minerais não Metálicos; Energia; Alimentos e Bebidas, e Automotiva.

Jânio Holanda – ASCOM/FIEPI

12 de julho de 2019

Aberto oficialmente o 23º Arraial Nossa Gente de Magalhães de Almeida

O 23º Arraial Nossa Gente de Magalhães de Almeida no Maranhão, teve abertura ontem (11), com a participação de um grande público que lotou a praça de eventos. O arraial é uma realização da Prefeitura Municipal de Magalhães de Almeida que este ano tem o seguinte tema: ´´Minha infância se foi e a saudade ficou´´.
A abertura oficial foi feita pelo prefeito Tadeu Sousa e contou com a presença da primeira dama do município Kelyane Macedo, Prefeito de Murici dos Portelas-PI Dr. Ricardo Sales, do ex-prefeito de Magalhães de Almeida Neto Carvalho, secretários municipais, vereadores e outros convidados.
O festival que começou ontem com apresentações de quadrilhas juninas e animação do cantor "Aldair Playboy" tem prosseguimento nesta sexta-feira (12), com a Banda Magníficos, no sábado (13), Nego Rico. No domingo (14), encerramento da programação com Matheus Fernandes.
Dr.Tadeu Sousa, Aldair Playboy e Kelyane Macedo

11 de julho de 2019

Estudo vincula consumo de sucos adoçados e refrigerantes a maior risco de câncer

Refrigerante — Foto: Blake Wisz/Unsplash
O consumo de bebidas açucaradas, como refrigerantes e sucos de frutas adoçados artificialmente, está vinculado a um risco maior de desenvolvimento de certos tipos de câncer, advertiram cientistas em um estudo publicado nesta quinta-feira (11). O estudo foi conduzido por pesquisadores franceses e divulgado em artigo da revista médica BMJ.

A equipe de pesquisadores na França quis avaliar as associações entre o consumo de bebidas açucaradas e os riscos de câncer em geral, assim como alguns tipos específicos de tumores malignos, como de mama, próstata e intestino.

Eles pesquisaram mais de cem mil adultos, com idade média de 42 anos, sendo 79% mulheres.

Os participantes, que foram acompanhados por um período máximo de nove anos, preencheram pelo menos dois questionários sobre sua dieta em 24 horas, validados online, calculando seu consumo diário de açúcar e bebidas adoçadas artificialmente, assim como 100% de sucos de frutas.

Os cientistas mediram a ingestão diária de bebidas açucaradas em relação a bebidas diet e compararam os dados aos casos de câncer nos registros médicos dos participantes do estudo durante o período de acompanhamento.

Resultados da pesquisa
Eles descobriram que uma ingestão de apenas 100 ml por dia de bebidas açucaradas estava associada a um aumento de 18% no risco de câncer e um aumento de 22% no risco de câncer de mama. Tanto bebidas adoçadas quanto sucos de fruta tiveram associação de risco similar.

Durante o acompanhamento, os pesquisadores descobriram 2.193 casos de câncer diagnosticados, com idade média de diagnóstico aos 59 anos. Os autores do estudo reforçaram que seu trabalho se baseou em observação e, portanto, não poderiam estabelecer a causa dos prognósticos de câncer.

Mas o tamanho da amostra foi grande e eles a ajustaram para um número de outros fatores de influência. Segundo os autores, com base em suas descobertas, taxar as bebidas açucaradas poderia ter um impacto significativo nos índices de câncer.

"Este estudo amplo e bem desenhado se soma à evidência existente de que o consumo de bebidas açucaradas podem estar associadas com um aumento do risco de alguns cânceres", afirmou Graham Wheeler, estatístico sênior do Cancer Research UK, a respeito do estudo.

A ingestão desse tipo de bebida explodiu no mundo todo nas últimas décadas. Em estudos anteriores, estes produtos altamente calóricos já tinham sido associados a um risco elevado de obesidade, que por si só já é reconhecida como um dos principais fatores de risco de desenvolvimento de diferentes tipos de câncer.

Por France Presse / G1

10 de julho de 2019

Câmara dos Deputados aprova texto-base da reforma da Previdência

Depois de oito horas de debates, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou, em primeiro turno, o texto principal da reforma da Previdência. A proposta teve 379 votos a favor e 131 votos contra.

Agora, os parlamentares começam a votar os destaques apresentados pelas bancadas. Mais cedo, os deputados tinham concordado em derrubar as emendas individuais e manter apenas as de bancada.

Os destaques mais aguardados são o que aumenta a aposentadoria para as trabalhadoras da iniciativa privada e o que suaviza as regras de aposentadorias para policiais e agentes de segurança que servem à União. 

A reforma da Previdência precisava de 308 votos, o equivalente a três quintos dos deputados, para ser aprovada. Se aprovado em segundo turno, o texto segue para análise do Senado, onde também deve ser apreciado em dois turnos e depende da aprovação de, pelo menos, 49 senadores.

O debate do texto principal foi aberto por volta das 17h, quando a Câmara rejeitou o último requerimento de retirada de pauta da reforma da Previdência. Nas últimas horas, os líderes dos partidos estavam encaminhando as orientações para as bancadas.

Fonte: Imirante.com

Prefeitura de Caxingó divulga atrações do Festival de Folguedos do município


A Prefeitura de Caxingó, através do Departamento Municipal de Cultura, divulgou a programação e atrações culturais e musicais para mais uma edição do Festival de Folguedos do município que será realizado nos dias 20 e 21 de julho (sábado e domingo).

Dentre as atrações musicais confirmadas, destaque para a renomada cantora de forró, Kátia Cilene.
O festival contará também com o concurso intermunicipal de quadrilhas juninas com os grupos culturais já confirmados: Grupo Cultural Rei do Cangaço de Parnaíba, Grupo Cultural Lumiar de Parnaíba, Quadrilha Junina Sanfona de Prata de Parnaíba, Quadrilha Junina Balança Mais Não Cai de Parnaíba e Quadrilha Dona Junina de São João do Arraial; além da apresentação do famoso Boi Precioso da cidade de Tutóia - MA.
O evento deverá atraí um grande público do município e de cidades vizinhas. A expectativa é grande em toda a região.

Van com passageiros cai dentro de rio na zona rural de Buriti dos Lopes


Uma van que realiza transporte alternativo dentro do município de Buriti dos Lopes caiu dentro do rio Longá, no povoado Barra do Longá, zona rural buritiense. A ocorrência foi registrada por volta das 13hs desta quarta-feira (10/07) quando o veículo subia numa balsa que faz travessia no local.
Segundo informações, o veículo que tem capacidade para 16 passageiros, era ocupado por 04 pessoas no momento do acidente. A van tinha como destino o povoado Coroa de São Remígio, zona rural de Buriti dos Lopes. Felizmente, todos os ocupantes conseguiram sair ilesos.
Ainda segundo relatos, o veículo teria falhado os freios no momento de estacionar dentro da balsa. A van será removida do local nas próximas horas.

Por: Portal Boca do Povo
Com informações e fotos do Portal do Rurik

9 de julho de 2019

Zé Filho aclamado por unanimidade para novo mandato à frente da FIEPI


O presidente da FIEPI falou da necessidade de manter o engajamento em defesa do SESI e SENAI, bem como de todo o Sistema “S”,
O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Piauí (FIEPI), Zé Filho, foi reeleito para mais um mandato à frente da instituição, em eleição realizada na manhã desta segunda-feira (08) em Parnaíba, onde a nova diretoria foi aclamada por unanimidade.

Zé Filho aproveitou a oportunidade para falar do projeto de modernização das estruturas do SESI e SENAI de Teresina, que deve ser iniciado nos próximos dias, bem como um processo de inovação para atender melhor e preparar as indústrias para o futuro com uma forte atuação junto aos sindicatos.

“Agradeço de coração a confiança e os votos que recebi hoje. Sou uma pessoa feliz por ter não só companheiros de federação, mas amigos que estão dispostos a juntos e irmanados desenvolver a indústria. Nosso Estado ainda é um dos mais pobres da federação e nós precisamos virar esse quadro e temos que acreditar que juntos podemos fazer isso”, pontuou Zé Filho.

O presidente da FIEPI também falou da necessidade de manter o engajamento em defesa do SESI e SENAI, bem como de todo o Sistema “S”, que são instituições privadas, mantidas e sustentadas pelos empresários do Brasil.

“Se existe uma entidade que prepara e qualifica as pessoas para o mercado de trabalho é o Sistema “S”, e aqui todos nós conhecemos os resultados que obtemos em todo e país e que precisa e deve ser defendido e mantido pelo bem de nossa nação”, concluiu Zé Filho.
Ao final do processo eleitoral vários presidentes de sindicato da indústria se revezaram nas manifestações de apoio a nova diretoria, sempre destacando a importância do associativismo e do sindicalismo para o fortalecimento da indústria piauiense.

D I R E T O R I A

EFETIVOS:

PRESIDENTE: ANTONIO JOSÉ DE MORAES SOUZA FILHO

1º VICE-PRESIDENTE: FRANCISCO REINALDO REBELO SAMPAIO

2º VICE-PRESIDENTE: MERVAL NERES DOS SANTOS FILHO

3º VICE-PRESIDENTE: HUMBERTO PAULO CRONEMBERGER

4º VICE-PRESIDENTE: ELIZABETH PETRONILIA AGUIAR CARDOSO

5º VICE-PRESIDENTE: MARCELO MEDEIROS DE SOUSA

VICES REGIONAIS:
- VICE-PRESIDENTE MACRO REGIÃO 1 – LITORAL: ABDORAL FURTADO DE MELO

- VICE-PRESIDENTE MACRO REGIÃO 2 – MEIO NORTE: GUILHERME ARAÚJO FORTES

- VICE-PRESIDENTE MACRO REGIÃO 3 – SEMI-ÁRIDO: PATRICIA CARVALHO FREITAS RODRIGUES -

VICE-PRESIDENTE MACRO REGIÃO 4 – SERRADO: TEODORO FERREIRA SOBRAL NETO

SECRETÁRIO:
EFETIVOS SUPLENTES

JAMES HERMES DOS SANTOS ELIMARKY SANTOS DE SOUSA

ROGER DE CARVALHO CORREIA JACOB JOSÉ IVALDO FRANCO

JOSÉ COUTO CASTELO BRANCO FILHO INÁCIO PEREIRA ALBUQUERQUE

TESOUREIRO:
EFETIVOS SUPLENTES

1º - ROBÉRIO DE BARROS CANTALICE ODIVAL DO SOCORRO COSTA SEREJO

2º - JOSÉ WELLINGTON C. DE ANDRADE KALINA MARIA AREA LEÃO AYRES

3º - CARLOS MAGNO OLIVEIRA VIEIRA FRANCISCA MARIA FERREIRA LEÓDIDO

CONSELHO FISCAL - FIEPI:
EFETIVOS SUPLENTES

EURELIANO SÁVIO GOMES BARROS MIGUEL ARAÚJO RIOS

DARIO DE SOUZA MESQUITA DRAUTER MEIRELES MELO

TERESA DAVYLA DOS SANTOS SOUZA RICARDO LINHARES ALENCAR

DELEGADOS AO CONSELHO DE REPRESENTANTES DA CNI

EFETIVOS SUPLENTES

ANTONIO JOSÉ DE MORAES SOUZA FILHO MERVAL NERES DOS SANTOS FILHO

FRANCISCO REINALDO REBELO SAMPAIO GUILHERME ARAÚJO FORTES

DELEGADOS AO CONSELHO DE REPRESENTANTES DO SESI

EFETIVOS SUPLENTES

LUIZ GONZAGA DE ANDRADE PAULO DE TARSO MENDONÇA DE M. SOUZA

HUMBERTO PAULO CRONEMBERGER MARIA ELVIRA CARNEIRO

BERNARDO MELO FILHO ANTONIO DE PÁDUA BRITO COSTA

DELEGADOS AO CONSELHO DE REPRESENTANTES DO SENAI

EFETIVOS SUPLENTES

FRANCISCO MARQUES DE MELO CLÉDIMA GOMES DE MEDEIROS

ROBERTO JOSÉ BASTO FERRAZ JOSÉ COUTO CASTELO BRANCO FILHO

MARCOS MARTINS FERNANDES AÉRCIO RAMOS DE ANDRADE FILHO

Fonte: ASCOM