Páginas

28 de maio de 2016

Uma central para segurar a CUT


Crédito: Eliária Andrade / Agência o Globo
A estrutura do sindicalismo brasileiro vai ganhar uma nova forma até o segundo semestre de 2017. É o prazo que líderes da Força Sindical e da União Geral dos Trabalhadores (UGT) estipularam para formalizar a fusão entre a segunda e a terceira maiores centrais sindicais brasileiras. A nova entidade será a principal representação de trabalhadores do País à frente de 2.892 sindicatos, 26,47% de todos. O movimento costurado pelo deputado federal Paulinho da Força e pelo presidente nacional da UGT, Ricardo Patah, conta com a simpatia de políticos favoráveis ao impeachment. É um duro golpe contra a Central Única dos Trabalhadores (CUT). A organização, ligada ao PT, perderá a liderança nas ruas e correrá o risco de sofrer queda na arrecadação do imposto sindical no momento em que seus quadros estão sendo desalojados do governo federal após o afastamento de Dilma Rousseff. A CUT ficará também mais isolada em seu discurso de não negociar com o governo do presidente Michel Temer.

Desde a chegada do PT ao poder em 2003, a Central Única dos Trabalhadores vem se enfraquecendo no meio sindical. Durante o primeiro mandato da presidente afastada Dilma Rousseff, a taxa de representatividade da central, índice que demonstra o número de sindicatos e trabalhadores sob a sua bandeira, encolheu de 38,3% para 34,4%, segundo o Ministério do Trabalho. O discurso afinado com as gestões petistas, as acusações de corrupção contra ex-dirigentes e o encantamento de seus líderes por cargos na máquina pública distanciaram a entidade de suas bases. No funcionalismo público, por exemplo, ocorreu uma migração em massa de sindicatos para outras entidades mais à esquerda, como a CSP Conlutas. Fora do governo, a CUT tenta encampar bandeiras que negligenciou, por mais de uma década, para estancar a perda de filiados. Uma estratégia que as suas concorrentes podem agora colocar água abaixo.
As negociações entre a Força Sindical e a UGT começaram em fevereiro. Nos encontros, os principais líderes das duas centrais firmaram um cronograma para selar a união. O primeiro passo foi dado, a partir de abril, com a unificação de reivindicações e a realização de atos conjuntos Agora, eles estão convencendo os poucos dirigentes das entidades contrários ao acordo. Estimam que este processo irá levar aproximadamente um ano. Há estados, como Pernambuco, em que as direções locais da Força Sindical e da UGT possuem um relacionamento historicamente conturbado. “Um acordo desta dimensão não pode ser feito na base da canetada. A gente está vendo como acomodar problemas locais, juntar pautas e resolver outros problemas burocráticos”, diz um dos participantes das negociações. No geral, as duas entidades são fortes em segmentos diferentes. A UGT atua principalmente na área de serviços. A Força Sindical é maior entre os trabalhadores das indústrias. Unidas, elas devem avançar contra as bases da CUT.


Fonte: ISTOÉ

MADRUGADÃO PARAÍBA

Ação Social Itinerante leva serviços a bairro de Cocal


Por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), a Prefeitura de Cocal vai realizar mais uma "Ação Social Itinerante". O evento, que leva vários diversos aos bairros do município, acontecerá no bairro Santa Teresinha, na Capela Santa Teresinha, no próximo dia 3 de junho, a partir das 15h30.

De acordo com a secretária municipal de Assistência Social, Deuzenir Portela, a ação visa à aproximação das comunidades com a SMAS. 

Deuzenir Portela(Imagem:Divulgação )
"Às vezes, as pessoas desconhecem os serviços oferecidos pela Secretaria. É importante ir até onde elas estão, mas é preciso frisar que existem muito mais ações acontecendo de forma continuada durante todo o ano, na SMAS", destacou.

A população vai ter acesso à atualização do Cadastro Único para os programas do Governo Federal, como o Bolsa Família, além de palestras socioeducativas ministradas pelas equipes dos órgãos atrelados à SMAS, como o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) de Cocal.

Os moradores do bairro Santa Teresinha e adjacências também poderão fazer cortes de cabelo gratuitos e receberão atendimentos básicos de saúde, além de uma programação específica para as crianças da região.



Fonte: Ascom

27 de maio de 2016

Presos acusados de latrocínio de idosa em Araioses-MA

assassinos-da-idosa
A Polícia Civil do Maranhão, através da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa- SHPP, desencadeou a Operação MAGU, para identificação da autoria e motivação do assassinato da Sra. Maria de Lourdes de Araújo Lima, 89 anos, fato acontecido no dia 06.05.2016, na cidade de Araioses/MA.

No dia 26.05.2016, a equipe da SHPP, com apoio da 3ª. Delegacia Regional de Chapadinha, identificou os autores do crime, os quais se tratam do adolescente W. S. A., 17 anos e de Daniel de Sousa Santos, 18 anos. Os referidos confessaram a autoria do delito e contaram com riqueza de detalhes como o fato se deu, afirmando que entraram na casa da vítima para roubar e diante da reação da mesma, a assassinaram para garantir a impunidade do crime.

A delegada Viviane Azambuja, da SHPP representou judicialmente pela internação provisória do adolescente e pela prisão preventiva do maior, pedido este que foi prontamente deferido pelo juiz plantonista, o qual expediu os respectivos mandados, que foram imediatamente cumpridos pela Polícia Civil.



Fonte: SHPP

Temer anuncia departamento na PF para combater crimes contra mulher


Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
O presidente interino, Michel Temer, divulgou hoje (27) nota de repúdio ao estupro de uma jovem de 16 anos, no último fim de semana, no morro São José Operário, em Jacarepaguá, zona oeste do Rio de Janeiro. De acordo com o relato da jovem à polícia, ela teria sido violentada por 33 homens. Na mesma nota, Temer diz que irá criar um departamento na Polícia Federal para investigar crimes contra a mulher.

“É um absurdo que, em pleno século 21, tenhamos que conviver com crimes bárbaros como esse”, avaliou Temer. O comunicado destaca que o Ministério da Justiça e Cidadania convocou uma reunião para a próxima terça-feira (31) com secretários de segurança pública de todo o país em uma tentativa de combater a violência contra mulheres.

Ainda segundo Temer, será criado um departamento na Polícia Federal – semelhante à Delegacia da Mulher da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo – para agrupar informações estaduais e coordenar ações em todo país. Quando atuou como secretário de Segurança do governo de São Paulo, Michel Temer instituiu a primeira Delegacia da Mulher no Brasil.

“Nosso governo está mobilizado, juntamente à Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro, para apurar as responsabilidades e punir com rigor os autores do estupro e da divulgação do ato criminoso nas redes sociais”, concluiu o presidente interino.

Mais cedo, o ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, divulgou nota de repúdio ao estupro. No comunicado, o ministro afirma repudiar veementemente o que chamou de crime hediondo praticado contra a adolescente. O estupro, na avaliação de Moraes, representa a maior violência à dignidade da mulher e deve ser duramente reprimido.

Caso
A Polícia Civil do Rio de Janeiro já identificou quatro homens suspeitos de terem participado do estupro de uma jovem de 16 anos, no fim de semana passado, no morro São José Operário, em Jacarepaguá, zona oeste do Rio. De acordo com relato da jovem à polícia, ela teria sido estuprada por 33 homens.

Em depoimento à polícia, a adolescente contou que foi visitar o namorado em uma casa no alto da comunidade que era usada por homens ligados ao tráfico de drogas na região. Imagens postadas pelos supostos agressores no Twitter geraram indignação ao mostrarem a menina desacordada e nua. No vídeo, um homem admite: “uns 30 caras passaram por ela”.

Dos quatro identificados até o momento, dois são suspeitos de terem divulgado as imagens nas redes sociais; um é o rapaz que tinha um relacionamento com a jovem; e o quarto identificado aparece no vídeo ao lado da garota.

Em nota, a Polícia Civil informa que a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) e a Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV) estão trabalhando de forma integrada na investigação do crime.

A vítima do estupro coletivo foi levada na manhã de ontem (26) para o setor de ginecologia do Hospital Maternidade Maria Amélia, no centro do Rio, onde fez exames e tomou medicamentos para evitar doenças sexualmente transmissíveis e aids.

Piauí
No Piauí, a Polícia Civil também investiga caso de estupro coletivo, com a participação de pelo menos cinco pessoas que teriam violentado uma adolescente de 17 anos no município de Bom Jesus na última sexta-feira (20). Até o momento, quatro menores de idade e um rapaz foram presos suspeitos de participação no crime.

De acordo com a corporação, a jovem foi encontrada amarrada em uma obra abandonada. A vítima precisou receber atendimento médico, mas já recebeu alta. Após uma briga com o namorado, ela teria ingerido bebida alcoólica e os suspeitos se aproveitaram do momento para cometer o crime.

A Polícia Civil ainda aguarda o resultado de exames periciais.

Em nota divulgada ontem (26), a ONU Mulheres Brasil se solidarizou com a jovem e com a adolescente de 16 anos também vítima de estupro coletivo no Rio de Janeiro. No comunicado, a entidade pede ao Poder Público dos dois estados que seja incorporada a perspectiva de gênero na investigação, no processo e no julgamento dos casos. A organização também pede à sociedade brasileira “tolerância zero” a todas as formas de violência contra as mulheres e a sua banalização.


Fonte: ISTOÉ

Edital do concurso da Sejus será divulgado próxima segunda-feira

O edital do concurso para a agente penitenciário da Secretaria Estadual de Justiça será lançado na próxima segunda-feira (30). A banca escolhida para realizar o certame é o Núcleo de Concursos e Promoções de Eventos (Nucepe). A expectativa é que sejam oferecidas 150 vagas. 
Os secretários de Administração e Justiça, Franzé Silva e Daniel Oliveira, respectivamente, já haviam anunciado a realização do concurso ainda para este ano. 

Estado estima abrir 1.000 vagas 
O secretário de Justiça do Piauí, Daniel Oliveira, estipulou a abertura de cerca de 1.000 novas vagas no sistema prisional do Estado até o ano de 2018. O gestor citou a obra em andamento da Casa de Detenção de Campo Maior, com 140 vagas, devendo ser inaugurada no próximo semestre, e a Cadeia Pública de Altos, de 600 vagas e cuja construção está prevista para iniciar ainda neste ano.

Além dessas unidades penitenciárias, a Secretaria de Justiça deve retomar o andamento da obra da Central de Triagem de Teresina, anexa à Casa de Custódia da capital e que já está com estrutura avançada. Quando concluída, abrirá mais 160 vagas.

Segundo a Secretaria de Justiça, há, também, a perspectiva de construção de uma nova penitenciária no município de Parnaíba, ampliando, portanto, a capacidade do sistema prisional para aproximadamente 1.000 novas vagas.

"Destacamos que também estamos buscando aumentar o número de servidores, dado o déficit de pelo menos 600. O edital do concurso para 150 vagas está sendo viabilizado, e nossa expectativa é garantir mais vagas, além dessas, nos próximos anos", diz o gestor.


Fonte: Portal AZ

Clínica Viver cuidando bem da sua saúde

CHARGE DO DIA

charge
Fonte: DN

26 de maio de 2016

Mãe e filho recém-nascido morrem em colisão após sair da maternidade

Mãe e recém-nascido morreram em acidente na BR-343 (Foto: Renan Brito)
Mãe e recém-nascido morreram em acidente na BR-343 (Foto: Renan Brito)
A mãe e o filho recém-nascido, de apenas dois dias, morreram durante uma colisão na noite desta quinta-feira (26) no Km 31 da BR-343, zona rural de Parnaíba, Litoral do Piauí. Segundo o major Rivelino Moura, do Corpo de Bombeiros, as vítimas tinham recebido alta da maternidade e seguiam para cidade de Cocal.

"Os dois carros de passeio bateram de frente, um deles saiu da pista e depois explodiu. A criança estava acompanhada da mãe no banco de trás do outro carro, uma Parati, mas mesmo usando a cadeirinha de segurança não resistiu e morreu no local", informou o major.


Bebê de apenas dois dias morreu durante colisão na BR-343 (Foto: Renan Brito)
Bebê de apenas dois dias morreu durante
colisão na BR-343 (Foto: Renan Brito)
O motorista e mais duas pessoas da Parati ficaram presos nas ferragens e tiveram que ser socorridos pelos bombeiros. Eles tiveram múltiplas fraturas e foram encaminhados em estado grave para o Hospital Estadual Dirceu Arcoverde.

O condutor do outro carro e um passageiro também receberam atendimento e tiveram ferimentos leves. O acidente aconteceu em uma reta, a poucos metros do posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e deixou o trecho sentido Buriti dos Lopes-Parnaíba interditado.

"Ainda não sabemos o que provocou a colisão. A perícia da Polícia Civil e PRF estão no local apurando as causas do acidente", disse Rivelino Moura.


Fonte: G1 / PI 

Bolsa Família perdeu R$ 2,6 bilhões com fraudes

NA FILA - Sem fiscalização eficiente, o dinheiro do contribuinte deixa de ir para quem precisa: é o “bolsa fraude”
Daria para fazer quase 30 000 casas pelo programa Minha Casa, Minha Vida. Somente entre 2013 e 2014, pelo menos 2,6 bilhões de reais do total da verba reservada ao Bolsa Família foram parar no bolso de quem não precisava. A informação é resultado do maior pente-fino já realizado desde o início do programa do governo federal, em 2003. Feito pelo Ministério Público Federal a partir do cruzamento de dados do antigo Ministério do Desenvolvimento Social com informações de órgãos como Receita Federal, Tribunais de Contas e Tribunal Superior Eleitoral, o exame detectou mais de 1 milhão de casos de fraude em todos os estados brasileiros. O Bolsa Família, um valor mensal a partir de 77 reais por pessoa, é destinado exclusivamente a brasileiros que vivem abaixo da linha da pobreza. A varredura mostrou, no entanto, que entre os que receberam indevidamente o auxílio no período estão funcionários públicos, mortos e até doadores de campanha (veja o quadro na pág. ao lado).

Só de funcionários públicos foram 585 000 os beneficiários ilegais. Em todos os casos, os contemplados ganhavam ao menos um salário mínimo (piso da categoria) e, segundo apurou o estudo, pertenciam a famílias com renda per capita acima de 154 reais - situação que os impediria de receber o benefício. O fato de esses funcionários serem majoritariamente servidores municipais reforça a tese do Ministério Público de que esse tipo de fraude não dispõe de um comando centralizado. "Nasce daquele microcosmo do município em que o cadastrador conhece quem está sendo habilitado e não tem interesse em realizar uma fiscalização correta sobre suas condições de pobreza", afirma a procuradora Renata Ribeiro Baptista, que coordenou a pesquisa.

Os doadores de campanha ocupam lugar de destaque no ranking das categorias de fraudadores identificadas no estudo. O Ministério Público encontrou 90 000 beneficiários do programa que, em 2014, doaram a políticos ou partidos valores iguais ou superiores aos recebidos do programa naquele ano e casos de grupos de dez ou mais beneficiários que transferiram verbas para um mesmo candidato.

O levantamento achou ainda beneficiários sem CPF ou com mais de um CPF, além de 318 000 beneficiários que eram donos de empresas. Abrir uma empresa não significa necessariamente que alguém seja um sujeito de posses (o processo para constituir uma firma pode custar pouco mais de 200 reais), mas o Ministério Público acredita que poucos dos contemplados nessa situação conseguirão provar que vivem abaixo da linha da pobreza.

Os 2,6 bilhões desviados correspondem a 4,5% do total investido no programa no período e estão abaixo da média internacional, apontada pelo Banco Mundial, de 10% de desvios em programas sociais. Para a procuradora Renata Baptista, porém, a estimativa do MPF é "conservadora". Segundo ela, muitas fraudes ficaram de fora do levantamento. "Apenas servidores com quatro ou menos familiares entraram no estudo." O prejuízo ainda vai aumentar.


Fonte: Veja.com

Parnahyba negocia com Augusto, e Guarajú dá sinal verde para transação


Augusto, do Flamengo-PI  (Foto: Wenner Tito )A briga pelo acesso à Série C chegou a ser dúvida para a diretoria do Parnahyba. As questões financeiras estavam pesando na decisão. O "sim" veio e, com isso, as contratações de novos reforços para a disputa do Brasileirão não param no Tubarão. Depois de apresentar Lucas, ex-Caiçara, a diretoria confirmou negociações com outro jogador. Trata-se de Augusto, que jogou o Piauiense e a Copa do Nordeste pelo Flamengo-PI e pertence ao Guarani de Juazeiro. O atacante tem contrato com a Raposa até dia 30 deste mês. O presidente azulino confirmou a transação com o jogador e que apenas a questão financeira está faltando para a assinatura do contrato. 

- Já estamos negociando, não chegamos ainda a um acordo financeiro, mas, até o final da tarde, vamos ter um resultado. Além de Augusto vamos fechar com mais dois reforços. Devemos anunciar no fim do dia – declarou presidente Batista Filho. 

Com experiência na competição nacional, Augusto disputou a Série D do ano passado pelo Guarani de Juazeiro, inclusive foi o autor do gol do empate em 1 a 1 do time cearense com o River-PI, ainda na fase de grupos, em Juazeiro do Norte. O jogador tem vínculo com o Guaraju até junho e está emprestado ao Fla-PI até o dia 30 de maio. A diretoria do Leão do Mercado não pretende atrapalhar a negociação com o time do litoral.
Augusto, Flamengo-PI (Foto: Abdias Bideh/GloboEsporte.com)
- O contrato dele termina em junho. O clube (Parnahyba) não entrou em contato com a gente. O empréstimo com o Flamengo-PI termina dia 30 de maio. Ele está liberado, e não vamos impor nada – disse Severo Filho, diretor de futebol do Guarani de Juazeiro. 

O Parnahyba está no grupo A6 da Série D, junto com Icasa, Central-PE e Guarani de Juazeiro, e anunciou vários reforços para o time. Além de manter o técnico Paulo Moroni, a diretoria fechou com os meias Luís Carlos e com Patrick que atuou pelo clube no returno do estadual. A estreia azulina no Brasileirão vai ser contra o CSA de Alagoas, no litoral, dia 12 de junho.


Fonte: G1 / PI

MADRUGADÃO PARAIBA

CHARGE DO DIA

Charge 26.05
Fonte: DN

Renovada, Escola Integrada ganha capacidade para 3 mil alunos

Ainda como parte das comemorações alusivas ao Dia da Indústria, na noite de quarta-feria (25) presidente da FIEPI, Zé Filho, inaugurou as novas instalações da Escola Integrada Deputado Moraes Souza – unidade do SESI local, que passou por uma grande reforma de ampliação e modernização em toda a sua estrutura.
Ao chegar na porta da Escola Zé Filho foi ovacionado pelos pais de alunos com palavras de agradecimentos pela modernização da unidade. Logo em seguida, o presidente da FIEPI, que também é diretor regional do SESI, acompanhado do presidente do Conselho Nacional da entidade, João Henrique Almeida Sousa, do superintendente, Mardônio Neiva, de presidentes de sindicatos das indústrias e diretores do Sistema FIEPI procedeu o ato de corte da fita inaugural.
Depois ele percorreu as dependências da Escola iniciando pelo auditório e a biblioteca passando por salas, laboratórios e demais espaços do local. Ainda no percurso, verificou a estrutura da escola, conversou com alunos, pais, professores e colaboradores.
“A modernização desta unidade educacional do SESI em Parnaíba é mais um passo do sistema indústria na ampliação do atendimento aos trabalhadores das indústrias, dependentes e a comunidade geral. É um benefício para todos”, disse Zé Filho, após cortar a fita inaugural.
A Escola Integrada Deputado Moraes Souza, foi fundada em 17 de fevereiro de 1992, na gestão do então presidente Antônio José de Moraes Souza. Este centro educacional foi criado com intuito de facilitar a escolaridade dos trabalhadores da indústria, dependentes e comunidade em geral. 
Inicialmente foram implantados os segmentos educacionais: Educação Infantil (maternal, Jardim I, Jardim II e Alfabetização), juntamente com o as séries do Ensino Fundamental (primeiro ao quarto ano) e EJA Educação de Jovens e Adultos. Desde a criação, a Escola realiza serviços integrados nas áreas de educação, saúde e lazer. Em 2008, foi implantado o segmento Educacional série final (sexto ao nono ano). Hoje já conta com o segmento Ensino Médio profissionalizante. Também desenvolve atividades com multimídia, Lego e Robótica.
Com a nova estrutura física, a Escola passou a contar com 29 salas de aula distribuídas em 12 blocos e ainda: biblioteca, áreas de convivência, espaço lúdico, quadra poliesportiva e laboratórios, dentre outros espaços. Agora a unidade conta agora com uma área construída de 8.200m², com capacidade para receber 3.000 alunos nos turnos manhã, tarde e noite, atendendo às necessidades de expansão da atividade educacional de industriários e seus dependentes.

Jânio Holanda – ASCOM/FIEPI 

FIEPI homenageia colaboradores de Parnaíba com medalha Mérito Industrial

No Dia da Indústria, comemorado nacionalmente em 25 de maio, o presidente do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Piauí (FIEPI), Zé Filho, celebrou a data, dando continuidade com as homenagens aos colaboradores do SESI e SENAI das unidades de Parnaíba.
A solenidade aconteceu, na noite desta quarta-feira (25), na quadra poliesportiva da Escola Integrada Deputado Moraes Souza, que passou por reforma, modernização e ampliação em toda sua estrutura. Na cerimônia, 13 colaboradores receberam a maior comenda da indústria – a medalha Mérito Industrial Simplício Dias.
Ao abrir a cerimônia, Zé Filho, falou que aquele momento significava para o grupo de homenageados o reconhecimento que ao longo dos anos vem se dedicando no atendimento profissional à classe industrial do Piauí. “Todos cumprem seu papel e têm sua devida importância no desenvolvimento do nosso estado”, pontuou.
A homenageada Rita Holanda disse estar orgulhosa por ser uma das escolhidas. “Ao tempo em que agradeço ao presidente Zé Filho e toda diretoria pelo reconhecimento do meu trabalho, quero dizer que a minha vida está aqui dentro do Sistema FIEPI há muitos anos e me orgulho em pertencer aos quadros de uma instituição tão honrada como o SESI. Já passei por vários setores e áreas de atuação e a todas me dediquei com muita responsabilidade”, afirmou Rita Holanda.
Com um auditório repleto de familiares e amigos dos homenageados, o evento foi prestigiado ainda pelo presidente do Conselho Nacional do SESI, João Henrique de Almeida Sousa; Mardônio Neiva, superintendente do SESI do Piauí; Lauriane Coelho, superintendente do IEL/PI, diretores do Sistema FIEPI, Sandra Ataíde; Edgar Ataíde; Ewerton Negri; Francisco Carlos, e vários presidentes de sindicatos laborais da indústria piauiense.
Jânio Holanda – ASCOM/FIEPI