Páginas

11 de fevereiro de 2016

"Lei Seca reduziu acidentes, mas é preciso pensar em alternativas ao carro", diz professor da UnB

A aplicação da Lei Seca (Lei 11.705/2008) tem ajudado a diminuir o número de acidentes no trânsito. Dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostram ligeira redução no número de acidentes ocorridos por influência do álcool, após a lei ter estabelecido tolerância zero e aumentado o valor da multa para quem for flagrado embriagado ao volante, em 2012. Naquele ano, foram registrados 7.594 acidentes; no ano seguinte, 7.526; e, em 2014, 7.391.
Dados do Ministério da Saúde, divulgados em dezembro de 2015, também mostram redução no número de mortes em acidentes de trânsito. Em 2013, foram registradas 42.266 mortes e, em 2014, 40.294 – uma redução de 5%.
Apesar da redução no número de acidentes, o país está muito distante da média mundial de 8,3 mortes por grupo de 100 mil habitantes. Atualmente, o Brasil atingiu a taxa de 19,9 mortos por grupo de 100 mil habitantes - o menor índice desde 2010, mas ainda distante da meta do Plano Nacional de Redução de Acidentes, de 2011, de reduzir em pelo menos 50% o número de mortes no trânsito até 2020.
“O Brasil tem feito muito pouco ou quase nada. Não existe uma estratégia com vista a atingir essa meta. Existem ações mais ou menos isoladas e que estão focadas em tornar a legislação mais rigorosa em alguns aspectos: excesso de velocidade, consumo de álcool. Isso tem sido objeto de algum rigor no código de trânsito e ações de fiscalização. Mais do que isso, a gente não vê”, critica o professor da Universidade de Brasília (UnB) e especialista em trânsito Paulo Cesar Marques da Silva.
Para ele, ações de fiscalização, intensificadas durante períodos festivos como o carnaval, e campanhas educativas são mecanismos importantes, mas o país precisa avançar em ações integradas e em estratégias que diminuam a dependência do carro. Ele avalia que Poder Público deve liderar um debate sobre mobilidade urbana e investir no transporte público para evitar a dobradinha álcool e direção.
“Essa ação de proporcionar a mobilidade sem a necessidade de usar o automóvel facilita porque as pessoas podem se divertir sem ter a necessidade de usar o álcool. Tudo isso funcionando direitinho, a gente tem, lá na ponta, a redução do número de acidentes”, afirmou.
Segundo o professor, não se trata de demonizar o carro particular, mas de promover estímulo ao carro, ao transporte público e à segurança no trânsito. “Ninguém compra o carro para ficar parado. Mas existe a possibilidade de as pessoas comprarem o carro para usar no final de semana, de não precisarem depender do carro o tempo todo”, defende.
Mais rigor
Desde 2012 algumas alterações na lei aumentaram o rigor das punições e proporcionaram maior eficácia à fiscalização, prevendo novas formas de produção de provas, como fotos, vídeos e testemunhas, além do aumento no valor da multa que passou para R$ 1.915,30 - em caso de flagrante de embriaguez.
No Distrito Federal, a maior rigidez tem se refletido nos números. Em janeiro deste ano, o Departamento de Trânsito (Detran-DF) autuou 813 condutores por alcoolemia. No mesmo mês do ano passado, foram 1.110.
Especialista em trânsito, Paulo Cesar Marques da Silva disse que as operações de fiscalização tem chegado a locais com maior consumo de bebida alcoólica. “Em geral, o que tem havido é uma operação com mais inteligência a partir do estudo do comportamento e das áreas onde as pessoas usam mais álcool, horários de abordagem e que, no final das contas, é mais efetivo para evitar acidentes. Temos que lembrar que o objetivo maior não é punir, mas evitar que as pessoas causem ou se envolvam em acidentes”, disse o professor.
Efeitos do álcool
A psiquiatra e pesquisadora do Centro de Informações sobre Saúde e Álcool (Cisa) Carolina Hanna Chaim alerta que pessoas sob o efeito de álcool apresentam dificuldades de percepção, coordenação motora e concentração, o que resulta em uma redução drástica na capacidade de dirigir. “As pessoas têm que ter consciência da gravidade desse comportamento. Muitas vezes, isso passa um pouco pela convivência coletiva, como se não fosse um hábito tão perigoso, mas é perigosíssimo porque você coloca em risco a sua vida e a de pessoas que não têm nenhuma relação com isso”, alertou.
Carolina observa ainda que o uso de álcool geralmente é associado a outras condutas perigosas ao volante como ultrapassar o limite de velocidade da via, não utilizar o cinto de segurança, dirigir cansado, sob o efeito substâncias psicoativas e, inclusive, o uso de celular. “A Lei Seca ajuda, ela foi uma iniciativa positiva, pois ajuda a conscientizar da gravidade e até coibir as pessoas que não teriam essa conscientização a partir de iniciativa própria, mas a lei, sozinha, não muda [a forma de agir das pessoas]”, afirma.
Para aumentar o nível de conscientização da população, a especialista aposta em ações focadas nos futuros condutores. “Com conteúdo mais interativo e que possa acessar esses jovens que no futuro serão os motoristas. Precisamos construir uma nova geração de motoristas mais conscientes.”

Fonte: Imirante.com

CHARGE DO DIA


Fonte: DN

Bloco Zé Pereira arrasta multidão no Carnaval de Cajueiro da Praia

O Bloco Zé Pereira arrastou uma multidão de foliões na segunda-feira (08) de Carnaval no Povoado Barrinha em Cajueiro da Praia. A tradição já dura 11 anos de alegria e animação. O Bloco desfilou pelas ruas da cidade ao som de muito frevo e marchinhas tocado pelo Paredão F.Machado. 
O bloco Zé Pereira fez a alegria dos foliões que durante toda a passeata foi fiel a folia e animação que o carnaval causa. Confira as fotos.

Fonte: Folha de Parnaíba

10 de fevereiro de 2016

Tubarão põe fim à sequência de empates e vence Piauí, que soma 2ª derrota seguida

RESUMÃO

  • O JOGOBEM VINDO AO G-4, TUBARÃO
    Depois de três empates (River-PI, Cori-Sabbá e Altos), o Parnahyba venceu a primeira no Campeonato Piauiense. No estádio Pedro Alelaf, na noite desta quarta-feira, a equipe azulina derrotou o Enxuga Rato por 2 a 1. O Tubarão abriu o placar com Renan, de cabeça, mas cedeu o empate logo em seguida após contra-ataque de Robinho, camisa 11 do Rubro-Anil. No segundo tempo, Thiago Granja, após assistência de Rian, garantiu os três pontos e trouxe um alívio ao clube que vivia pressionado. O Enxuga Rato somou a segunda derrota consecutiva no torneio e teve consequência: saiu do G-4.   
  • DESTAQUEBATATA ASSANDO
    O técnico Neto Jordão, do Piauí, saiu do Pedro Alelaf pensando em colocar o cargo à disposição da diretoria. Pelas palavras, o treinador deu a entender que estava com a corda no pescoço após perder na rodada passada para o Flamengo-PI. O revés no litoral piauiense pode ter decretado a saída de Neto ou deixado a situação por um triz:

    - Todo mundo sabe quando temos duas derrotas seguidas o treinador balança. Vamos sentar com a diretoria de cabeça mais fria e vamos fazer a reflexão junto com a comissão técnica. Estou consciente, sabia da dificuldade. Porém, tem uma coisa: quando cheguei, não tinha um time ou grupo. Hoje temos um time, um grupo com conhecimento tático e psicológico – disse Neto Jordão, ao sair do estádio. 
  • DESTAQUE
  • TABELA E PRÓXIMOS RESULTADOS
    Último do G-4, com seis pontos, o Parnahyba viaja na próxima rodada até a cidade de Fronteiras e pega o Picos no estádio Pinheirão, no sábado, às 20h. No mesmo dia, porém às 18h, o Piauí recebe o Altos, no estádio Albertão. Confira aqui toda a tabela do Campeonato Piauiense.

Fonte: G1 / PI

O Paraíba preparou super oferta pra você, confira:

9 de fevereiro de 2016

Piauí chega a 112 casos de microcefalia com seis mortes

Dados são da Secretaria de Estado de Saúde e se referem até o dia 7.
Teresina (52) e Parnaíba (9) concentram o maior número de notificações

Aedes aegypti no laboratório da Oxitec, em Campinas. O mosquito é transmissor de doenças como a dengue, chikungunya e do vírus zika, causador da microcefalia (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)
Na última semana epidemiológica o Piauí chegou a 112 casos suspeitos de microcefalia relacionados ao Zica vírus, com seis óbitos. Houve um acréscimo de nove casos contabilizados até o dia 7 de fevereiro. Ao todo, 42 cidades tiveram registros e Teresina (52) e Parnaíba (9) concentram o maior número de notificações. 

A Secretaria de Saúde do Piauí e o Ministério da Saúde fizeram uam investigação de 75 casos de microcefalia. Desses, 40 casos (53%) são residentes em Teresina e quatro casos (5%) registrados pertenciam a outros estados (Maranhão e Paraíba). 

A investigação apontou também que 34 (45%) foram confirmados para microcefalia relacionada a processo infeccioso, 20 (27%) foram descartados e 21 (28%) permanecem em investigação. 

Os dados apresentam ainda que a idade média da mãe é de 23 anos, variando de 14 a 42 anos, e que mais de metade (60%) teve parto normal. O perímetro cefálico(PC) médio de 30 cm, variando de 22 a 33cm. 66% dos casos são de recém-nascidos do sexo feminino. 

Municípios que notificaram 112 
Teresina – 52 

Parnaíba – 9 

José de Freitas – 3 

Altos, Esperantina, Porto, Murici dos Portelas, Demerval Lobão, Beneditinos, Barras, Cristino Castro, João Costa – 2, cada município 

Cocal, São Félix, Ribeiro Gonçalves, Luís Correia, Guaribas, União, São Raimundo Nonato, Simplício Mendes, Campo Maior, Oeiras, São Pedro, Barro Duro, Batalha, Castelo, Curralinhos, Guadalupe, Jurema, Simões, Paes Landim, Floriano, Piripiri, Nossa Senhora de Nazaré, Nossa Senhora dos Remédios, Picos, São João do Piauí, São João da Serra, Luzilândia, Palmeirais, Betânia e Fatura – 1.


Fonte: G1 / PI

16º BATALHÃO RECUPERA VEÍCULO ADULTERADO EM ARAIOSES-MA

Na noite deste sexta-feira(05/02/2016), por volta das 20:30 horas a guarnição recebeu uma informação anônima via celular que estava circulando uma motocicleta CB-300 de cor preta na cidade de Araioses com chassi adulterado (raspado). Após rondas pelas ruas da cidade foi localizada a referida motocicleta estacionada, que as testemunhas arroladas informaram que a mesma foi deixada pelo indivíduo conhecido por Lucas que se evadiu do local ao avistar a presença dos policiais. 

O veículo foi removido a Delegacia para as providências cabíveis.

Motocicleta adulterada

Fonte: 16º BPM / Chapadinha-MA

8 de fevereiro de 2016

Soldado é atingido nas costas por colega durante trabalho no Sul do PI

Um soldado ainda não identificado ficou ferido após ser atingido com um tiro nas costas por outro policial, quando trabalhava na madrugada desta segunda-feira (8) em Avelino Lopes, Sul do Piauí. Segundo o major John Feitosa, relações públicas da Polícia Militar, as causas da ocorrência ainda são desconhecidas.

Major John Feitosa revelou que um policial reagiu ao assalto (Foto: Catarina Costa/G1 PI)Major John Feitosa informou que Polícia Militar
investiga o caso (Foto: Catarina Costa/G1 PI)
"Sabemos que os dois policiais estavam dentro da viatura trabalhando no plantão de carnaval e houve um disparo, que atingiu as costas do soldado. Não sabemos como aconteceu e o motivo, mas acreditamos que o tiro foi acidental. Precisamos averiguar e ouvir os envolvidos", informou.

O policial ferido foi encaminhado para o hospital de Floriano e o quadro dele é estável, enquanto o PM que atirou prestou depoimento na companhia de Avelino Lopes.

Um inquérito administrativo será aberto na Corregedoria da Polícia Militar para averiguar o que aconteceu.


Fonte: G1

Clínica Viver cuidando bem da sua saúde

7 de fevereiro de 2016

CHARGE DO DIA

Fonte: DN

MISSA DE SÉTIMO DIA - Assis Rocha


Familiares de Assis Rocha, convidam parentes e amigos para Missa de Sétimo Dia que sera celebrada no próximo domingo dia 7 de fevereiro, as 17 horas na Capela de São Francisco na Guarita.

De já agradece a todos que comparecerem a este ato de fé e piedade cristã.

6 de fevereiro de 2016

Confira a programação do 'CarnaCocal 2016'

A Prefeitura de Cocal, através da Secretaria Municipal de Cultura, realiza o "CarnaCocal 2016", neste sábado (6) e domingo (7). A festa acontecerá na nova Praça de Eventos da cidade, com cinco atrações confirmadas para os dois dias de festa.
No sábado (5), a festa começará às 22h, com as bandas Forró Sakana e Bonde do Estourado. No domingo (6), a celebração começará mais cedo. Durante a tarde, acontece o "Vesperal", a partir das 15h, com a banda Desejo Musical. À noite, as atrações são as bandas Edu e Forró Safadão e banda Forró de Estouro, também às 22h, na nova Praça de Eventos. 

O prefeito Rubens Vieira convida a população de Cocal e municípios vizinhos para a festa. “Estamos preparando o CarnaCocal com muito carinho, para que todos se divirtam com alegria, conforto e segurança. Sintam-se todos convidados para essa bela festa”, diz o gestor.

Bernardo Filho, secretário de Cultura de Cocal, reforça as ações de segurança do evento. "Teremos todo o apoio da Polícia Militar, da Guarda Municipal, dos Agentes de Trânsito, da Polícia Civil, além da fiscalização do Conselho Tutelar, proibindo a venda de bebidas alcoólicas a menores de idade", finaliza.


CarnaCocal 2016

Sábado, 6

22h - Forró Sakana e Bonde do Estourado

Domingo, 7

15h – Vesperal com Banda Desejo Musical

22h - Edu e Forró Safadão e banda Forró do Estouro

Local: Praça de Eventos


Fonte: ASCOM | PMC

Aniversariante deste domingo (7)


Está aniversariando neste domingo (7), o garoto Fabrício, filho do comerciante Flavão do Espeto e de Jesus Caldas. O aniversariante recebe os cumprimentos dos amigos e familiares pela feliz data.

Meteorologia prevê carnaval com chuvas no Litoral e Centro-Norte do PI

Previsão de chuva no Piauí (Foto: Catarina Costa/G1 PI)
A previsão do tempo elaborada pela Gerência de Hidrometeorologia da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar) prevê chuvas durante dois dias de carnaval na região Centro-Norte e no Litoral do Piauí. Nas cidades de Barras, Água Branca, Floriano e também na capital do estado haverá chuva durante este período.

“Em todos os dias de carnaval teremos chuvas nos municípios localizados na região central e norte e também nas cidades da faixa litorânea, mas não serão grandes acumulados, apenas na segunda-feira de carnaval que deve ocorrer uma precipitação mais intensa. Na terça-feira chove fraco em todo o Piauí”, garante a meteorologista Sônia Feitosa.

Comparado com o mesmo período de 2015, o comportamento das chuvas foi praticamente o mesmo, a diferença é que no Sudeste tinha muita precipitação, o que não ocorre este ano.
Sônia garante, no entanto, que a partir de fevereiro as chuvas devem diminuir de intensidade.

“Em todo o estado do Piauí terá menos precipitação, condição que se manterá até metade do mês, quando gradativamente o volume de chuvas aumenta. Em Teresina, por exemplo, ainda é esperado grande volume de água, principalmente no mês de março. O período chuvoso se estende até maio”, finalizou.



Fonte: G1

CHARGE DO DIA

Fonte: DN