Páginas

20 de setembro de 2014

LIQUIDA+PARAÍBA NESSA SEGUNDA-22/09

TSE alerta para riscos de e-mails falsos sobre cancelamento de título

titulo
TSE orienta que internautas não cliquem no link enviado no 
falso e-mail
ARQUIVO DIÁRIO
A poucos dias do primeiro turno das eleições, alguns eleitores voltaram a receber e-mails alertando para o suposto cancelamento do título eleitoral, em decorrência de "irregularidades no Cadastro de Pessoa Física".
Entretanto, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) alerta: trata-se de uma mensagem falsa, já que nem a corte nem a maioria dos Tribunais Regionais Eleitorais enviam correspondências eletrônicas deste tipo.
"A Justiça Eleitoral informa que não envia e-mails a eleitores para comunicar cancelamento de títulos eleitorais ou para convocar mesários -com exceção do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio Grande do Sul (TRE/RS), que, mediante prévia e específica autorização do convocado, se utiliza desse tipo de correspondência para recrutar seus mesários", informou o TSE, em nota.
No mais recente e-mail em circulação, que tem como suposto destinatário o endereço eletrônico "info@tse.jus.br", a mensagem pede ao usuário que clique em um link -apontado como o endereço do "protocolo" sobre a ocorrência-, para regulamentar a situação eleitoral. Segundo o TSE, porém, o usuário não deve clicar na mensagem, que deve ser imediatamente apagada.
"O TSE ressalta que não autoriza qualquer outra instituição a enviar e-mails em seu nome. Mensagens dessa natureza devem ser apagadas, pois podem conter vírus de computador ou qualquer outro software malicioso", esclarece.
O golpe do envio de e-mails falsos a partir de endereços eletrônicos supostamente de origem do TSE ou de Tribunais Regionais é antigo, mas volta a acontecer praticamente a cada dois anos, em cada nova eleição.

Fonte: Diário do Nordeste

PT da Bahia desviou milhões de programa habitacional

O candidato do PT ao governo da Bahia, Rui Costa, um dos políticos envolvidos no esquema alimentado pela ONG Instituto Brasil: mesada entre três e cinco mil reais
O candidato do PT ao governo da Bahia, Rui Costa, um dos políticos envolvidos no esquema alimentado pela ONG Instituto Brasil: mesada entre três e cinco mil reais  (Luciano da Matta/Ag. A Tarde/VEJA)


Desde 2010, o Ministério Público investiga o Instituto Brasil, uma ONG criada pelos petistas da Bahia. Em 2008, a entidade foi escolhida pelo governo do estado para construir 1 120 casas populares destinadas a famílias de baixa renda. Os recursos, 17,9 milhões de reais, saíram do Fundo de Combate à Pobreza. Os investigadores já tinham reunido provas de que parte do dinheiro desaparecera, mas não havia nada além de suspeitas sobre o destino final dele. O mistério pode estar perto do fim. Em entrevista a VEJA, a presidente do instituto, Dalva Sele Paiva, revela que a entidade foi criada para ajudar a financiar o caixa eleitoral do PT na Bahia, um esquema que funcionou por quase uma década com dinheiro desviado de “projetos sociais” das administrações petistas. A engrenagem chegou a movimentar, segundo ela, 50 milhões de reais desde 2004. O golpe era sempre o mesmo: o Instituto Brasil recebia os recursos, simulava a prestação do serviço e carreava o dinheiro para os candidatos do partido. Como os convênios eram assinados com as administrações petistas, cabia aos próprios petistas a tarefa de fiscalizar. Assim, se o acordo pagava pela construção de 1 000 casas, por exemplo, o instituto erguia apenas 100. O dinheiro que sobrava era rateado entre os políticos do partido.     



Fonte: Veja.com

Marina diz que não quer entrar no 'vale tudo' para vencer a eleição

Marina Silva concede coletiva de imprensa em São Bernardo do Campo ao lado de seu candidato a vice, Beto Albuquerque, e da deputada Luiza Erundina (PSB-SP) (Foto: Letícia Macedo / G1)
A candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, afirmou nesta sexta-feira (19) que, apesar de ter perdido pontos nas últimas pesquisas eleitorais, não pretende mudar o rumo de sua campanha eleitoral. A presidenciável ressaltou durante agenda eleitoral em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, que não quer entrar no "vale tudo" para vencer a eleição de outubro.
“Eu que eu pretendo fazer junto com o Beto [Albuquerque, candidato a vice] e com a nossa aliança é continuar apresentando propostas, falando a verdade, não fazendo agressões. Não as mentiras e as calúnias que tem sido feitas contra mim. Vamos continuar fazendo uma campanha limpa, comprometida com a democracia. Não queremos entrar no vale tudo para ganhar a eleição”, disse Marina em entrevista coletiva no município que é o berço político do Partido dos Trabalhadores (PT).
Pesquisa Datafolha* divulgada nesta sexta aponta que a candidata do PSDB perdeu três pontos percentuais em comparação com o último levantamento do instituto. Na pesquisa anterior do Datafolha, divulgada no dia 10, Marina tinha 33% das intenções de voto. Já o levantamento desta sexta mostrou a ex-senadora com 30%.
Dilma Rousseff (PT), por outro lado, oscilou de 36% para 37% no Datafolha. O candidato do PSDB Aécio Neves ganhou dois pontos percentuais da pesquisa de 10 de setembro para esta última, passando de 15% para 17%.
Questionada sobre se estava preocupava com o aumento da vantagem da presidenciável petista sobre ela, Marina foi taxativa. “Não estou preocupada. Para mim, estamos dando uma contribuição cidadã. Nesse momento, estamos tranquilos. Vamos continuar fazendo o debate. Não vamos combatê-los com as mesmas armas”, enfatizou.
Ao final da entrevista, Marina participou de um ato público em frente à igreja matriz de São Bernardo. Egressa do PT, a candidata destacou em seu discurso o papel histórico que aquela praça teve na luta contra ditadura militar. Em razão do peso simbólico daquele local, ela disse que fez questão de ir até lá como candidata à Presidência para assegurar que, se eleita, irá dar continuidade às conquistas sociais das últimas décadas.
A Praça da Matriz, no centro de São Bernardo, foi ponto de concentração de trabalhadores durante as greves lideradas pelo ex-presidente e então sindicalista Luiz Inácio Lula da Silva no final dos anos 1970 e início dos anos 1980 no ABC.
“Nós sabemos que nesta praça, na frente desta catedral, tivemos lutas históricas pela conquista da democracia, pela renovação do sindicalismo, nos movimentos contra a carestia na década de 1970. Agora, fizemos questão de vir até aqui para dizer que o nosso compromisso em continuar avançado nas conquistas que o povo brasileiro a duras penas alcançou”, ressaltou Marina em seu discurso.
'Basta na corrupção'
Apesar de estar no berço político do PT, Marina Silva aproveitou seu pronunciamento na praça matriz de São Bernardo para criticar a atual gestão petista no governo federal. “Nós vamos ganhar a Presidência do Brasil para dar um basta na corrupção, um basta na incompetência que fez nosso país parar de crescer, ameaça o emprego”, alfinetou.
Ela também ironizou o fato de políticos como o senador José Sarney (PMDB-AP) e o deputado Paulo Maluf (PP-SP) apoiarem sua adversária do PT. “Nós estamos aqui para dizer que eles [integrantes do PT] pararam. Abriram mão dos princípios. Eles estão juntos com Sarney, Collor, Maluf, Jader Barbalho. Nós é que somos a verdadeira mudança”, disse.
Na cidade que reúne várias montadoras de veículos e metalúrgicas, a candidata do PSB também atacou a atual política industrial do país. “Vamos proteger a indústria brasileira, que no governo da Dilma, está sendo reduzida a pó”, destacou Marina.
* O Datafolha ouviu 5.340 eleitores em 265 municípios nos dias 17 e 18 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00665/2014.
Fonte: G1

Em Angical, Zé Filho chama atenção para investimentos em mobilidade urbana

Angical
Candidato à reeleição ao Governo do Estado, Zé Filho (PMDB) visitou na tarde desta sexta-feira (19), a cidade de Angical. No município do Médio Parnaíba, o peemedebista voltou a chamar a atenção para a necessidade de investimentos em mobilidade urbana para melhorar o acesso e os deslocamentos nas cidades piauienses, além de facilitar o escoamento da produção agrícola local.
Em Angical, Zé Filho defendeu melhorias na interligação entre as cidades. “Vamos fazer um dos maiores programas de mobilidade urbana já existente. Angical já foi contemplada com investimentos nessa área, mas necessita de mais”, comentou o peemedebista.
Entre os compromissos de Zé Filho estão asfaltar as principais ruas e avenidas dos municípios do nosso estado, melhorar o trânsito interno e os acessos de Teresina e dos municípios com tráfego pesado de caminhões e ônibus. Desde 2011, o Governo do Estado colocou cerca de 400 quilômetros de asfalto em 52 cidades, incluindo a capital Teresina. Além disso, 12 cidades já têm anéis viários em pleno funcionamento.
Depois de uma grande carreata, Zé Filho, Wilson Martins (PSB), Heráclito Fortes (PSB), Júlio César (PSD), João Mádison (PMDB) e Firmino Paulo (PSDB) participaram de um grande comício, que contou com a presença da prefeita Maria Neta de Souza Santos Nunes (PR). Emocionada, ela pediu voto para o cabeça de chapa da coligação Piauí no Coração.
“Zé Filho é companheiro de longas datas do meu filho Paulo Márcio e o adotou como irmão. Se gosta do meu filho e o trata tão bem, é meu filho também. Ele é um cara guerreiro, ousado em quem eu votarei sempre que for necessário. Sua eleição representa um Piauí melhor”, discursou Neta.
Paulo Márcio afirmou que a eleição de Zé Filho só trará benefícios para Angical. “Quem quer bem a Angical, vota em Zé Filho. Vamos marchar juntos por um Angical e Piauí melhores”, defendeu.
Depois de Angical, Zé Filho seguiu viagem para Jardim do Mulato. Ainda ontem ele visitou Amarante e Regeneração. Os compromissos fazem parte de uma vasta agenda no Médio Parnaíba: entre quinta e sexta, ele percorrerá um total de 18 cidades da região.

CHARGE DO DIA

charge 20.09
Fonte: DN

19 de setembro de 2014

Presos mudam versão sobre 'santinhos' e R$ 500 mil apreendidos

Avião foi apreendido pela polícia com R$ 500 mil e santinhos e candidato político, em Piracanjuba, Goiás (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Avião foi apreendido pela polícia com R$ 500 mil e
santinhos (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Os quatro suspeitos presos em Piracanjuba, a 87 km de Goiânia, em um avião com R$ 500 mil e milhares panfletos do candidato a governador do Tocantins Marcelo Miranda (PMDB) e do candidato a deputado federal Carlos Henrique Gaguim (PMDB), mudaram a versão apresentada à polícia em relação à origem do dinheiro e do material de campanha.
O delegado Ricardo Torres Chueire informou ao G1, nesta sexta-feira (19), que três dos suspeitos alegam que os "santinhos" foram esquecidos na aeronave e o dinheiro é fruto de um empréstimo tomado por um deles em Brasília.
Entretanto, de acordo com a polícia, em depoimento informal ainda na pista de pouso onde foram presos, todos, com exceção do piloto da aeronave, afirmaram que o dinheiro seria usado para custear despesas de campanha de Miranda devido ao bloqueio de contas do candidato.
Já o depoimento do piloto apontou que a aeronave pertence a um homem residente de Tocantins. Segundo a polícia, o piloto afirmou que recebeu ordens do proprietário do avião para que prestasse serviços a um integrante da campanha política do PMDB no Tocantins. O piloto disse que não tinha informações sobre o dinheiro ou a campanha.
Em relação aos panfletos, os suspeitos alegaram que o material não pertencia a eles. “Eles disserem que o mesmo avião tinha sido utilizado há alguns dias pelo Gaguim e que ele tinha esquecido esse material lá”, afirma Chueire. Segundo o delegado, a polícia ainda não confirmou se a aeronave realmente foi utilizada pelo candidato.
Desconhecimento
O candidato Marcelo Miranda disse, na quinta-feira (18), que não tem nenhuma ligação com o caso. "Se esse cidadão está falando, que ele prove que foi para a minha campanha. Eu só quero dizer, mais uma vez, que estou muito tranquilo para dizer a toda a sociedade tocantinense que eu não devo”, afirmou.
No mesmo dia, a advogada do candidato a deputado federal Gaguim, Stefane Cristina da Silva, afirmou seu cliente não tem envolvimento com o dinheiro e santinhos apreendidos. Ainda segundo ela, todo o material de campanha do candidato é produzido no Tocantins e que o valor gasto em campanha está sendo declarado segundo a legislação eleitoral.
O ex-governador de Tocantins Marcelo Miranda (Foto: Rafael Carvalho/Ascom TO)
Marcelo Miranda nega envolvimento com material
apreendido (Foto: Rafael Carvalho/Ascom TO)
Apreensão
Os suspeitos foram presos, na quinta-feira (18), quando tentavam decolar em uma pista de pouso de Piracanjuba. Seguem detidos na cadeia da cidade o piloto, de 46 anos, um rapaz de 22 anos, além de dois homens de 39 e 46 anos.
Segundo o delegado Rilmo Braga, titular do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (Genarc) de Itumbiara, a prisão aconteceu a partir de um monitoramento das pistas de pouso da região contra o tráfico de drogas.
“Ontem, para a nossa surpresa, identificamos o pouso desse avião com características suspeitas em Piracanjuba. Utilizando de técnicas policias de vigilância monitoramos o local ate a chegada da Hilux com três elementos que iam de encontro com o piloto que já estava com a aeronave pronta para decolar com todo esse material e folhetos políticos apreendidos bem como R$ 500 mil em dinheiro”, explicou em entrevista à TV Anhanguera.
A investigação será concluída pela Polícia Civil em Itumbiara e remetida ao Poder Judiciário de Piracanjuba. Os suspeitos vão ser indiciados pelos crimes de lavagem de dinheiro, associação criminosa e crime contra a ordem tributária. De acordo com a polícia, "diantes dos inícios fortes de crimes eleitorais", cópias do procedimento serão encaminhadas à Procuradoria Regional Eleitoral de Tocantins e ao Tribunal Regional Eleitoral do estado.
Fonte: G1

Jornalista chama candidato de 'florzinha' e TRE aplica multa de R$ 50 mil

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí julgou como procedente, a sentença que condena o Sistema Meio Norte de Comunicação ao pagamento de multa no valor de R$ 50 mil.

A decisão ocorreu na manhã desta sexta-feira (19) durante a sessão do pleno por conta de uma propaganda irregular veiculada através da TV Meio Norte.

A multa é relativa especificamente a um comentário considerado "depreciativo" pela Corte Eleitoral, que foi feito pelo apresentador João Carvalho (foto ao lado). O jornalista teria ofendido o presidente da Câmara Municipal, Rodrigo Martins, candidato a deputado federal pelo PSB, referindo-se a ele como "candidato florzinha".

A assessoria jurídica do Grupo Meio Norte tentou reduzir a multa para o valor mínimo de R$ 20 mil, mas o TRE-PI manteve a multa de R$ 50 mil.


Fonte: Portal AZ

Datamax/Cajueiro da Praia: Rodrigo e Juliana Moraes Souza na liderança

O 180 e o Instituto Datamax divulgam no blog Pesquisa Eleitoral, os números com as intenções de voto para Deputado Federal e Deputado Estadual no município de Cajueiro da Praia.
Foram ouvidos 350 eleitores na zona Urbana e Rural da cidade, no período de 26 a 28 de agosto de 2014. O levantamento tem margem de erro de 5,2% para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número PI-00096/2014.
Na consulta para deputado estadual e federal os entrevistados são questionados de forma espontânea, ou seja, não há indicação de votos por parte do Instituto, assim os entrevistados citam o candidato que lhe vem à mente.
DEPUTADO FEDERAL
Na consulta para deputado federal, também espontânea, 8% disseram votar em Rodrigo Martins. Outros 2,86% dizem votar em Osmar Júnior, 2,29% em Átila Lira, outros 1,71% em Iracema Portela e 1,14% em Rejane Dias.
cajueirofederal.jpg
deputadoscajueiro.jpg
DEPUTADO ESTADUAL
Na pesquisa espontânea para deputado estadual, Juliana Moraes Souza aparece com 8,29%, Tererê aparece com 3,71% das intenções de voto, seguido por Robert Rios com 2,86%, Rubem Martins 2,29% e Liziê Coelho com 1,14%.
cajueiroestadual.jpg 


Fonte: 180 Graus

Dilma tem 37%, Marina, 30%, e Aécio, 17%, diz pesquisa Datafolha

Em simulação de 2º turno, Dilma e Marina estão empatadas tecnicamente.
Instituto ouviu 5.340 eleitores nos dias 17 e 18 de setembro.


Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (19) pelo jornal "Folha de S.Paulo" aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Presidência da República:
- Dilma Rousseff (PT): 37%
- Marina Silva (PSB): 30%
- Aécio Neves (PSDB): 17%
- Pastor Everaldo (PSC): 1%
- Luciana Genro (PSOL): 1%
- Eduardo Jorge (PV): 1%
- Zé Maria (PSTU): 0%*
- Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*
- Eymael (PSDC): 0%*
- Levy Fidelix (PRTB): 0%*
- Mauro Iasi (PCB): 0%*
- Branco/nulo/nenhum: 6%
- Não sabe: 7%
* Cada um dos cinco indicados com 0% não atingiu, individualmente, 1% das intenções de voto. Somados, eles têm 1%.
No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 10, Dilma tinha 36%, Marina, 33%, e Aécio, 15%.
Segundo o Datafolha, é a primeira vez que Dilma abre vantagem sobre Marina desde a entrada da candidata do PSB na disputa, em agosto, após a morte de Eduardo Campos. A vantagem da petista passou de 3 para 7 pontos.
Segundo turno
O levantamento divulgado nesta sexta indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma e Marina, as candidatas aparecem empatadas tecnicamente. A candidata do PSB tem 46% e a do PT, 44%. Na semana passada, Marina, com 47%, e Dilma, com 43%, também estavam tecnicamente empatadas.
Na simulação de segundo turno entre Dilma e Aécio, a petista vence por 49% a 39% (49% a 38% na semana anterior).
O instituto também fez uma simulação entre Marina e Aécio. O resultado foi 49% a 35% para a candidata do PSB (ante os 54% a 30% do último levantamento).
A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "Folha de S.Paulo".
O Datafolha ouviu 5.340 eleitores em 265 municípios nos dias 17 e 18 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00665/2014.
Espontânea
Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao entrevistado em quem ele pretende votar, sem apresentar a lista de candidatos), os resultados são os seguintes:
- Dilma Rousseff: 30%
- Marina Silva: 24%
- Aécio Neves: 12%
- Outras respostas: 1%
- Em branco/nulo/nenhum: 6%
- Não sabe: 26%
Rejeição
A presidente Dilma tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Nesse item da pesquisa, os entrevistados puderam escolher mais de um nome.
- Dilma Roussef: 33%
- Marina Silva: 22%
- Aécio Neves: 21%
- Pastor Everaldo: 21%
- Zé Maria: 18%
- Levy Fidelix: 18%
- Eymael: 17%
- Luciana Genro: 16%
- Rui Costa Pimenta: 15%
- Eduardo Jorge: 15%
- Mauro Iasi: 14%
Avaliação da presidente
A pesquisa mostra que a administração da presidente Dilma Rousseff tem a aprovação de 37% dos entrevistados, que se refere aos entrevistados que classificaram o governo como “ótimo” ou “bom”.
Os que julgam o governo “ruim” ou “péssimo” são 24%, segundo o Datafolha. Para 38%, o governo é "regular". Os dois índices são os mesmos do levantamento anterior.
O resultado da avaliação é:
- Ótimo/bom: 37%
- Regular: 38%
- Ruim/péssimo: 24%
- Não sabe: 2%
A nota média atribuída pelos entrevistados ao governo foi 6,1.
Fonte: G1

Prefeitos do Médio Parnaíba se mobilizam para receber Zé Filho

 
Em ampla agenda pelos municípios da região do Médio Parnaíba, o candidato à reeleição ao governo Zé Filho (PMDB) recebeu o carinho da população e firmou o compromisso de impulsionar cada vez mais o desenvolvimento da região. Acompanham Zé Filho na visita o candidato ao Senado Wilson Martins (PSB), o candidato a deputado federal Heráclito Fortes (PSB), além dos deputados estaduais João Mádison (PMDB), Wilson Brandão (PSB) e Themístocles Filho (PMDB).
O prefeito de Monsenhor Gil, Francisco Pessoa da Silva (PSB), o Pila, enfatizou que na região o nome de Zé Filho é leve e conta com grande aceitação popular. “Nós acreditamos e estamos trabalhando para eleger Zé Filho porque as cidades sempre precisam contar com o trabalho de todos para o seu crescimento. Acredito que no Médio Parnaíba o Zé Filho vai ter uma vitória muito boa mesmo”, comentou Pila. Os prefeitos da região tem acompanhado Zé Filho em cada uma das cidades visitadas no Médio Parnaíba.
Zé Filho enfatizou que tem um compromisso com a região do Médio Parnaíba. “Fizemos questão de vir aqui para reafirmar o nosso compromisso de continuação do que é bom para o Piauí. Nós iremos ampliar o nosso trabalho com a população de Monsenhor Gil”, ressaltou o candidato à reeleição. Zé Filho lembrou que vai continuar o programa de mobilidade urbana em Monsenhor Gil, assim como está sendo realizado em mais de 50 cidades. “Queremos continuar a construir esse novo Piauí, igualitário, fraterno e para todos”, comentou.
Na cidade, o sentimento é de apoio a Zé Filho e reconhecimento pelo trabalho realizado ao longo dos últimos meses. A aposentada Ilda Oliveira acompanhava a pequena Ana Letícia Souza de Oliveira que correu para abraçar Zé Filho quando ele chegou a Monsenhor Gil. “É um bom administrador e ele vai ganhar com fé em Deus porque tem um jeito bom, conversa com a gente é alguém que faz a gente se sentir bem”, comentou a avó da criança.
Maria Helena de Oliveira foi outra das crianças que abraçaram Zé Filho na visita a Monsenhor Gil. A avó da pequena, Maria das Graças de Oliveira, tem confiança que Zé Filho vai continuar trabalhando. “Ele é bom e eu acredito que ele vai ganhar de novo”, disse a aposentada. A assistente social Lucilene de Souza Silva estava filmando a visita e disse que Zé Filho pode fazer muito mais pelo Estado. “Eu confio que ele vai ser o futuro do Piauí”, afirmou.
 
 
ASCOM

Na terra de Zé, W.Dias destaca avanço e apresenta projetos para todo o litoral

Incentivar e desenvolver as potencialidades locais, retomar as obras do porto, incentivar o turismo, fortalecer a bacia leiteira da região são algumas das metas estabelecidas por Wellington Dias anunciadas durante comício realizado na noite de quarta-feira (17/09), em Parnaíba. Essas propostas estão contempladas no plano de governo da coligação A Vitória com a Força do Povo e visam contribuir com o desenvolvimento das cidades.
Wellington Dias apresentou uma série de ações em diferentes áreas que foram implementadas na cidade de Parnaíba e que contaram com o seu apoio tais como obras de saneamento, abastecimento, fortalecimento da Ufpi (Universidade Federal do Piauí), garantindo o funcionamento de cursos como o de Medicina, Turismo e Pesca, unidades habitacionais, enfim, obras e ações para o benefício da coletividade.
Mas o candidato também criticou os seus sucessores pela paralisação de obras e programas em diversos municípios. Um exemplo dessa descontinuidade de serviços diz respeito ao programa do leite que existia na sua gestão quando governador do estado. “No nosso governo tínhamos esse programa. E agora eles aparecem dizendo que vão criar o programa do leite. Como vão criar, se eles é que acabaram com o programa?”questiona
Parnai?ba.jpg
Dias conta que populares reclamam quanto ao não funcionamento de programas como o Universidade Aberta do Brasil, que oportuniza formação superior ali mesmo no município, e o prédio está totalmente abandonado. “Nós queremos mudar essa realidade. Nosso governo será pautado no desenvolvimento e é isso o que todos almejam. E por onde ando de norte a sul do estado, o que vejo é que o povo não quer o Piauí andando para trás. E que no dia 5 de outubro seja respeitada a vontade soberana do povo”.
Uma caminhada e um comício marcaram a presença do candidato na cidade de Parnaíba.

Fonte: Com informações da Assessoria

LATROCIDA DE BRASÍLIA MATA ESTUPRADOR COM PROFUNDA LESÃO NO PESCOÇO

Um crime de morte foi registrado no decorrer da madrugada desta quarta-feira (18/09), na Penitenciária Industrial de Sobral-CE. A vítima foi o detento, Francisco Ivanildo Torres da Silva, 29 anos, conhecido como Pretinho, que morava na Vila Recanto em Sobral. O mesmo estava recolhido na penitenciária por haver cometido um crime de estupro.
De acordo com informações, o principal acusado do crime foi o latrocina Juari Lima dos Santos, natural de Brasília, que havia chegado no dia de ontem da mesma cidade, onde estava recolhido na penitenciária da Papuda por haver cometido crime de latrocínio.
Juari Lima dos Santos, considerado de alta periculosidade, já havia cometido um crime de morte em Agosto de 2008 em Sobral, onde matou um filho de um policial identificado como Antônio Mario Lira Almeida. O acusado veio a Sobral para ser submetido a julgamento no dia de hoje por conta do homicídio que havia praticado aqui.
Ele foi levado para a penitenciária desta Cidade, onde no inicio da madrugada foi levado para a enfermaria. Nesse local, acusado e vítima teriam se desentendido. Sem chance de se defender, a vítima sofreu um violento chute no nariz, que se aprofundou e em seguida, teve o pescoço lesionado com um profundo golpe no pescoço desferido pelo homicida usando um barbeador. A vítima (estuprador) morreu ali mesmo.
Acusado sendo conduzido para a DPC
Após o crime, o acusado foi preso em flagrante e conduzido para a Delegacia Regional, sendo autuado por crime de homicídio capitulado no art. 121 do Código Penal Brasileiro. No seu depoimento prestado ao Delegado Regional, Dr. Junior, ele disse que havia perguntado a vitima qual crime teria cometido e o rapaz teria respondido que era estupro, o que levou a revolta do acusado. Após prestar depoimento, o acusado foi diretamente para o julgamento no Fórum da Comarca de Sobral.


Fonte: Sobral 24horas / Via Camocim Policia