Páginas

28 de janeiro de 2017

População tenta invadir delegacia de Araioses-MA para linchar acusado de latrocínio e ocultação de cadáver



Uma tentativa de linchamento contra um suspeito de latrocínio e ocultação de cadáver foi registrada na noite de ontem (27), na cidade de Araioses-MA. Populares tentaram invadir a Delegacia de Polícia local para retirar o acusado Aroldo Brito Nascimento, de 44 anos e matá-lo.
Policiais Militares do destacamento de Araioses conseguiram controlar a situação com chegada de reforço policial de Parnaíba, da PRF e da Força Tática de Chapadinha.
Acusado Aroldo Brito Nascimento
Para acalmar os ânimos, policiais permitiram que alguns populares tivessem acesso às dependências da delegacia para verificarem que o preso não mais se encontrava  recolhido naquela carceragem e tinha sido transferido para outra cidade, por medida de segurança.

Entenda o caso:
O aposentado José do Nascimento, de 82 anos e seu filho, José de Arimateia ‘’Naúra’’, que residiam no povoado Capitão, município de Araioses, desapareceram de sábado (21) para domingo (22). O desaparecimento do pai e filho e de alguns pertences da casa, foi comunicado à polícia de Araioses  por populares, que passou a investigar o caso. 
Ontem (27), o corpo do aposentado José do Nascimento foi encontrado em estado de decomposição, enterrado em um quintal do povoado Capitão. A polícia fez diligências na região e efetuou a prisão de Aroldo Nascimento, como um dos suspeitos de crime de latrocínio e ocultação de cadáver. 
Casa destruída por populares em João Peres
Revoltados, populares destruíram a casa do pai de Aroldo no povoado Capitão e sua própria residência no povoado João Peres, no município de Araioses. 
O comandante do destacamento da PM de Araioses, Sargento B.Costa, informou à reportagem que a polícia está a procura de outros suspeitos do crime e acredita que José de Arimateia, que continua desaparecido, também tenha sido assassinado a exemplo de seu pai, o aposentado José do Nascimento. 
video
Vídeo: Sargento PM / MA, B.Costa

Nenhum comentário: