Páginas

23 de maio de 2016

Pressionado após áudios, Jucá anuncia que se licenciará de ministério

Jucá aparece ao lado de Temer na entrega a Renan da meta fiscal para 2016, nesta segunda-feira
O presidente nacional do PMDB, Romero Jucá (RR), não suportou nem por um dia a pressão para que deixasse o Ministério do Planejamento, cargo que assumiu na data em que Michel Temer substituiu Dilma Rousseff na Presidência da República, no último dia 12 de maio.

Pressionado após a divulgação dos áudios em que aparece propondo formas de obstruir as investigações da Operação Lava Jato, Jucá anunciou à imprensa que se licenciará do cargo já a partir desta terça-feira (24). Ele não deixou claro se retornará ao Senado Federal, cargo do qual se licenciou após assumir a pasta. 

"Enquanto o Ministério Público Federal não se manifestar, vou me afastar do cargo. Entendo que isso é importante. Não quero que paire nenhuma dúvida sobre o governo", disse na tarde desta segunda-feira (23). "Não cometi nenhuma irregularidade e vou ao MPF para deixar isso claro."


Fonte: Ig.com

Nenhum comentário: