Páginas

7 de maio de 2016

Pesquisa revela que interior e litoral registram mais assassinatos do que a capital


Pesquisa realizada pelo Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Estado do Piauí (Sinpolpi) mostra que no mês de abril passado o interior e o litoral do Estado registraram mais assassinatos do que a Capital. Enquanto em Teresina ocorreram 21 crimes com este perfil, nos demais municípios aconteceram 29 homicídios dolosos ou feminicidios.
Para o presidente do Sinpolpi, Constantino Júnior os dados mostram que os assassinatos podem estar migrando da capital para os demais municípios por diversos fatores. Para o sindicalista, o ideal seria que houvesse uma redução considerável no número de crimes contra a vida, mas os delitos acontecendo seja na Capital, ou seja, nos demais municípios, provam que está faltando investimento em segurança pública, principalmente na contratação de mais policiais civis através de concurso público.

DADOS – A pesquisa “Perfil dos Homicídios Dolosos do Piauí” é realizada mensalmente pelo Sinpolpi e é feita com base na divulgação dos delitos pelos meios de comunicações do Estado, seja impresso, internet, radio ou TV.

Em abril, 19 das 50 vítimas de assassinatos no Piauí, eram detentos, ex-detentos, traficantes, assaltantes ou viciados em drogas, o que demonstra que a maioria destas são pessoas que o sistema penal não conseguiu ressocializar, pelo contrário, as vezes o acusado entra no sistema prisional e sai pior do que entrou.

Em consequência desta falha na ressoacialização dos presos, nascem rixas, vinganças e outros , como os detentos chamam que extrapolam os muros dos presídios e grande parte destas rixas são resolvidas na base da bala.

Isto se reflete na pesquisa no item suposto motivo do delito: em abril 12 pessoas foram mortas em ajuste de contas, cinco em rixas, ou seja, quase 40% dos casos. Outro índice elevado de óbitos foi provocado por reações durante os assaltos, seja reação do assaltante que acaba morto pela Polícia, pela vítima ou pela população, seja reação da vítima que acaba morta pelo bandido. Em abril oito casos registrados se enquadram neste perfil.

Com relação aos crimes ocorridos por zonas de Teresina, a Sul mais uma vez registrou o maior número de casos, com 10, segundo da Norte com sete, da Leste com três e da zona Sudeste com um caso.


Fonte: Portal AZ

Nenhum comentário: