Páginas

27 de abril de 2016

Maria e José são os nomes mais comuns do Brasil, revela levantamento do IBGE

Segundo o IBGE, o Brasil tem 11,7 milhões de brasileiras chamada Marias e 5,7 milhões de Josés
Um levantamento inédito do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que o nome próprio mais comum no Brasil é Maria. Segundo o órgão, 11,7 milhões de brasileiras têm esse nome. É mais que o dobro de pessoas chamadas José, o nome de 5,7 milhões de homens brasileiros. A informação é do Projeto Nomes no Brasil, divulgado pelo Instituto nesta quarta-feira (27).

Baseado no Censo de 2010, o levantamento compilou 130.348 nomes diferentes, durante as entrevistas em domicílios, sendo a maioria nomes de mulheres: 72.814 – que representam mais da metade da população do país. O terceiro nome mais comum no país também é feminino: Ana.

A compilação do IBGE revela, por meio de gráficos, os nomes mais frequentes por décadas de nascimento desde 1930, permitindo saber quais entraram e saíram de moda em cada período da história. As informações estão organizadas, também, por unidades da federação e municípios. Os gráficos apontam que os nomes Maria e Ana, por exemplo, mantiveram a popularidade em todas as décadas desde o início do levantamento. 

Quer conferir quantas pessoas existem no Brasil com o mesmo nome que o seu? Acesse este link e veja a sua "popularidade".

Influências de peso
Uma das informações mais curiosas é a popularização de nomes de celebridades, como Cauã (de Cauã Reymond, ator global) na década de 2000 - o número de bebês com o mesmo nome do ator saltou de pouco mais de duas mil pessoas na década de 1990 para 82,2 mil, no mesmo período em que se lançou na televisão.

Mas esse não é o único nome que se popularizou graças à influência de atores ou personagens famosos. Dara, como era chamada a protagonista da novela Explode Coração, exibida em 1995 no horário nobre da TV Globo, se tornou expressivamente mais popular na época: o nome teve 176 registros na década de 1980, contra 7,6 mil na década seguinte. No esporte não foi diferente: nomes como Romário, Ayrton e Pelé também atingiram picos na época em que esses atletas alcançaram a fama.


Fonte: Ig.com

Nenhum comentário: