Páginas

8 de março de 2016

Dia Internacional da Mulher: origem da data

Dia Internacional da Mulher: origem da data
Desde os primórdios da humanidade, a mulher luta por um reconhecimento social. Por anos, sua única função era procriar e cuidar da família. Contudo, a partir do século IXX a trajetória do papel feminino na história começou a mudar e seu lugar na sociedade, aos poucos, foi conquistado.
Oito de março não é apenas um dia para presentear filhas, mães e esposas. A data serve para relembrar as conquistas de grandes mulheres que reivindicaram e adquiriram, com muita luta, o reconhecimento do valor da mulher.
Há diversas versões sobre a origem data. Mas, a mais comum está relacionada a um incêndio em uma fábrica têxtil de Nova York, nos Estados Unidos, em 8 de março 1857. Operárias ocuparam a fábrica e fizeram uma grande greve. Elas exigiam melhores condições de trabalho, a exemplo de tratamento digno dentro da empresa.
A manifestação foi reprimida com um ato de violência. O dono da fábrica teria incendiado o local, causando a morte de 129 tecelãs. Em 1910, durante a 2ª Conferência da Mulher Socialista, em Copenhague (Dinamarca), a feminista Clara Zetkin teria proposto a criação de uma data em homenagem as operárias mortas no incêndio.
Porém, apenas em 1975, a Organização das Nações Unidas (ONU) decretou que o dia 8 de março seria considerado o Dia Internacional da Mulher. A criação da data não objetiva apenas a comemoração com presentes e mimos, na maioria dos países são realizadas conferências, debates, rodas de diálogos e atos para discutir o papel da mulher na sociedade.
No Brasil, o dia 24 de fevereiro de 1982 é considerado um marco na história da mulher brasileira. Nesse dia, foi instituído o direito ao voto feminino no país. Após anos de discussões e reivindicações as mulheres puderam votar e serem eleitas para cargos no Executivo e Legislativo.

Até hoje a mulher busca romper barreiras, melhores condições de trabalho e luta por uma sociedade justa e igualitária.

Fonte: Na Mira

Nenhum comentário: