Páginas

11 de dezembro de 2015

Justiça decreta prisão dos pais de menina vítima de maus tratos e estupro


Foram presos novamente nesta sexta-feira (11) o casal acusado de maus tratos e estupro contra a própria filha de apenas quatro anos. A dupla identificada como Leila Daiane da Silva Sales, de 25 anos e Erinaldo Nascimento da Silva, de 34 anos, estão na Delegacia de Proteção a Criança e Adolescente (DPCA) prestando depoimento e devem ser encaminhados a penitenciaria ainda hoje.
Segundo o conselheiro tutelar Djan Moreira (foto), na tarde desta quinta-feira (10) houve uma reunião entre o conselho tutelar, a juíza da Infância e da Adolescência, Maria Luíza Freitas e representando do Ministério Publico do Estado e na ocasião foi acatado a denuncia contra os pais.

“O MP entendeu que era procedente a denuncia contra os pais da criança, já que estava bem claro que houve o estrupo e ainda havia risco do casal fugir para Campo Maior. A denúncia foi encaminhada ao juiz que acatou nesta manhã”, explicou o conselheiro.
Os pais da criança estavam nas dependências da DPCA quando foi efetivada a prisão. Segundo Djan Moreira, eles foram convocados ainda ontem para prestar depoimentos, já na espera da resposta do juiz. 

Estupro e maus tratos 
A menina de apenas quatro anos é surda-muda e está internada no Hospital de Urgência de Teresina desde a madrugada nesta quarta-feira (09). Ela foi encaminhada ao centro médico depois de ser espancada e abusada sexualmente pelo padrasto e pela própria mãe. 

Nesta quinta-feira (10) um laudo médico confirmou que a criança sofreu abuso sexual. A informação foi confirmada pelo conselheiro tutelar Djan Moreira, que com o apoio da polícia resgatou a criança na última quarta-feira (09), da residência dos pais, depois de denuncias de vizinhos.

A menina morava com os pais e com mais cinco irmãos. Segundo o conselheiro tutelar, todas as crianças foram encaminhadas a casa de acolhimento em Teresina, até decisão da justiça.


Fonte: Portal AZ

Nenhum comentário: