Páginas

22 de novembro de 2015

O Piauí na rota das drogas

Cláudia Brandão
A localização estratégica do Piauí é positiva sob muitos aspectos, sobretudo do ponto de vista comercial. Mas também , e infelizmente, está sendo aproveitada como rota importante para o tráfico de drogas. E agora não só mais como rota de passagem, já que o estado passou a ser também produtor e consumidor de uma quantidade de entorpecentes cada vez maior.
A apreensão feita ontem pela polícia federal expôs uma triste realidade que tomou conta do Piauí. Foram 360 kg de drogas apreendidos, sendo 300 kg de maconha; e 60, de cocaína. É um volume impressionante que foi interceptado graças ao serviço de inteligência da polícia, quando o produto estava sendo transportado para a cidade de Parnaíba, no norte do estado.
Parnaíba, aliás, vem se destacando como um centro consumidor de drogas. Não por acaso, a cidade está ficando bastante violenta. A imagem do litoral tranquilo, onde os turistas em veraneio armavam suas redes na varanda e dormiam tranquilamente, já não mais existe. Ligada a Luís Correia, as duas cidades se confundem. A violência presente nas duas, também.
O próprio delegado Marcos Roberto Costa estava impressionado com a quantidade de droga destinada a uma cidade de 150 mil habitantes. Ele ressalta que como o Piauí dá acesso ao estados do Maranhão, Ceará, Bahia e Pernambuco, tornou-se um eixo importante no tráfico de drogas.
Mais do que nunca, as polícias federal, militar e civil precisam unir forças e inteligência para combater esse tráfico que destrói vidas, valores e famílias inteiras. Claro que esta não é uma tarefa apenas policial. Ela tem que vir associada a políticas públicas de promoção à educação, cultura, esporte e lazer. O que não podemos é fechar os olhos para a triste realidade que está diante dos nossos olhos, comprometendo esta e as futuras gerações.

Fonte: Cláudia Brandão / Cidade Verde

Nenhum comentário: