Páginas

13 de novembro de 2015

De catador a cantor: jovem lança disco no Maranhão

Apesar de jovem, o piauiense, que vive no Maranhão, César Marttins, já carrega na bagagem uma longa história de sofrimento, dramas, mas que já toma um novo rumo. O rapaz, aos poucos, vem conquistando seu espaço no cenário musical.
Cesar Martins Formiga (nome de batismo) já foi catador, vendedor, engraxate, servente e flanelinha. Ele nasceu em Ribeiro Gonçalves (PI), mudou-se para Balsas (MA) e, aos 18 anos, chegou a São Luís, onde passou a ganhar a vida como cantor. Sua história de superação e lutas foi contada aqui no Imirante.com. Reveja.
Amante de sertanejo e arrocha, ele revela que gosta de causar emoção em quem ouve sua música. “Eu quis fazer música para emocionar as pessoas com letras que fizessem sentido. E gosto muito de canções românticas”, explica.
Com muita garra, o jovem artista gravou, há poucas semanas, seu primeiro disco: “Deixa minha mãe ser sua sogra”. Entre as quinze faixas, uma é de sua autoria: “Meu Nome é Amor”. Ele comentou de onde veio a inspiração. “Levei um ‘pé na bunda’. A menina tinha uma condição social mais alta que a minha. E eu sonhava em pedir ela em casamento”, contou.
O álbum, também, traz um sucesso já aprovado pelo público, segundo ele. “Te perder nem pensar” é um canção que ele adora cantar porque é daquelas que contagiam fácil quem ouve. Quem sabe não está surgindo um ídolo da música brasileira? Ouça algumas músicas aqui.



Fonte: Imirante.com

Nenhum comentário: