Páginas

11 de setembro de 2015

Unidades Básicas de Saúde melhoram atendimentos em Cocal


Quando se fala no Sistema Único de Saúde (SUS), é comum associá-lo imediatamente à falta de estrutura. No entanto, no município de Cocal, distante 226 km de Teresina, essa realidade é diferente: 12 Unidades Básicas de Saúde (UBS), que estão em pleno funcionamento, e outras duas que estão sendo construídas, fortalecem a prestação do serviço de saúde e melhoram o atendimento à população.

Segundo a secretária municipal de Saúde de Cocal, Eliane Cardoso, as Unidades Básicas de Saúde abrigam as equipes de Saúde da Família, que são compostas por médico generalista, enfermeiros, técnicos de enfermagem e os agentes comunitários. Atualmente, cinco equipes de saúde bucal atuam no município. A expectativa é que, até o final do ano, mais quatro equipes sejam formadas para suprir a demanda do município.
Prefeito Rubens Vieira(Imagem:Divulgação)
“Mesmo com a liberação dos recursos por parte do Ministério da Saúde, o município é responsável por parte considerável da obra e por identificar onde o investimento fará maior impacto. É importante que haja interesse da gestão em fazer com que o repasse seja bem destinado e que a população tenha acesso apropriado ao bem que ele fará”, disse Rubens Vieira, prefeito de Cocal.


A UBS inaugurada mais recentemente foi a do povoado Faveira, distante 15 km do centro do município, durante as solenidades dos 67 anos de Cocal. Nas unidades de Carpina, Santo Hilário, Contendas, Campestre e Boíba, a reforma teve que ser radical. Os prédios antigos foram demolidos e construídos novamente, seguindo normas estruturais do Ministério da Saúde.
Unidades Básicas de Saúde melhoram atendimentos em Cocal(Imagem:Divulgação)
Outras cinco unidades de saúde foram totalmente construídas nas comunidades Olho d’Água, Grotas, Faveira, Vidéu e São Pedro, representando um investimento de mais de R$ 2 milhões, advindos da Prefeitura de Cocal e do Ministério da Saúde.

Para Antônia Aguiar, moradora do Povoado Campestre dos Tonicos, a grande melhoria ocasionada pelas UBS’s é o fim das filas para marcação de consultas. “Não preciso mais chegar de madrugada pra ser atendida. A espera é curta e não tem mais nenhuma fila. Sempre fui bem atendida, tanto pelos atendentes, quanto pelos médicos”, enfatizou Antônia.
Unidades Básicas de Saúde melhoram atendimentos em Cocal(Imagem:Divulgação)
Seis reformas e ampliações das Unidades também foram feitas, com recursos próprios e do Governo Federal, nas comunidades Ulisses, Mutirão, Carpina, Santo Hilário, Contendas, Campestre e Boíba. A ampliação com maior investimento foi a do Povoado Santo Hilário, no valor de R$ 109.334,58. Ao todo, foram cerca de R$ 500 mil investidos em todas as UBS’s reformadas.

A importância do atendimento humanizado
O atendimento médico básico traz diversos benefícios aos pacientes. Por trabalhar com a prevenção, diminui na população o número de doenças que requerem maiores cuidados. Aumentam-se as chances de cura de doenças graves descobertas no início e ainda diminui a mortalidade de crianças, gestantes e idosos na região. Além disso, gera economia aos cofres públicos, já que o atendimento de baixa complexidade é menos oneroso.
Unidades Básicas de Saúde melhoram atendimentos em Cocal(Imagem:Divulgação)
“Um dos maiores benefícios do atendimento básico é a personalização desse atendimento. Com pacientes que acompanho há muito tempo, já sabendo o histórico deles, tudo é otimizado. Os pacientes não são pacientes distantes. São parceiros e amigos. Humaniza-se a relação de confiança entre o médico e o paciente”, relatou Cassiano de Brito, médico especialista em saúde mental que atua na recém-inaugurada UBS do Povoado Faveira e no Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS) da região de Cocal.

Para os demais trabalhadores da saúde, a diferença também é visível. “Antes, o nosso trabalho consistia no atendimento nos colégios, nas salas de aula ou na casa das pessoas. As pessoas deixavam de relatar muitos problemas por falta de um ambiente próprio, em que se sentissem à vontade, pela presença de um familiar. Agora temos salas exclusivas para médicos, enfermeiros. Também temos um ponto de referência para o nosso trabalho”, comemorou Francisca Rodrigues, agente de saúde do Povoado Faveira.


Fonte: Ascom

Nenhum comentário: