Páginas

10 de agosto de 2015

Preso gerente acusado de simular próprio sequestro para facilitar assalto a banco

Quatro homens foram presos, em flagrante, suspeitos de sete assaltos e uma tentativa de assalto a bancos no Ceará. A quadrilha fazia uso de um drone, equipamento que captura imagens aéreas, para fazer fotos de familiares dos gerentes das agências e chantageá-los para facilitar a execução dos assaltos. Um dos presos é gerente do Banco do Brasil (BB) do Município de São Gonçalo do Amarante, assaltado três vezes.
O gerente, Antônio David Fernandes Almeida, 34, não tinha antecedentes criminais e foi capturado pela Polícia portando um aparelho conhecido como "chupa cabra", utilizado para roubar informações de cartões bancários. Conforme a Polícia, ele passava informações privilegiadas ao restante da quadrilha e simulava o próprio sequestro.

As investigações da Delegacia de Roubos e Furtos aconteciam desde 2012 e mais duas pessoas foram identificadas pela Polícia (mas ainda não foram presas). Os outros suspeitos são Dênis Ferreira de Moura, 29, que possuía mandado de prisão em aberto por latrocínio; Marcos Fernando Monteiro Marques, 28, conhecido como "Chico Chicó", apontado como cabeça da quadrilha; e Kardel Pereira Bertoldo, 32. Ele e "Chico Chicó" já possuíam mandado de prisão em aberto pelo assalto ao Banco do Brasil de Caucaia. Os três foram presos na última quinta-feira, 6, em Maracanaú. Eles estavam portando um fuzil AK 47, uma pistola e um drone.

Os assaltos nos quais a quadrilha estava envolvida aconteceram, além de no BB de São Gonçalo do Amarante, no BB de Solonópole, Caucaia e Chorozinho (tentativa frustrada no dia 9 de junho); no Banco Santander de Pajuçara e na Caixa Econômica Federal de Maracanaú.


Fonte: Redação O POVO Online com informações
da repórter Domitila Andrade 

Nenhum comentário: