Páginas

26 de agosto de 2015

Cocal ganhará nova escola com padrão do FNDE

Cocal ganhará nova escola com padrão do FNDE
A Prefeitura de Cocal está investindo na melhoria da educação do município. Exemplo disso é a construção da Unidade Escolar João Justino de Brito, localizada no povoado Santo Hilário. As obras estão adiantadas e seguem o padrão de qualidade exigido pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Para a construção da escola, estão sendo investidos recursos no valor aproximado de dois milhões de reais, oriundos de recursos próprios da Prefeitura de Cocal. Dentro do padrão arquitetônico do FNDE, a nova escola terá seis salas de aula; banheiros; cozinha; pátio; dependências administrativas; quadra poliesportiva, com arquibancada e coberta; biblioteca e sala de informática.
O diretor da Unidade Escolar João Justino de Brito, Vicente Neto, reforça o benefício que a nova escola trará para os estudantes do povoado Santo Hilário e adjacências. “O antigo prédio da escola, que tinha mais de 30 anos, não oferecia a estrutura necessária para os nossos 243 alunos e professores. Mas essa realidade vai mudar em breve e estamos todos na expectativa para a entrega da escola à comunidade”, relata o diretor.
O prefeito Rubens Vieira frisa que após a conclusão da obra, a escola passará também a atender alunos do 8º e 9º ano, acabando com a necessidade de deslocamento até a sede do município para a continuidade dos estudos. “Antes, a escola só atendia até o 7º ano. Com a nova estrutura, certamente teremos menos problemas de evasão escolar e assiduidade, já que as crianças se sentirão mais motivadas a frequentarem as aulas”, reforça o prefeito de Cocal.
A secretária municipal de Educação, Raimunda Albuquerque, afirma que a escola do povoado Santo hilário deve ser entregue em 2016, com o início do ano letivo. “Nosso objetivo é fazer com que os cocalenses que moram distantes da sede também tenham as mesmas oportunidades de acesso à educação que os demais. Esse é o nosso objetivo”, finaliza a secretária.


Fonte: ASCOM

Nenhum comentário: