Páginas

18 de julho de 2015

Direção do CEM vai apurar divulgação de imagens de menor morto no Piauí

Gerente de internação do CEM falou sobre depoimento de menores (Foto: Catarina Costa/G1 PI)
O gerente de internação do Centro Educacional Masculino (CEM), Herberth Neves, declarou que abrirá uma sindicância para identificar os responsáveis pelo vazamento das imagens do adolescente Gleison Vieira da Silva, 17 anos, que foi espancado até a morte na quinta-feira (16)por companheiros de cela. A vítima é uma dos quatro adolescentes condenados pelo estupro coletivo em Castelo do Piauí.
As imagens, que mostram o corpo ferido e o rosto de Gleison Vieira desfigurado, foram compartilhadas nas redes sociais. Herberth Neves quer saber se houve negligência por parte dos policiais ou educadores de plantão com relação a divulgação das fotos do garoto.
“Poucas pessoas tiveram acesso ao local onde estava o corpo do adolescente. Estes profissionais serão investigados. Vamos apurar quem vazou porque foi uma postura antiética”, afirmou.
"Os acusados não falaram a motivação do crime, mas acredito que houve uma discussão entre eles e o Gleison, porque ele foi o delator do estupro. Os três confessaram ter matado o companheiro e explicaram como fizeram isso. Percebi a frieza deles em comentar o ato, como se fosse algo banal. Não demonstraram nenhum remorso ou arrependimento o que mostra o grau de periculosidade destes menores", declarou.Ainda de acordo com o gerente de internação, os suspeitos de assassinar o adolescente admitiram o homicídio e não demonstraram remorso ou arrependimento ao relatar o ato criminoso.
Fonte: G1 / PI

Nenhum comentário: