Páginas

30 de junho de 2015

Polícia do PI desbarata quadrilha que roubava e adulterava veículos

Placas falsificadas fora apreendidas pela polícia (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
A Polícia Civil do Piauí deflagrou nas primeiras horas desta terça-feira (30) uma operação para desbaratar uma quadrilha especializada nos crimes de roubo, adulteração e falsificação de documentos de veículos. A Secretaria de Segurança informou que 11 pessoas foram presas, sete em Teresina, duas em Parnaíba e duas em Timon, no Maranhão. Ao todo são oito mandatos de prisão e 30 de busca e apreensão.
Pelo menos 10 veículos foram apreendidos e recuperados mais de 200 documentos, supostamente roubados ano passado do posto do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) no bairro Dirceu Arcoverde, Zona Sudeste da capital. Além disso, uma máquina usada para clonar placas foi encontrada em Timon.
A ação conta com a participação de 150 policiais e também cumpre mandados nos estados do Maranhão, Pará e Minas Gerais. A operação conta com o apoio de homens das polícias Militar e Rodoviária Federal e as investigações estão sendo comandadas pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) e pela Delegacia de Polícia Interestadual (Polinter).
Instrumentos utilizados para clonar placas de veículos (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Instrumentos utilizados para clonar placas de
veículos (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
O delegado geral de Polícia do Piauí, Riedel Batista, afirmou que a atuação da quadrilha já vinha sendo investigada há cerca de um ano.
"As investigações começaram há mais ou menos um ano. É uma quadrilha bem articulada, uma grande organização criminosa que nós estamos procurando desarticular para combater o roubo de veículos no Piauí. É uma das maiores quadrilhas do Brasil", disse o delegado.
Além das 11 prisões, vários veículos com restrição de roubo e furto foram apreendidos e levados para a sede do Grupo de Repressão ao Crime Organizado, na Zona Sul de Teresina. Além da capital, os alvos principais da operação no Piauí estão nas cidades de Parnaíba, Picos e Pedro II.

Fonte: G1 / PI

Nenhum comentário: