Páginas

12 de abril de 2015

Seis pessoas que aguardavam droga de avião que caiu são presas no Piauí

Suspeitos foram abordados em estradas viscinais na divisa com o Ceará (Foto: Polícia Civil / Divulgação)
Suspeitos foram abordados em estradas viscinais na divisa com o Ceará (Foto: Polícia Civil / Divulgação)
Seis pessoas foram presas suspeitas de darem apoio técnico ao avião monomotor, que caiu e matou duas pessoas carbonizadas na madrugada deste sábado (11) na cidade de Assunção do Piauí, Norte do estado. Segundo o secretário de segurança, Fábio Abreu, a prisão aconteceu quando a quadrilha fugia em estradas vicinais na divisa do Piauí e Ceará.
Fábio Abreu relatou que os suspeitos descobriram que o avião tinha caído e estavam tentando localizar o local da queda para tentar resgatar a droga. Maioria do grupo é natural do Ceará e um deles de Santa Catarina.
Seis suspeitos de tráfico de drogas foram presos (Foto: Polícia Civil / Divulgação)Seis suspeitos de tráfico de drogas foram presos
(Foto: Polícia Civil / Divulgação)
"Os suspeitos estavam em três picapes e um carro menor. Um caminhão-pipa também foi apreendido e faria o transporte terrestre da droga para passar na barreira com o Ceará. Com o grupo foram encontrados tanques com combustível para avião, 10 rádios de comunicação aeronáutico, bastante água, energéticos, repelentes, kits de sobrevivência alimentar e um drone", relatou.
  •  
Avião de pequeno porte explodiu durante queda em Assunção do Piauí (Foto: Caetano Silva/Assuncaolivre.com)Avião explodiu durante queda em Assunção do
Piauí (Foto: Caetano Silva/Assuncaolivre.com)
Para Fábio Abreu, o monotor Cesna 210 pousaria na pista clandestina de uma propriedade na serra de Palmeira de Cima, entre as cidades de Assunção do Piauí e São Miguel do Tapuio. As causas do acidente ainda são desconhecidas.
"A queda do avião será investigado pela Cenipa [Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos], enquanto a morte dos dois passageiros ficará a cargo da Polícia Civil do Piauí e o tráfico de drogas pela Polícia Federal", disse.
Os presos foram encaminhados para Cratéus, no Ceará, para autuação em flagrante e depois serão transferidos para Teresina. A droga e os corpos dos dois passageiros do avião estão a caminho da capital piauiense. Apenas exames de DNA podem confirmar a identidade das vítimas.


Fonte: G1 / PI

Nenhum comentário: