Páginas

6 de abril de 2015

Rio de Janeiro é o Estado onde mais crianças são mortas por policiais

Ag. BrasilDos 82 assassinatos de crianças e adolescentes de até 14 anos cometidos pela polícia no Brasil, 60% ocorreram no Estado do Rio de Janeiro. É o que aponta levantamento do Globo publicado nesta segunda-feira, 6 de abril. O estudo foi realizado com base nos dados do Sistema de Informação de Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde e leva em conta o período de 2003 a 2012. Essa é a base oficial mais recente sobre o tema.
Segundo o material, o Rio de Janeiro responde por 50 dos casos de crianças mortas por agentes da lei registrados em todo o país. Em segundo lugar aparece o Estado de São Paulo, com 13 notificações no período analisado. Os outros 19 assassinatos estão espalhados em 12 Estados de todas as regiões no Brasil.
Os especialistas acreditam que o despreparo dos profissionais da segurança e a cultura do enfrentamento fazem o Rio despontar nas estatísticas. As versões comumente apresentadas pelos policiais são de legítima defesa do agente. Porém, a maior parte das vítimas são crianças. O que coloca em cheque a justificativa, concluem os especialistas.
O perfil das 82 crianças mortas no Brasil pela polícia, em 10 anos, revela que pretos e pardos são as maiores vítimas. Eles respondem por 73% dos registros. Para a professora de graduação em segurança pública da Universidade Federal Fluminense (UFF), Jacqueline Muniz, os dados não surpreendem. “[Eles] refletem orientações e políticas pautadas pelo preconceito e a discriminação com populações em situação de vulnerabilidade, sobretudo os moradores da periferia”, analisa.

Fonte: CNM

Nenhum comentário: