Páginas

3 de fevereiro de 2015

Uso de eletrônicos afeta o sono dos adolescentes, diz estudo

Criança no computador e televisão
Um grande estudo revelou que, quanto mais tempo um adolescente passa diante de uma tela, pior é a qualidade do seu sono. A pesquisa foi publicada online na segunda-feira no periódicoBMJ Open.
Em 2012, pesquisadores noruegueses perguntaram a quase 10 000 jovens de 16 a 19 anos o tempo e as atividades que dedicavam no uso dos seguintes aparelhos eletrônicos: smartphone, computador, MP3 player, vídeo game, tablet e TV. O estudo não contabilizou as atividades escolares desempenhadas nessas ferramentas.

Os voluntários também responderam a que hora normalmente iam para a cama e se levantavam, de quantas horas de sono precisavam para se sentirem descansados e quanto tempo demoravam a adormecer, tanto no fim de semana quanto durante a semana.
Conclusões — Adolescentes que usavam eletrônicos por mais de 4 horas por dia tinham 49% maior risco de demorar mais de 60 minutos para pegar no sono. Na média, os jovens disseram que precisam de oito a nove horas de sono para se sentirem descansados. No entanto, aqueles que passavam mais de duas horas por dia conversando online tinham três vezes mais probabilidade de dormir menos de cinco horas, assim como aqueles que ficaram mais de quatro horas diante de qualquer tela.
Para os pesquisadores, o tempo dedicado aos aparelhos eletrônicos pode estar tomando as horas de sono ou atrapalhando o descanso por atrapalhar o sistema nervoso — a luz emitida por esses aparelhos interfere no relógio biológico.

Diretriz — “A atual recomendação é de que as pessoas não tenham TV no quarto. No entanto, outros aparelhos podem estar atrapalhando o sono, como os computadores e telefones”, escreveram os pesquisadores. “É preciso desenvolver diretrizes específicas sobre o uso de eletrônicos.”


Fonte: Veja.com

Nenhum comentário: