Páginas

14 de fevereiro de 2015

Surto de sarampo ameaça foliões no Carnaval do Ceará


Desfile do bloco carnavalesco
Um surto de sarampo ameaça os foliões que pulam Carnaval no Ceará. Neste ano, 32 casos da doença foram confirmados pela Secretaria de Saúde do Ceará e outros 68 estão sendo investigados. As autoridades de Saúde alertam para a necessidade da vacina, que está sendo aplicada durante o período carnavalesco.

O surto no Estado começou em dezembro de 2013 e, de lá para cá, infectou 728 pessoas. Fortaleza lidera o ranking da doença com 341 casos. Em seguida vêm os municípios de Massapê com 127 casos; Sobral com 83; Uruburetama com 61; e Caucaia com 27. 
O Ministério da Saúde e a Secretaria da Saúde do Ceará alertam municípios cearenses, hospitais, clínicas, unidades de saúde, laboratórios, portos, aeroportos, municípios limites com outros Estados sobre orientações de detecção, diagnóstico e medidas de prevenção e controle do sarampo.
Doença — O sarampo é uma doença viral contagiosa e pode ser transmitida pelo ar. Seus sintomas normalmente incluem febre, tosse, coriza e olhos vermelhos, seguidos por erupções vermelhas que aparecem muitas vezes no rosto e se espalham para baixo. Por vezes letal, a moléstia pode se espalhar rapidamente entre as crianças não vacinadas. Não existe um tratamento específico para o sarampo e a maioria das pessoas se recupera dentro de algumas semanas. No entanto, em crianças e pessoas com imunidade reduzida ou desnutridas, o sarampo pode causar complicações sérias, incluindo cegueira, infecção do ouvido e pneumonia. A melhor prevenção contra a doença é a vacina.


(Com Estadão Conteúdo)

Nenhum comentário: