Páginas

9 de janeiro de 2015

Suspeitos de ataque terrorista contra revista na França são mortos, diz agência

Cherif Kouachi e Said Kouachi fizeram reféns funcionários de uma empresa nos arredores de Paris
Foram mortos, nesta sexta-feira, os irmãos Cherif Kouachi e Said Kouachi, suspeitos de terem atacado a redação da revista Charlie Hebdo, em Paris, na França, na última quarta-feira. Eles estavam numa gráfica chamada Création Tendance Decouverte, na cidade de Dammartin-En-Goële, no norte da França, onde fizeram refém Michael Catalanom, dono do estabelecimento, que foi libertado sem ferimentos. Neste momento, ainda há forte movimentação policial e de ambulâncias no local. As informações são da agência AFP.
As informações sobre a morte dos suspeitos foram confirmadas pelo Diretor-Geral da Gendarmeria Nacional, força policial francesa, segundo o jornal Le Monde.
Os suspeitos entraram na gráfica de madrugada e fizeram o refém. Desde então, a polícia os localizou e montou um grande cerco, que durou cerca de 7 horas. No início desta tarde, os agentes invadiram o local e executaram os suspeitos.
A cidade de Dammartin-en-Goêle foi totalmente bloqueada e esvaziada por milhares de policiais, com helicópteros sobrevoando a área. De acordo com o deputado de Dammartin-en-Goêle, Yves Albarello, nas primeiras negociações com a polícia os suspeitos teriam declarado desejar "morrer como mártires".

Explosões e fumaça na gráfica que abrigava os irmãos Kouachi
     Explosões e fumaça na gráfica que abrigava os irmãos Kouachi Foto: JOEL SAGET / AFP
Um homem sobe no telhado da gráfica onde um homem estava sendo mantido refém em Dammartin-en-Goele
Um homem sobe no telhado da gráfica onde um homem estava sendo mantido refém em Dammartin-en-Goele Foto: Peter Dejong / AP
Policiais em cima de um prédio próximo à gráfica onde os irmãos Kouachi mantiveram um homem refém
 
Policiais em cima de um prédio próximo à gráfica onde os irmãos Kouachi mantiveram um homem refém Foto: Peter Dejong / AP



Fonte: Extra

Nenhum comentário: