Páginas

1 de janeiro de 2015

'Quem apostar na bandidagem vai perder', diz Wellington em discurso

Governador Wellington Dias, em entrevista coletiva no Palácio de Karnak (Foto: Ellyo Teixeira/G1)
Durante discurso no Palácio de Karnak, o governador Wellington Dias (PT) falou sobre a situação da segurança pública no Piauí. A pasta é uma das que tiveram estado de urgência administrativa decretado logo após a transmissão do cargo.Segundo Wellington, o estado enfrenta uma grave situação de insegurança e fortes medidas serão adotadas para combater a violência.
"Nós vamos vencer a criminalidade e quem apostar na bandidagem vai perder", disse o governador. O petista voltou a afirmar que vai solicitar intervenção de forças federais no estado para agir em conjunto com as demais polícias. Segundo ele, o pedido para a vinda da Força Nacional de Segurança deve ocorrer ainda nesta quinta-feira em Brasília. Após ser empossado, Wellington seguiu para Brasília onde acompanha a posse da presidente Dilma Rousseff.
Fábio Abreu, deputado eleito do Piauí (Foto: Ellyo Teixeira/G1)
Fábio Abreu, deputado eleito no Piauí e futuro
secretário de segurança (Foto: Ellyo Teixeira/G1)
De acordo com o governador, o objetivo é que haja uma integração entre as polícias Rodoviária Federal, Militar, Federal e a Força Nacional de Segurança. "Além dessas forças, se possível for tentaremos trazer até o Exército", disse. Ele falou ainda que irá reduzir a estrutura de policiais do Palácio de Karnak para colocá-los nas ruas. Em entrevista coletiva após o discurso, o governador explicou que o decreto tem base legal e permitirá que o governo trabalhe com a liberação de recursos de forma mais urgente.
O futuro secretário de segurança pública do estado, capitão Fábio Abreu, falou sobre os desafios e ratificou as motivações para a decretação de urgência na pasta que vai administrar a partir de fevereiro, quando se licenciar do cargo de deputado federal. Até lá, a secretaria será ocupada interinamente pela delegada Eugênia Vila.
“É uma atitude para respaldar a liberação de recursos para as urgências necessárias”, disse Fábio Abreu. Segundo ele, o desafio de assumir uma pasta com tantos problemas é enorme, mas o olhar prioritário do novo governo para a segurança pública já é um grande passo para dias melhores. Abreu falou em aumentar a quantidade de policiais em atuação no estado. “Um dos nossos desafios é aumentar o contingente de policiais militares nas ruas”, afirmou.


Fonte: G1 PI

Nenhum comentário: