Páginas

10 de dezembro de 2014

Padrasto confessa ter matado bebê de 11 meses asfixiado no RJ

Um bebê de apenas 11 meses foi sufocado até a morte pelo padrasto com o uso de uma fralda. Segundo a polícia, Fernando Mariano, de 29 anos, confessou o crime e disse que matou a criança porque se irritou com o choro dela, como mostrou o Bom Dia Rio nesta quarta-feira (10).

De acordo com a Polícia Civil, ele escondeu o corpo da menina Rebeca em uma bolsa e a jogou no lixo. Agentes fizeram buscas e encontraram um bebê morto, dentro de uma sacola, em uma estação de transferência de lixo, no Caju, na Zona Portuária. A mãe reconheceu uma chupeta, que era usada pela criança, mas apenas um exame de DNA vai confirmar se o corpo é mesmo de Rebeca.

A mãe da menina disse aos investigadores que precisou sair e deixou o bebê em casa com o padrasto. Quando voltou, percebeu que a filha tinha desaparecido.

A frieza de Mariano ao prestar depoimento na delegacia assustou os policiais. “No decorrer dessa investigação, nós acabamos achando vários pontos contraditórios nos relatos, e conseguimos verificar que esse criminoso estava mentindo. Ele não gostava do pai da criança, tinha uma séria rixa com ele, e disse também que a bebezinha chorava muito, e isso acabava o irritando. É um assassino frio, covarde, um monstro. Ele agora vai ter que responder isso perante à Justiça”, afirmou o delegado Antenor Lopes.

Depois de prestar depoimento à polícia, Fernando chegou a fugir, mas foi encontrado nesta terça-feira (9) em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, e preso em flagrante. De acordo com o delegado, o motivo do crime pode ter sido ciúme.

Fernando Mariano vai responder por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.
 
 
Fonte: G1

Nenhum comentário: