Páginas

28 de novembro de 2014

Secretários de saúde e justiça do Piauí renunciam aos seus cargos

O secretário estatual de Saúde do Piauí, Mirócles Veras (PSB), e a secretária de Justiça, Ana Paula Mendes (PMDB), comunicaram nesta sexta-feira (28) que não fazem mais parte do secretariado estadual. O primeiro a anunciar foi Mirócles, que divulgou nota oficial na qual diz ter pedido exoneração por questões pessoais. Depois, a deputada estadual Ana Paula disse ter comunicado ao governador do Piauí, Zé Filho (PMDB), a sua vontade de voltar para a Assembleia Legislativa (Alepi).

Mirócles disse que deixa a Sesapi sem escândalos e destacou como principais ações da sua gestão, a garantia da qualidade do serviço ao usuário do Sistema Único de Saúde (SUS). “Estamos saindo sem escândalos, o que mostra uma administração séria, transparente e voltada para o interesse público. Nós introduzimos em todos os hospitais regionais a contratualização, melhorando a qualidade, tendo aí uma questão de metas quantitativa e qualitativa”, disse Mirócles.

Depois de alguns meses de administração, a deputada Ana Paula Mendes diz deixar a pasta sem nenhum problema com o atual governo. “Já tinha conversado com o governador e anunciado antes a minha vontade de deixar a administração e voltar para a Assembleia. Não tive nenhum problema interno com o governo por isso deixei o cargo de livre e espontânea vontade”.

Em avaliação sobre sua atuação na secretaria, a deputada revelou a falta de estrutura e a falta de recursos no desenvolvimento das ações da pasta. “É complicado eu fazer uma avaliação da minha gestão na Secretaria de Justiça porque falta muita estrutura e a gente não tinha recursos para trabalhar. Eu sabia que não podia fazer muita coisa em poucos meses. Do pouco que tentamos fazer, foi engatinhando”, disse.

Novos secretários
O diretor administrativo da Sesapi, José Fortes, assume no lugar de Mirócles Veras na terça-feira (02). Quem assume a Secretaria de Justiça é o atual diretor de presídios da Sejus, Wellington Rodrigues. "Assumo sabendo do desafio, pois já acompanho a situação e sei as dificuldades do estado. Estou disposto a dialogar e pedir condições mínimas para que possamos trabalhar e entregar a Sejus em condições melhores para o próximo secretário", disse.


Fonte: G1

Nenhum comentário: