Páginas

5 de novembro de 2014

PSDB quer concluir auditoria nas urnas em um mês

Deputado Carlos Sampaio (PSDB/SP), coordenador jurídico do partido
Deputado Carlos Sampaio (PSDB/SP), coordenador jurídico do partido (Luiz Aves/Agência Câmara/VEJA)
O PSDB espera concluir em 30 dias a auditoria nas urnas eletrônicas, autorizada pelo Tribunal Superior Eleitoral nesta terça-feira. O coordenador jurídico do partido, o deputado Carlos Sampaio, diz que os nomes da comissão de peritos vão ser apontados na semana que vem. Segundo ele, o grupo terá de três a cinco pessoas. Os tucanos pretendem indicar para comandar o grupo o professor Diego Aranha, da Unicamp, que encontrou falhas no sistema em um teste público feito em 2012.
Sampaio afirma que a decisão do TSE foi ainda mais favorável aos tucanos do que o partido queria. Isso porque a comissão suprapartidária proposta pelo partido foi transformada pela corte em uma comissão de peritos indicada apenas pelo PSDB. O tribunal considerou que, como a sigla foi a única a subscrever o pedido, não seria possível estender a outros partidos o direito de participar oficialmente da auditoria.
O coordenador jurídico do PSDB não acredita que o resultado da eleição presidencial tenha sido forjado. Mas afirma que a auditoria será importante para apontar possíveis brechas no sistema e dar uma resposta ao eleitorado. "Fraudes houve. Mas não creio que a ponto de mudar o resultado da eleição. Tanto que deixamos passar o prazo para pedir recontagem", diz o tucano. Por unanimidade, o Tribunal Superior Eleitoral aceitou nesta terça-feira liberar ao PSDB acesso aos arquivos eletrônicos e demais documentos referentes à totalização dos votos da eleição presidencial. Com esses dados, os tucanos poderão realizar uma auditoria própria do resultado.

 Fonte: Veja.com

Nenhum comentário: