Páginas

20 de novembro de 2014

Freitas Neto diz que governo tem "despesas demais" e Dias herdará verbas

O secretário de Governo Freitas Neto representou o governador Zé Filho (PMDB) em mais uma solenidade do governo do Estado nesta quarta (19). Durante a comemoração pelo Dia da Bandeira no quartel do Comando Geral da Polícia Militar, Freitas Neto afirmou que a máquina está inchada e que o governador eleito Wellington Dias (PT) vai herdar verbas para investimentos, oriundas de vários convênios, ao contrário do que vem argumentando a equipe de transição.
Reprodução/TV Cidade Verde
Durante a solenidade, Freitas Neto explicou a ausência de Zé Filho em compromissos oficiais nas últimas semanas. "O governador Zé Filho está acompanhando de perto as ações. Me telefonou e pediu que eu visse. Mas não tem um motivo maior. Simplesmente me pediu que o representasse", ressaltou.
Freitas comentou ainda sobre a situação financeira difícil pela qual passa o Estado e atribui ao inchaço da máquina e à "frustração" de ver diminuídos os repasses federais ao Estado. 
"O Estado tem órgãos demais e talvez despesas demais que podem ser racionalizadas. É o meu sentimento e venho chamando atenção para isso há algum tempo. E este ano, principalmente, que houve uma frustração imensa e sobre as quais o governo não tem controle. Nos últimos dois meses, a frustração foi de R$ 70 milhões e isso pesa demais", declarou.
O secretário assegurou que, ao contrário do que vem pregando o governo que assumirá, Zé Filho deixará dinheiro empenhado para investimentos e obras. "Em matéria de investimento, vai ficar muito dinheiro alocado, empréstimo com saldo grande, no Banco Mundial R$ 20 milhões e outro de R$ 200 milhões que não vieram este ano em função do Estado ter entrado na questão da Lei de Responsabilidade Fiscal", disse.
 
Fonte: Cidade Verde

Nenhum comentário: