Páginas

27 de novembro de 2014

CASO REI DO DELTA: Polícia apura 2º disparo na esposa

Empresários Moraes Brito e Mateus Portela, ambos trabalhavam no ramo de turismoA polícia apura a informação de que a esposa de Edilson Moraes Brito já estaria caída no chão no momento que foi alvejada com o segundo disparo efetuado pelo marido. O delegado Artur Barros, titular da 2ª Delegacia de Polícia de Parnaíba diz que precisará colher novos depoimentos para confirmar esta informação. Porém, a polícia já tem certo é que no momento do crime, não houve briga nem discussão, reforçando a hipótese de premeditação.
As imagens divulgadas pela polícia na tarde de ontem reforçam ainda mais esta informação. Em questão de segundos, após ser chamado para uma reunião por Edilson, Mateus Portela volta para a Clip Turismo, já correndo e ensanguentado. “Isso já está certo, ele não disse uma palavra antes de atirar, foi tudo muito rápido, quando viu Mateus, começou a disparar”, disse o delegado, em conversa por telefone com o 180.
Já sobre a informação referente ao segundo disparo que atingiu Socorro Brito, o delegado diz que ainda não pode fazer afirmações precipitadas. “Esta questão ainda está nebulosa, preciso ouvir outros depoimentos. O que temos é que os disparos atingiram regiões vitais do corpo, o pescoço e o coração, mas afirmar se ela já estava no chão ao receber o segundo disparo, no momento não posso”, disse.

 Fonte: 180 Graus

Nenhum comentário: